UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO SILVANA SOUZA DA CRUZ

Livre

0
0
16
1 year ago
Preview
Full text

  

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA

PROGRAMA DE PốS-GRADUAđấO EM ADMINISTRAđấO

MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAđấO

SILVANA SOUZA DA CRUZ

  

ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO LOCAL A PARTIR DO CAPITAL

SOCIAL DE UM TERRITÓRIO – ESTUDO DO MUNICÍPIO DE URUBICI/SC

  SILVANA SOUZA DA CRUZ ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO LOCAL A PARTIR DO CAPITAL SOCIAL DE UM TERRITÓRIO – ESTUDO DO MUNICÍPIO DE URUBICI/SC Dissertação apresentada como requisito à obtenção do grau de Mestre em Administração, Curso de Mestrado Profissional em Administração, Área de Concentração: Gestão Estratégica das Organizações, Linha de Pesquisa: Gestão Pública, Terceiro Setor e Responsabilidade Social. Orientador: Prof. Francisco G. Heidemann, PhD.

ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO LOCAL A PARTIR DO CAPITAL SOCIAL DE UM TERRITÓRIO – ESTUDO DO MUNICÍPIO DE URUBICI/SC

  Esta dissertação foi julgada adequada para a obtenção do Título de Mestre em Administração, na área de concentração Gestão Estratégica das Organizações, linha de pesquisa: Gestão Pública, Terceiro Setor e Responsabilidade Social, e aprovada em sua forma final pelo Curso de Mestrado Profissional em Administração da Universidade do Estado de Santa Catarina, em 02 de outubro de 2007.

  Prof. Mario César Barreto de Moraes, Dr.

  Coordenador do Mestrado Apresentada à Comissão Examinadora, integrada pelos professores: Prof. Francisco Gabriel Heidemann, PhD.

  Orientador Profª Graziela Dias Alperstedt, Drª

  Membro

  

Dedico este trabalho aos meus pais, Moacir

José da Cruz e Fátima Maria de Souza da Cruz.

Ao meu noivo, Thiago Clasen. E ao meu

afilhado, Cleyton Rafael.

AGRADECIMENTOS

  Agradeço a Deus, pela vida em abundância, pela saúde, pela tenaz perseverança, pela suficiente dedicação, pela paciência nos momentos de tensão, pela esperança e pela capacidade de realizar mais esta tarefa tão importante na minha vida.

  À Universidade do Estado de Santa Catarina, ao Centro de Ciências da Administração e ao Curso de Mestrado Profissional em Administração, que por meio do seu corpo docente e sua infra-estrutura possibilitaram meu desenvolvimento acadêmico.

  Ao meu Orientador, Professor Francisco Gabriel Heidemann, PhD., que com paciência e dedicação me ajudou a encontrar o caminho que meu coração ansiava trilhar.

  Aos meus pais, que sempre me apoiaram na realização dos meus sonhos e na construção do meu futuro, mesmo tendo, muitas vezes, que abrir mão de seus próprios sonhos.

  Ao meu noivo, pela paciência, carinho e companheirismo. À minha irmã, pela amizade e dedicação.

  

“Aprender uma cidade é, na verdade, uma

coisa lenta. É preciso, entretanto, saber

algumas coisas, e precisamos andar distraídos,

bem distraídos, para reparar nessa alguma

coisa”.

  RUBEM BRAGA

RESUMO

  A busca por um desenvolvimento menos excludente e mais sustentável é o ponto de partida para a construção desta dissertação. O objetivo deste trabalho é identificar estratégias para promover o desenvolvimento local, considerando o capital social existente em um território. o município de Urubici, localizado no Planalto Serrano do Estado de Santa Catarina. Os dados foram coletados por meio de pesquisa documental, entrevistas semi-estruturadas, observação participante e retabulação de dados dos questionários aplicados pelo Grupo Politéia para a elaboração do relatório de pesquisa “Diagnóstico do Capital Social na Região de São Joaquim”. Para a análise dos dados coletados utilizou-se a técnica de análise de conteúdo e triangulação dos dados. Na descrição e análise dos dados caracterizou-se o status quo de desenvolvimento do município, utilizando os dados secundários disponíveis; o levantamento do capital social existente no território foi sistematizado nas dimensões apresentadas na fundamentação teórica e verificou-se potencial de incremento do capital social existente; foram caracterizadas as estratégias para promoção do desenvolvimento, resgatando a importância do capital social e das políticas públicas no processo de desenvolvimento endógeno; por fim, descreveu-se o desenvolvimento local desejado pela comunidade. A partir da fundamentação teórica - que caracterizou desenvolvimento local e sustentável, capital social e estratégia - e da análise da pesquisa empírica, foram identificadas estratégias de promoção de desenvolvimento local. Estas estratégias foram categorizadas dentro das áreas ambiental, social e econômica e visam a ação conjunta dos esforços da sociedade civil e do poder público, em busca de um desenvolvimento que considere o bem-comum, que permita a constituição da cidadania e garanta um crescimento econômico com sustentabilidade ambiental e social.

  Palavras-chave: Desenvolvimento Local. Desenvolvimento Sustentável. Capital Social.

  

ABSTRACT

  The search for a less exclusionary and more sustainable development is the starting point for the construction of this dissertation. The objective of this work is to identify strategies to promote the local development, considering the social capital existent in a territory. This Urubici’s city, located in the “Planalto Serrano” [Serrano Plateau] of the Estado de Santa

  

Catarina [State of Santa Catarina]. The datas had been collected by documental research,

  half-structuralized interviews, participant observation and retabulation of datas of the questionnaires applied for the “Grupo Politéia” [Politéia Group] for the elaboration of the report of research “Diagnóstico do Capital Social na Região de São Joaquim” [Diagnosis of Social Capital in São Joaquin’s Area]. For the analysis of the collected datas had been used technique of content analysis and triangulation of the datas. In the description and analysis of the datas have been characterized the status quo of development of the city, using the available secondary datas; the survey of the social capital existent in the territory was systemized in the dimensions presented in the theoretical review and was verified the potential of increment of the social capital existent; the strategies for promotion of the development had been characterized, rescuing the importance of the social capital and the public policy in the process of endogenous development; finally, had been described the local development wished by the community. Starting from the theoretical review – that characterized the local and sustainable development, social capital and strategy – and of the analysis of the empirical research, strategies of promotion of local development had been identified. These strategies had been categorized inside of the areas environmental, social and economic and aim at the joint action of the efforts of the civil society and the public power, in the search of a development that consider the well-common, that permits the constitution of the citizenship and guarantees an economic growth with environmental and social sustainability.

LISTA DE QUADROS

  Quadro 1 - Mudanças que afetaram o conceito de desenvolvimento na década de 90 ........... 25 Quadro 3- Comparativo das características da Teoria N e da Teoria P .................................. 48 Quadro 4 - Vocação e Diagnóstico do município de Urubici ................................................. 75 Quadro 5 - Pontos fortes, potencialidades, pontos fracos e ameaças – Área social, ambiental e econômica .......................................................................................................... 78 Quadro 6 - Frentes de trabalho das organizações sociais de Urubici ..................................... 94 Quadro 7 - Desenvolvimento desejado ................................................................................... 97 Quadro 8 - Prioridades do município de Urubici .................................................................... 98

LISTA DE TABELAS

  Tabela 1 - Dados Geográficos ................................................................................................ 62 Tabela 3 - Distribuição da população por sexo e faixa etária ................................................ 63 Tabela 4 - Indicadores de Longevidade e Mortalidade Infantil, 1991 e 2000 ....................... 64 Tabela 5 - Indicadores de analfabetismo e IDEB/Índice de Desenvolvimento da Educação Básica .................................................................................................................... 64 Tabela 6 - Indicadores de acesso à energia elétrica, água encanada e coleta de lixo, 1991 e 2000 .................................................................................................................... 64 Tabela 7 - Indicadores de renda per capita, 1991 e 2000 ...................................................... 65 Tabela 8 - Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, 1991 e 2000 ............................ 65 Tabela 9 - Composição do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, 1991 e 2000 ... 65 Tabela 10 - Parâmetros avaliados no cálculo do IDS com os índices alcançados em comparação com os do Estado .............................................................................. 66 Tabela 11 - Composição da produção vegetal do município ................................................. 67 Tabela 12 - Composição da produção pecuária do município ............................................... 68 Tabela 13 - Número de empresas do setor secundário, por ramo de atividade ..................... 68

  Tabela 18 - Nível de interação e parcerias ............................................................................. 83 Tabela 19 - Avaliação dos usuários ....................................................................................... 84 Tabela 20 - Nível de confiança expressa pelos dirigentes ..................................................... 85 Tabela 21 - Meios de informação .......................................................................................... 89 Tabela 22 - Exclusão social - Avaliação dos dirigentes ........................................................ 90 Tabela 23 - Exclusão social - avaliação dos associados e usuários ....................................... 90 Tabela 24 - Exclusão social – avaliação dos não-usuários .................................................... 91 Tabela 25 - Fontes de recursos das organizações .................................................................. 93

LISTA DE ILUSTRAđỏES

  Figura 1 - Localização do município de Urubici ................................................................... 62 Gráfico 1 - Organizações por área de atividade .................................................................... 81

Novo documento

Tags

Documento similar

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA – UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO E SOCIOECONÔMICAS – ESAG MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO RENATO VIEIRA DE AVILA
0
2
97
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA – UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO – ESAG MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO FELIPE DE TOLEDO MARINO
0
0
28
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA – UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO – ESAG MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO GIVANILDO SILVA
0
2
129
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO REBECA DE MORAES RIBEIRO
0
0
13
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO FABÍOLA MACIEL SARUBBI
0
0
204
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA – UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO E SOCIOECONÔMICAS – ESAG MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: GESTÃO ESTRATÉGICA DAS ORGANIZAÇÕES
0
0
117
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA – UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO E SÓCIO-ECONÔMICAS – CCA ESAG MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO
0
6
190
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO LILIAN SILVESTRE LARANJEIRA
0
2
170
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA – UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO – ESAG CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO LÉO FELIPE AMARAL SENGER
0
1
17
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA – UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO – ESAG CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO LUISA COELHO CARDOSO
0
2
142
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA – UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO E SÓCIO- ECONÔMICAS – ESAG CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO
0
0
107
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO - ESAG MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO
0
2
135
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEATRO MESTRADO EM TEATRO
0
1
224
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEATRO MESTRADO EM TEATRO PRISCILA DE AZEVEDO SOUZA MESQUITA
0
0
160
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO GESTÃO ENERGÉTICA, PARTICIPAÇÃO CIDADÃ E POLÍTICAS PÚBLICAS: UM ESTUDO REFERENTE À AVALIAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS EOU
0
0
10
Show more