CHAM Carla Alferes Pinto A arte ao servi o do imp rio e das col nias

0
0
14
7 months ago
Preview
Full text

Museus e estudos interdisciplinares

  Surgido num contexto de afirmação nacionalista face aos acontecimentospolíticos e diplomáticos que circunstanciaram a sua publicação, a reconfiguração do indo-português em categoria artística foi o corolário de um processo de afirmação de Portugalatravés da narrativa que associava a ideia da “heroica gesta descobridora dos Portugueses” aos objetos artísticos. Neste artigo procura-se reconstruir o percurso de aceitação e afirmação do indo-português no contexto do trabalho desenvolvido pelas equipas dos museus nacionais, concomitantementecom a análise do discurso e dos objetos selecionados para a programação das exposições internacionais que tinham por pano de fundo a representação de Portugal num contexto de (Lisbon) in 1947.

Palabras claves :

Palavras-chave :

de Cagigal e Silva , Museu Nacional de Arte Antiga arte indo-portuguesa , discurso colonial , exposição internacional , Madalena de Cagigal e Silva , Museu Nacional de Arte Antiga

Notas da redacção

  17 Apesar dos anos de diferença e da mudança de regime (19 anos após a implantação da República), a Exposição Ibero-Am ericana de Sevilha seria o retomar do propósito de heroicização (numa nebulosa entre o confronto e o paralelismo) dos impériosibéricos, perdidas que estavam as tentativas de manutenção a par com as potências europeias dominantes. É que ao inventar uma arte indo-portuguesa – «“Estilo”, no sentido artístico, será tudo quanto caracteriza e individualiza uma obra de arte ouum grupo de obras de arte» – , Cagigal e Silva tinha que desenvolver um sistema de classificação que apurasse características mais ou menos constantes, repetitivas ecomuns a todos os objetos, o que seria manifestamente difícil.

Carla Alferes Pinto

  Doutorada em História da Arte, especialidade em Museologia e Património Artístico pela Universidade Nova de Lisboa, com tese sobre A Colecção de Arte Colonial do Patriarcado deLisboa: Proposta de Estudo e Musealização . Nos últimos anos tem-se dedicado ao estudo do desenvolvimento das relações artísticas entre Portugal e a Índia no período moderno, àanálise de questões de género relacionadas com a encomenda, a produção e a apropriação de objetos artísticos, e à problematização da recepção e representação do indo-portuguêsnos museus nacionais.

Novo documento

RECENT ACTIVITIES

Tags

Documento similar

TELEVISÃO E IMPÉRIO: SOBRE A INEXISTÊNCIA DE EMISSÕES DA RTP NAS PROVÍNCIAS ULTRAMARINAS PORTUGUESAS TELEVISION AND EMPIRE: ON THE ABSENCE OF EMISSIONS OF THE PORTUGUESE TELEVISION STATION IN THE OVERSEAS PROVINCES
0
0
9
Participação e deliberação: um estudo de caso dos comentários às notícias sobre as eleições presidenciais brasileiras
0
0
14
CIC.Digital Francisco Rui C dima Lu s Oliveira Martins Marisa Torres da Silva O media e o pluralismo em Portugal
0
0
17
A New Online Archive of Encoded Fado Transcriptions
0
0
15
A cobertura jornalística da corrupção política: o caso do BPN em 2009
0
0
11
A Rede na Estratégia da Aranha: “Pós-verdade”, Política e Regressão The Network in Spider Strategy: "Post-Truth", Politics and Regression
0
0
16
Tecnologias e pessoas mais velhas: As novas tecnologias de informação e comunicação nas relações sociais de seniores em Portugal
0
0
5
A Categoria de Espectador nas Redes Digitais
0
0
12
LuminaInternet e celulares como espa o de risco
0
0
27
II. A VOZ DOS POLÍTICOS - A voz dos poli ticos
0
0
14
Os editores: Portugal e as transformações no mundo do impresso no século XIX
0
0
18
A povoação e o tráfico de escravos
0
0
28
A implantação das Testemunhas de Jeová em Portugal e no Ultramar português (1925 ‑1974)
0
3
53
The Portuguese Language in the Early Modern World (15 th -17 th centuries) Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade Nova de Lisboa Lisboa, Portugal 17-19 Fevereiro 2016 Apresentação da Conferência e do Projeto,
0
0
86
A censura salazarista e as colónias: um exemplo de abrangência Salazar’s censorship and the colonies: a comprehensive example
0
0
22
Show more