Módulo

Análise do módulo de elasticidade estático e dinâmico do concreto de Cimento Portland através de ensaios de compressão simples e de frequência ressonante

... DOS MÓDULOS DE ELASTICIDADE DINÂMICO E TANGENTE PARA CONCRETOS PRODUZIDOS COM BRITA 0 E 1........... 105 GRÁFICO 5.17 – RELAÇÃO DO MÓDULO DE ELASTICIDADE DINÂMICO E O MÓDULO DE ELASTICIDADE TANGENTE DOS CONCRETOS PRODUZIDOS COM BRITA 0, EM FUNÇÃO DO TEMPO. ...................... 106 GRÁFICO 5.18 – RELAÇÃO DO MÓDULO DE ELASTICIDADE DINÂMICO E O MÓDULO ... ...............................................................98 TABELA 5.13 – RESULTADOS MÉDIOS DOS ENSAIOS DO MÓDULO DE ELASTICIDADE TANGENTE E O MÓDULO DE ELASTICIDADE DINÂMICO, COM SUAS DIFERENÇAS. ...................................................102 TABELA 5.14 – RESULTADOS MÉDIOS DOS ENSAIOS DO MÓDULO DE ELASTICIDADE SECANTE E O MÓDULO DE ELASTICIDADE DINÂMICO, COM SUAS DIFERENÇAS. ...................................................102 ... o módulo com a massa específica e a resistência à compressão. Neste trabalho são analisados comparativamente os módulos de elasticidade de compostos cimentícios de engenharia determinados através dos ensaios de resistência à compressão simples e frequência ressonante forçada. Palavras-chaves: módulo de elasticidade estático, frequência ressonante, módulo
 0  2  213

O ensino-assistência nas disciplinas Semiologia I Módulo Adultos, Medicina Geral de Adultos I e Doenças Infecciosas e Parasitárias da Faculdade de Medicina da UFMG, praticado nos Ambulatórios do Hospital das Clínicas da UFMG: o olhar do cliente

... alunos das disciplinas de Semiologia I – Módulo Adultos e Medicina Geral de Adultos I no Ambulatório Bias Fortes do HC-UFMG, primeiro semestre de 2007, e Doenças Infecciosas e Parasitárias no segundo semestre de 2007, CTR-DIP Orestes Diniz. A Disciplina de Semiologia I é interdepartamental e divide-se em três módulos: Adultos, Pediatria e Especialidades ... exercício da autonomia e à privacidade. 4.2 Objetivos Específicos 1. Identificar as impressões dos clientes atendidos por professores e alunos nas disciplinas de Semiologia I - Módulo Adultos e MGA I ministradas no Ambulatório Bias Fortes, e na disciplina Doenças Infecciosas e Parasitárias-DIP, no Ambulatório Orestes Diniz através da aplicação e análise ... em relação ao respeito aos seus direitos. 2. Verificar se a prática do ensino-assistência hoje realizada no ambulatório, tendo como parâmetro as disciplinas de Semiologia I - Módulo Adultos, MGA-I e DIP, é compatível com o que determina a legislação concernente aos direitos do paciente. 3. Contribuir com o Hospital das Clínicas e Faculdade de Medicina
 0  2  94

Estudo da influência de adições no módulo de elasticidade dinâmico, na resistência à fadiga e na tenacidade à fratura para concretos convencionais

... aos 28 dias, pág 71. FIGURA 4.11 - Módulo de elasticidade dinâmico para o concreto de referência, pág 72. FIGURA 4.12 - Módulo de elasticidade dinâmico para o concreto com 5% de sílica ativa gel, pág 73. FIGURA 4.13 - Módulo de elasticidade dinâmico para o concreto com 10% de sílica ativa gel, pág 73. FIGURA 4.14 - Módulo de elasticidade dinâmico para ... 4.15 - Módulo de elasticidade dinâmico para o concreto com 35% de escória de alto forno granulada, pág 74. FIGURA 4.16 - Módulo de elasticidade dinâmico para o concreto com 17,5% de resíduo de cerâmica vermelha, pág 75. FIGURA 4.17 - Módulo de elasticidade dinâmico para o concreto com 35% de resíduo de cerâmica vermelha, pág 75. FIGURA 4.18 - Módulo ... raios x da amostra de escória muída, pág 54. FIGURA 3.2 - Procedimento experimental, pág 58. FIGURA 3.3 - Fotografia da montagem para a determinação do módulo de elasticidade dinâmico do concreto; módulo transversal e longitudinal, pág 60. FIGURA 3.4a - Fotografia da montagem para ensaios de fadiga, pág 65. FIGURA 3.4b - Representação do ensaio de
 0  2  107

Implementação de um módulo controlador de vídeo na forma Intellectual Property

... palavras reservadas SC_METHOD, SC_THREAD ou SC_CTHREAD, dependendo da forma como o processo trabalha. § Módulo: é uma entidade hierárquica que pode conter processos ou outros módulos. É definido através da palavra reservada SC_MODULE. § Portas: módulos possuem portas que possibilitam a entrada e a saída de dados. Elas podem ser unidirecionais ou ... (binding) e o projeto resultante é gerado como um projeto em RTL descrito em Verilog, pronto para a síntese lógica. 12 Módulo SystemC Cynthesizer Compilação Análise de dataflow Alocação Scheduling Binding Processamento da saída Módulo RTL Otimizado Figura 4- Etapas da síntese comportamental do Cynthesizer 5 2.5. Altera Quartus II O software ... controlador....................... 45 v Figura 31: Trechos de código do Modelo RTL...................................................................... 46 Figura 32: Estrutura do módulo da memória de vídeo........................................................... 46 Figura 33: Trechos de código do Modelo HDL .....................................................................
 0  3  69

Instrumentação, modelagem, controle e supervisão de um sistema de bombeamento de água e módulo turbina-gerador

... . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.7 Turbina Francis utilizada no projeto. . . . . . . . . . . . . . . 3.8 Equipamentos auxiliares do módulo da turbina Francis. . . . . 3.9 Diagrama de instrumentação do módulo turbina-gerador. . . . 3.10 Transmissores de pressão instalados. . . . . . . . . . . . . . . . 3.11 Medidor de vazão instalado. . . . ... Belo Horizonte, MG Brasil Fone: +55 3499-4866 - Fax: +55 3499-4850 aguirre@cpdeee.ufmg.br Instrumentação, Modelagem, Controle e Supervisão de um Sistema de Bombeamento de Água e Módulo Turbina–Gerador Bruno Henrique Barbosa Dissertação submetida à banca examinadora designada pelo Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da Universidade ... utiliza ação Proporcional, Integral e Derivativa. Desvio padrão percentual. Policloreto de vinila. Random Acess Memory. Redes Neurais Artificiais. Sistema de Bombemaneto de Água e módulo Turbina-Gerador. Desvio padrão absoluto. Transistor Transistor Logic. xxiii Lista de Símbolos ess g H Hr J KP Kcr n Np ns P Ph Pabs Patm Pcr Pestag Pestat
 0  13  182

I CONSENSO BRASILEIRO DE TRATAMENTO MULTIDISCIPLINAR DE METÁSTASE HEPÁTICA COLORRETAIS MÓDULO 2: MANEJO DAS METÁSTASES RESSECÁVEIS.

... Bras Cir Dig 2016;29(1):9-13 DOI: /10.1590/0102-6720201600010003 Artigo Original I CONSENSO BRASILEIRO DE TRATAMENTO MULTIDISCIPLINAR DE METÁSTASE HEPÁTICA COLORRETAIS MÓDULO 2: MANEJO DAS METÁSTASES RESSECÁVEIS I Brazilian consensus on multimodal treatment of colorectal liver metastases. Module 2: approach to resectable metastases Héber ... Missing metastases RESUMO - Racional: As metástases hepáticas de câncer colorretal são evento frequente e potencialmente fatal na evolução dos pacientes. Objetivo: No segundo módulo desse consenso, foi discutido o manejo de metástases hepáticas ressecáveis. Método: Foi definido o conceito de metástases síncrônicas e metacrônicas, e ambos os cenários ... practice. INTRODUÇÃO As metástases hepáticas de câncer colorretal (CCR) constituem evento frequente e potencialmente fatal na evolução de pacientes com estas neoplasias. Neste módulo procurou-se contextualizar as possibilidades de ressecção e resultados das diversas modalidades de tratamento para as metástases diagnosticadas em condição técnica de ressecabilidade
 0  24  5

CONSENSO BRASILEIRO DE TRATAMENTO MULTIDISCIPLINAR DE METÁSTASE HEPÁTICA DE ORIGEM COLORRETAL MÓDULO 3: CONTROVÉRSIAS E METÁSTASES IRRESSECÁVEIS.

... Dig 2016;29(3):173-179 DOI: /10.1590/0102-6720201600030011 Artigo Original CONSENSO BRASILEIRO DE TRATAMENTO MULTIDISCIPLINAR DE METÁSTASE HEPÁTICA DE ORIGEM COLORRETAL MÓDULO 3: CONTROVÉRSIAS E METÁSTASES IRRESSECÁVEIS Brazilian consensus for multimodal treatment of colorectal liver metastases. Module 3: Controversies and unresectable metastases Orlando ... AHPBA, *Representante da Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista. DESCRITORES - Neoplasias colorretais. Metástase neoplásica. Quimioterapia. RESUMO – Neste último módulo do consenso, abordou-se alguns temas controversos. O primeiro tópico discutido foi o manejo da doença após progressão na primeira linha de quimioterapia, com foco em se ... presença de doença extra-hepática, assim como, qual a melhor sequência de tratamento. O tratamento de conversão para doença inicialmente irressecável também foi abordado neste módulo, incluindo as importantes definições de quando se pode esperar que a doença se torne ressecável e quais esquemas terapêuticos seriam mais efetivos à luz dos conhecimentos
 0  5  7

I CONSENSO BRASILEIRO DE TRATAMENTO MULTIDISCIPLINAR DE METÁSTASE HEPÁTICA COLORRETAIS. MÓDULO 1: AVALIAÇÃO PRÉ-TRATAMENTO.

... Cir Dig 2015;28(4):222-230 DOI: /10.1590/S0102-6720201500040002 Artigo Original I CONSENSO BRASILEIRO DE TRATAMENTO MULTIDISCIPLINAR DE METÁSTASE HEPÁTICA COLORRETAIS. MÓDULO 1: AVALIAÇÃO PRÉ-TRATAMENTO First Brazilian consensus on multimodal treatment of colorectal liver metastases. Module 1: Pre-treatment evaluation Felipe José Fernandez ... prétratamento. RESUMO – Racional: As metástases hepáticas de câncer colorretal são evento frequente e potencialmente fatal na evolução de pacientes com estas neoplasias. Objetivo: Neste módulo procurou-se contextualizar esta situação clínica, bem como parametrizar dados epidemiológicos e de resultados das diversas modalidades de tratamento estabelecidas. Método: ... clinical practice. INTRODUÇÃO As metástases hepáticas de câncer colorretal são evento frequente e potencialmente fatal na evolução de pacientes com estas neoplasias. Neste módulo procurouse contextualizar esta situação clínica, bem como parametrizar dados epidemiológicos e de resultados das diversas modalidades estabelecidas de tratamento. MÉTODO Foi
 0  4  9

Módulo de elasticidade aparente em vigas roliças estruturais de madeira Pinus elliottii.

... distintas no cálculo do módulo de elasticidade, obtidos com o auxílio da Equação 1, que contabiliza apenas a existência de esforços fletores, sendo  o deslocamento no ponto médio, F o carregamento aplicado no meio do vão, L o vão entre apoios, EM o módulo de elasticidade e I o momento de inércia da seção transversal. Os valores obtidos dos módulos de elasticidade ... análise de variância indicaram equivalências dos módulos de elasticidade apenas entre as relações L/d iguais a 24, 21, 18 e 15, revelando ser de 15 o menor valor da relação responsável por minorar significativamente o efeito das forças cisalhantes. Isso implica que, para o uso adequado da equação de cálculo do módulo de elasticidade pela norma brasileira ... peças estruturais de madeira roliça da espécie Pinus elliottii no cálculo do módulo de elasticidade (MOE). Foram ensaiadas, de forma não destrutiva, 24 peças de madeira (verde) com comprimento médio de 750 cm e diâmetro médio de 30 cm. Para tanto, foram determinados os valores dos módulos de elasticidade para seis relações (L/d) distintas entre comprimento
 0  6  7

Avaliação do módulo de elasticidade de peças de madeira laminada colada (MLC) obtido por meio do ensaio de vibração transversal.

... apresentados os resultados dos módulos de elasticidade, obtidos por meio dos métodos de ensaio de flexão estática e vibração transversal livre, densidade aparente e frequência natural das peças de MLC. Na Tabela 1 fez-se a comparação dos módulos de elasticidade estático EM e dinâmico Evt, antes e depois do tratamento preservativo. O módulo de elasticidade obtido ... Evt é, em média, 10,46% maior do que o módulo de elasticidade calculado por meio do ensaio de flexão estática EM, antes do tratamento preservante (Tabela 1). Após o tratamento preservante, o módulo de elasticidade calculado por meio do ensaio de vibração transversal livre Evt é, em média, 15,14% maior do que o módulo de elasticidade calculado por meio ... ser empregados ensaios não destrutivos de flexão estática, pelos quais é possível estimar o módulo de elasticidade à flexão dos elementos (AMERICAN..., 1997). Dependendo das dimensões dos elementos estruturais, é necessário dispor de um sistema de reação de grandes proporções. O módulo de elasticidade dos 8 elementos também pode ser obtido por meio de ensaios
 0  4  8

MÓDULO PARA SECAGEM DE MADEIRAS - Aplicações Tecnológicas da Energia Solar.

 0  4  5

Avaliação do módulo elástico de cerâmicas magnetoelétricas de 0,6BiFeO3-0,4PbTiO3 dopadas com La.

... ar, nas temperaturas de 1015, 1065 e 1115 °C por 1 h. Seus módulos elásticos foram determinados por meio da técnica de excitação por impulso, que revelou um módulo elástico de 74 GPa para a amostra dopada com 3% de La2O3 e sinterizada a 1115 °C. Para todas as amostras foi observado o aumento do módulo elástico com o aumento da temperatura de sinterização, ... isostaticamente sob pressão de 700 kPa. As amostras foram sinterizadas por 1 h a 1015, 1065 e 1115 °C com taxa de aquecimento de 3 °C/min. As análises para determinação do módulo elástico (módulo de Young) e do coeficiente de Poisson dos corpos de prova foram realizadas por meio da técnica de excitação por impulso com o equipamento Soneslastic®, de acordo ... dos módulos elásticos e dos coeficientes de Poisson, obtidos por meio da técnica de excitação por impulso para as amostras investigadas neste trabalho, estão listados na Tabela II. Observa-se que, a despeito de não haver variações nos coeficientes de Poisson dos materiais estudados, há uma variação considerável no que se refere aos valores de seus módulos
 0  4  5

Análise teórico-experimental do módulo dinâmico de compósitos asfálticos com argila calcinada.

... respectivamente, as partes real e imaginária do módulo complexo, que são conhecidas como módulo elástico (storage modulus) e módulo viscoso (loss modulus). O quociente entre a amplitude da tensão pela amplitude da deformação (Equação F) é definido como módulo dinâmico |E*| e indica o valor absoluto do módulo complexo E*, podendo ser representado graficamente ... o modelo proposto por Zeng et al. [18] para a formulação da curva mestra relativa ao módulo complexo (Equação L), considerada universal: E* = + [1+(fc/f')k]k/m (L) onde: - módulo complexo; - módulo complexo de equilíbrio, quando f’g0; - módulo complexo de equilíbrio, quando f‘g ∞; fc - parâmetro de localização, com ... na determinação da dosagem [10, 11], do teor de projeto, e na compactação por amassamento com uso do compactador giratório Superpave (CGS). Módulo de rigidez ou módulo complexo Dentro da análise mecanicista, o módulo complexo mostra-se de fundamental importância nos modelos constitutivos que buscam descrever o comportamento do concreto asfáltico. Esse
 0  6  8

Módulo dinâmico de compósitos asfálticos com agregados sinterizados de argila calcinada.

... pebble.] Comparação dos resultados do módulo dinâmico entre as misturas com ASAC e com seixo A Tabela XII, assim como as Figs. 11 e 12, unifica e exibe em paralelo todos os valores do módulo dinâmico para as misturas com ASAC e com seixo. Neste ponto ressaltam- Tabela X - Resultados dos ensaios uniaxiais de módulo dinâmico, mistura com seixo. [Table ... |E*| nos pontos de ensaio mais extremos, resultaram a -5 °C e 25 Hz um valor de 3503 MPa, enquanto a 40 °C e 0,01 Hz um módulo igual a 250 MPa, ou seja, uma variação de aproximadamente 14 vezes. Posterior à determinação das curvas módulo dinâmico × frequência para cada temperatura de ensaio (40 ºC, 10 ºC e -5 ºC), calcularam-se os fatores de translação ... dos ensaios uniaxiais de módulo dinâmico, mistura com ASAC. [Table VIII - Results of the uniaxial dynamic module, mixture with SCCA.] Temperatura (T) 40 ºC 10 ºC -5 ºC Frequência (w), Hz 0,01 0,05 0,10 0,50 1,00 5,00 10,00 25,00 0,01 0,05 0,10 0,50 1,00 5,00 10,00 25,00 0,01 0,05 0,10 0,50 1,00 5,00 10,00 25,00 Módulo dinâmico (|E*|), MPa 250
 0  2  12

Módulo elástico como ferramenta para avaliação da hidratação da magnésia e dos processamento de concretos refratários.

... vibração calcula-se o módulo de Young, utilizando as equações de Pickett, que relacionam o módulo elástico, as freqüências naturais de vibração e as dimensões da amostra [17]. Para freqüência fundamental de flexão das barras o módulo de Young é dado por: E = 0,9465 mff2 b x L3 t3 x T1 (A) na qual E é o módulo de Young (Pa), ... empregada Módulo elástico GPa) Módulo elástico GPa) Módulo elástico GPa) 140 a) 120 100 80 60 40 20 0 01234 56 Tempo de cura (dia) 7 6 5 4 3 2 1 0 7 140 b) 120 100 80 60 40 20 0 01234 56 Tempo de cura (dia) 7 6 5 4 3 2 1 0 7 140 c) 120 100 80 60 40 20 0 01 234 56 Tempo de cura (dia) 7 6 5 4 3 2 1 0 7 Figura 2: Módulo ... grande sensibilidade do módulo elástico à formação de novas ligações químicas entre as partículas. Observouse ainda que o módulo elástico aumenta rapidamente no período inicial de cura, devido à ligação gradual entre as partículas, e mais lentamente no período posterior, em decorrência do preenchimento de poros. Os avanços no emprego do módulo elástico para
 0  2  12

Porcelanas elétricas aluminosas: parte II - desenvolvimento da microestrutura e sua influência no módulo de ruptura.

... microscopia eletrônica de varredura. A Fig. 12a mostra valores do módulo de ruptura em função da temperatura de sinterização. O máximo valor do módulo de ruptura para esta composição foi de 170 MPa obtido nas amostras sinterizadas a 1350 °C. De acordo com o apresentado na parte I [1], o módulo de ruptura é dependente de: quantidade de mulita, porosidade, ... estar influenciando o comportamento do módulo de ruptura seriam: a variação da composição da fase vítrea ou a variação da porosidade. A Fig. 12b mostra que a relação entre a porcentagem da densidade real e o módulo de ruptura é aproximadamente linear o que concorda com resultados publicados [6]. Portanto, a variação do módulo de ruptura da composição F com ... microestrutura e o módulo de ruptura de porcelanas aluminosas foram analisados com o aumento da temperatura de sinterização. Foi determinado que quando o teor de alumina é elevado o processo de rearranjo das partículas durante a sinterização é inibido devido à formação do esqueleto de partículas de alumina as quais são insolúveis na fase líquida. O módulo de
 0  5  13

Avaliação in-situ do módulo de cisalhamento como ferramenta para a determinação da cinética de cura de concretos refratários.

... freqüência fundamental de ressonância torcional e do módulo de cisalhamento são apresentadas na Fig. 2. Nota-se o aumento da freqüência e, consequentemente, do módulo de cisalhamento com o passar do tempo de cura, como era de se esperar. Para os concretos curados a 30 ºC, um valor quase constante de módulo é atingido após cerca de 750 min. A partir deste ... e transversal, estes pesquisadores [2] acompanharam as várias etapas da cura de concretos e calcularam o módulo de Young e a razão de Poisson. Uma técnica de ressonância livre excitada por leve impacto sobre o corpo de prova para obter valores do módulo de Young foi também usada [4]. Esta metodologia possui o inconveniente de não ser in-situ e exige ... modo torcional, ρ é a densidade aparente e b, s e L são largura, altura (espessura) e comprimento da amostra, respectivamente. A vantagem de se trabalhar com o módulo de cisalhamento ao invés do módulo de Young é que G pode ser calculado independentemente do valor da razão de Poisson do material, o que não acontece com E. Para a caracterização da evolução
 0  2  5

Estudo de planejamento e design de um módulo instrucional sobre o sistema respiratório: o ensino de ciências para surdos.

... formadora, planejaram e desenvolveram módulos instrucionais sobre a temática “Corpo Humano”, e, neste trabalho, será apresentado Ciência & Educação, v. 18, n. 4, p. 913-930, 2012 916 Estudo de planejamento e design de um módulo ... o extrato referente ao “Sistema Respiratório”. Para a construção deste módulo, os autores se reuniram durante ... design de um módulo instrucional para o ensino de ciências, especificamente para o ensino do sistema respiratório para alunos surdos. Primeiramente, apresentamos uma discussão sobre a educação de surdos pautada por questões linguísticas, que envolvem o ensino da língua portuguesa e a língua de sinais. Descrevemos a estratégia de criação do módulo, que ... estrutura constitutiva do módulo e determinação da dinâmica de trabalho com o mesmo. Além da revisão da literatura específica, a pesquisa bibliográfica foi realizada em sítios eletrônicos que disponibilizam imagens com boa resolução, tais como tirinhas em quadrinhos e material digital reprodutível. Como parte integrante do módulo, foi elaborado um jogo
 0  2  18

Marcel Gautherot na revista Módulo - ensaios fotográficos, imagens do Brasil: da cultura material e imaterial à arquitetura.

... adiante, ao comentar as reportagens com fotografias de Marcel Gautherot na Módulo. 18 Anais do Museu Paulista. v. 22. n.1. Jan.- Jun. 2014. A fotografia na revista Módulo e o design das capas O lugar da fotografia como reprodução impressa é preponderante em todas as rubricas da revista Módulo, da capa à publicidade, passando pelas reportagens principais, ... artigo de Oscar Niemeyer, “Mes expériences à Brasília” (traduzido da Módulo) , e na Módulo no 18 e no 21, em página inteira, no mesmo ano, não figurando, porém, como imagem de capa (Figura 9) Há apenas um exemplo de fotografia semelhante, na linha da Nova Objetividade, usada na capa da Módulo no 4, sem identificação de autoria – tratase da maquete do Museu ... profissionais e artistas, tenha sempre a humildade e a força de ser alguma coisa a respeito do homem comum, esse exilado de nosso tempo e de nossa cidade. A Redação, Módulo no 1, 1955. Módulo apresenta-se como uma revista de arquitetura e artes plásticas que começa a circular em março de 19555 sob a direção do arquiteto Oscar Niemeyer, do engenheiro
 0  2  69

Curso I: Odontología preventiva. Módulo 2: Medidas preventivas

... Aires. AAAAAAAAA AAAAA AAAAAAAAAAAA A SUBMÓDULO Control de la infección y de la reinfección Noemí Bordoni AAAAAAAAAAAAAAA AAAAA Curso (Éi) Odontología preventiva Contenido Módulo r n Módulo ¿Í2g Diagnóstico de enfermedades por placa bacteriana Submódulo A Diagnóstico e interpretación diagnóstica de caries dental Submódulo A Diagnóstico de enfermedades gingivales Submódulo i|k Control ... reinfección Submódulo /2\ Fluoruros en la cariogénesis Submódulo A Racionalización del consumo de hidratos de carbono Submódulo /£\ Control de los surcos profundos Submódulo / l \ Programas preventivos individuales ► Submódulo /2\ Programas preventivos comunitarios /3\ Educac i ón para la salud Medidas preventivas Módulo I 3 I Programas ... A A A A A A A SUBMÓDULO Coiitr@S de los surcos profundos N©©mí B®rd®no Curso (Ip Odontología preventiva Contenido Módulo Módulo rn t|í Diagnóstico de enfermedades por placa bacteriana Med i das preventivas Módulo I 3 I Programas preventi vos Submódulo A Diagnóstico e interpretación di agnósti ca de caries dental Submódulo A Diagnóstico
 0  8  149

Curso I: Odontología preventiva. Módulo 3: Medidas y programas preventivos

... gingivales Submódulo /í\ Control de la infección y de la reinfección Submódulo /2\ Fluoruros en la cariogénesis Submódulo A Racionalización del consumo de hidratos de carbono Submódulo /4\ Control de los surcos profundos Submódulo /ií\ Programas preventivos individuales >■ Submódulo /2\ Programas preventivos comunitarios Submódulo / 3 ... Aires. A SUBMÓDULO Progranraâs pr@v®Bito^@ indBVBoyaies Noemí Bordoni y Aldo Squassi Curso (Mm Odontología preventiva Contenido Módulo [Tl Módulo Módulo [TJ Diagnóstico de enfermedades por placa bacteriana Medidas preventivas C3Í Programas preventivos Submódulo A Diagnóstico e interpretación diagnostica de caries dental Submódulo A Diagnóstico ... Panamericana, Oficina Regional de la ORGANIZACIÓN MUNDIAL DE LA SALUD 1999 CONTENIDO Submódulo /l\ Programas preventivos individuales, por Noemí Bordoni y Aldo Squassi Submódulo /2\ Programas preventivos comunitarios, por Ángela Argentieri, Noemí Bordoni y Raquel Dono 43 Submódulo /3\ Educación para la salud, por Lía Pereyra y Hebe P. de Bellagamba 75 Autores Angela
 1  7  120

Curso I: Odontología preventiva. Módulo 1: Diagnóstico de enfermedades por placa

... Aires. A SUBMÓDULO Diagnóstico e interpretación diagnóstica de caries dental Noemí Bordoni Aldo Squassi Curso EU Odontología preventiva Contenido Diagnóstico de enfermedades por placa bacteriana Módulo Módulo [T] Módulo 3 Submódulo Diagnóstico e interpretación diagnóstica de caries dental Submódulo /"¿S. Diagnóstico de enfermedades gingivales Submódulo /l\ Control ... gingivales Submódulo /l\ Control de la infección y de la reinfección Submódulo /2\ Fluoruros en la cariogénesis Submódulo A Racionalización del consumo de hidratos de carbono Submódulo /4\ Control de surcos profundas Submódulo / l \ Programas preventivos individuales > Submódulo /2\ Programas preventivos comunitarios Submódulo / 3 \ Educación para la salud Medidas ... Convencional CURSO MÓDULO Diagnóstico de enfermedades por placa bacteriana Nueva edición actualizada PALTEX PROGRAMA AMPLIADO DE LIBROS DE TEXTO Y MATERIALES DE INSTRUCCIÓN PRECONC Programa de Educación Continua Odontológica No Convencional CURSO S_B Odontología preventiva n Diagnóstico de enfermedades por placa bacteriana MÓDULO Dirección
 1  18  113

Ictiofauna do arquipélago de currais (Paraná - Brasil): complexidade estrutural dos costões rochosos e análise comparativa com um módulo recifal artificial.

... Comunitária/UFSCar P654ia Pinheiro, Pedro Carlos. Ictiofauna do arquipélago de currais (Paraná – Brasil): Complexidade estrutural dos costões rochosos e análise comparativa com um módulo recifal artificial / Pedro Carlos Pinheiro. -- São Carlos : UFSCar, 2005. 99 p. Tese (Doutorado) -- Universidade Federal de São Carlos, 2005. 1. Ictiologia. 2. Recifes artificiais.
 0  10  105

Desenvolvimento de um oftalmoscópio binocular indireto com sistema eletrônico cromático de iluminação e módulo de aquisição de imagens

... SÃO CARLOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - PPG BIOTEC. “Desenvolvimento de um Oftalmoscópio Binocular Indireto com Sistema Eletrônico Cromático Iluminação e Módulo de Aquisição de imagens” Orientador: Prof. Dr. Luis Carlos Trevelin Orientador: Prof. Dr. Fernando M. Araújo-Moreira. Aluno: Thiago Bellini Oliveira São Carlos Maio/2009 de DISSERTAÇÃO ... DE SÃO CARLOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - PPG BIOTEC. “Desenvolvimento de um Oftalmoscópio Binocular Indireto com Sistema Eletrônico Cromático de Iluminação e Módulo de Aquisição de imagens” Orientador: Prof. Dr. Luis Carlos Trevelin Orientador: Prof. Dr. Fernando M. Araújo-Moreira. Aluno: Thiago Bellini Oliveira Dissertação apresentada ... DePT da Biblioteca Comunitária da UFSCar O48do Oliveira, Thiago Bellini. Desenvolvimento de um oftalmoscópio binocular indireto com sistema eletrônico cromático de iluminação e módulo de aquisição de imagens / Thiago Bellini Oliveira. -- São Carlos : UFSCar, 2009. 63 f. Dissertação (Mestrado) -- Universidade Federal de São Carlos, 2009. 1. Engenharia
 0  23  76

Módulo para capacitación sobre la lactancia materna

... Organización Panamericana de la Salud Módulo para capacitación sobre la lactancia materna Serie PALTEX para técnicos medios auxiliares MÓDULO PARA CAPACITACIÓN SOBRE LA LACTANCIA MATERNA Serie PALTEX para Técnicos Medios y Auxiliares N o 20 Preparado por: Dr. ... riguroso. En la reflexión compartida, seguramente encontrará respuestas nuevas, que junto con los aportes del módulo le posibilitarán construir su propio aprendizaje, desvaneciendo prejuicios y resignifiçando nuevos conocimientos. XI El texto del módulo ha sido elaborado seleccionando y sintetizando estudios previos, y ha contado con el aporte de la experiencia ... salud manifiestan convicción acerca de las ventajas de la lactancia materna. Sin embargo, esta convicción no está fortalecida con las correspondientes actitudes y prácticas. Este módulo ha sido desarrollado para mejorar estas últimas y está dirigido al personal de los servicios de salud que atiende a embarazadas y madres con sus niños. Los objetivos van
 0  5  65

Documento similar


Feedback