7 de setembro – FERIADO Aula 5 – 14 de setembro – Mensurando a inovação

 0  0  7  2019-02-05 20:04:50 Report infringing document

  Universidade de Brasília Departamento de Economia Economia da Inovação – Pós Graduação Prof. Andrea Cabello – 2/2017.

  O objetivo do curso é apresentar aos alunos os principais tópicos discutidos em Economia da Inovação, considerando essa uma área a parte da literatura que aborda tópicos tanto de micro e macro, com uma abordagem diferente, de viés evolucionário e schumpeteriano, tanto no Brasil quanto no exterior, incentivando a pesquisa na área. O foco da disciplina serão áreas tão distintas quanto macroeconomia (os efeitos da inovação sobre o crescimento), organização industrial (questões de concorrência e interação entre firmas), políticas públicas (financiamento) e desenvolvimento econômico (sistemas de inovação e transferências de tecnologia), por exemplo.

  Essa é uma proposta de curso, algumas aulas poderão ser modificadas ao longo do semestre de acordo com a necessidade e interesses da turma. Outros textos poderão ser indicados ou remanejados.

  Para facilitar o acesso à bibliografia, optei pelo uso de dois livros, Handbooks – Surveys da literatura. Eles são relativamente abrangentes e discutem os trabalhos seminais em detalhes, com muitas indicações de leituras relevantes. Sempre que necessário, indicarei outras leituras. Os livros são:

  

Hall, B. e Rosenberg, N (orgs.) Handbooks in Economics: Economics of Innovation,

North-Holland, 2010.

  

Fagerberg, J, Mowery, D e Nelson, R. (orgs.) The Oxford Handbook of Innovation,

Oxford University Press, 2005.

  

Avaliação: A avaliação será feita em duas partes – seminário(s) apresentado(s) ao

  longo do curso (30% da nota) e um artigo na área de inovação (tema relacionado com curso, mas a escolha do aluno, correspondente a 70% da nota), a ser apresentado em sala e entregue no dia 7 de dezembro.

  Cronograma (sujeito a modificações quando necessário): Aula 1. 10 de agosto – Descrição do Curso e Introdução ao Tema Fagerberg, Jan. “Innovation, A Guide to the Literature” Mimeo, 2004.

  Arthur, W. B. “The Structure of Invention”, Research Policy, March, 2007. OECD, “OECD Science, Technology and Innovation Outlook 2016”, 2016.

  Aula 2. 17 de agosto - A contribuição de Schumpeter.

  Schumpeter – Teoria do Desenvolvimento Econômico 2, 3 e 4 Schumpeter – Business Cycles – caps 3 e 4 Schumpeter – Capitalismo, Socialismo e Democracia – parte 2. http://www.forbes.com/2007/10/10/schumpeter-keynes-economics-biz-cz_pd_1011schumpeter.html

  

Seminário 1: Nathan Rosenberg, Inside the Black Box, Cambridge University Press,

Cambridge, 1982, cap 2.

  

Aula 3 – 24 de agosto - O estado da arte da disciplina – o papel da história e da

evidência empírica.

  Handbooks in Economics: Economics of Innovation – Cap 2 e 4

  Meisenzahl e Mokyr. The rate and direction of invention in the british industrial revolution: Incentives and institutions. Working Paper 16993, National Bureau of Economic Research, April 2011.

  

Mokyr, Joel. "The intellectual origins of modern economic growth." The Journal of Economic History 65,

no. 2 2005.

  

Seminário 2 – Arthur, B. “Competing Technologies, Increasing Returns, and Lock-In

by Historical Events.” Economic Journal, 99(394), pp. 116-131, 1989

David, P. “Clio and the economics of QWERTY”. The American Economic Review. V.

  75, n. 2, pp. 332-337, 1985.

  Aula 4 – 31 de agosto - O processo de inovação:

  Oxford Handbook – 4 Rothwell, R. "Towards the fifth-generation innovation process." International marketing review 11, no. 1, 1994, pp. 7-31.

  Von Hippel, The Sources of Innovation, Oxford: Oxford University Press, 1988: Cap. 1

  

Seminário 3 – Kline e Rosenberg, “An Overview of Innovation” In: Landau e

Rosenberg, The positive sum strategy: Harnessing technology for economic growth.

  1986 7 de setembro – FERIADO Aula 5 – 14 de setembro – Mensurando a inovação Handbooks in Economics: Economics of Innovation – Cap 25

  Oxford Handbook cap 6

  

Kuznets, Simon. "Inventive activity: problems of definition and measurement." In The rate and direction

of inventive activity: Economic and social factors, pp. 19-52. Princeton University Press, 1962.

  

Seminário 4: Grilliches, Z. (1990) Patent statistics as economic indicators: a

survey. Journal of Economic Literature, v. 28, Dec.

  Aula 6 – 21 de setembro – Questões de Competição e Ciclo de Vida da Firma Tirole, J. The Theory of Industrial Organization, Cap. 10.

  

Arrow, Kenneth. "Economic welfare and the allocation of resources for invention." In The rate and

direction of inventive activity: Economic and social factors, pp. 609-626. Princeton University Press,

1962.

  Franco Malerba and Luigi Orsenigo, "The dynamics and evolution of industries", Industrial and Corporate Change, vol. 5, no.1, 1996

  

Seminário 5: Philippe Aghion, Nick Bloom, Richard Blundell, Rachel Griffith, and

  Peter Howitt. Competition and innovation: an inverted-u relationship. The Quarterly Journal of Economics, 120(2):701–728, 2005

  Aula 7 – 28 de setembro: Sistemas Nacionais de Inovação Handbooks in Economics: Economics of Innovation – cap 6, 27 e 28.

  Oxford Handbook – cap 8, 22 Nelson, R. (ed.), National Innovation Systems: A Comparative Analysis, Oxford University Press, 1993 – caps 1 e 13.

  Richard R. Nelson, “National Innovation Systems: A Retrospective on a Study”, Industrial and Corporate Change, vol. 1, no. 2, 1992, pp. 347-374.

  

Seminário 6: Albuquerque, Eduardo da Motta. "Sistema nacional de inovação no

Brasil: uma análise introdutória a partir de dados disponíveis sobre a ciência e a

tecnologia." Revista de Economia Política 16, no. 3, 1996.

  Aula 8 – 5 de outubro – Direitos de Propriedade Handbooks in Economics: Economics of Innovation – Cap 7

  Fischer, T., J. Henkel. 2012. “Patent Trolls on Markets for Technology—An Empirical Analysis of NPEs’ Patent Acquisitions.” Research Policy 41(9), 1519–1533. Scherer. The emergence of musical copyright in europe from 1709 to 1850. Review of Economic Research on Copyright Issues, 5(2):3–18, 2008. Boldrin e Levine. Against Intellectual Monopoly. Cambridge University Press, 2010.

  

Seminário 7: Penrose e Machlup, “The Patent Controversy in the Nineteenth Century”,

The Journal of Economic History, vol. 10, no.1, 1950.

  12 de outubro – FERIADO Aula 9 – 19 de outubro – Financiamento da Inovação Handbooks in Economics: Economics of Innovation – cap 14

  Oxford Handbook – cap 9

  

Pacheco, Carlos Américo. "Estratégia para fundos setoriais." Revista Brasileira de Inovação 6, no. 1

jan/jun, 2007.

  

Seminário 8: Araújo, Bruno César, Donald Pianto, Fernanda De Negri, Luiz Ricardo

Cavalcante, and Patrick Alves. "Impactos dos fundos setoriais nas empresas." Revista

Brasileira de Inovação 11, 2012.

  26 de outubro – Semana Universitária – Sem aula 2 de novembro - FERIADO Aula 10 – 9 de novembro – Geografia da Inovação Handbooks in Economics: Economics of Innovation – cap 8

  Oxford Handbook – cap 11

  Adam B. Jaffe, Manuel Trajtenberg, and Rebecca Henderson, “Geographic Localization and Knowledge Spillovers as Evidenced by Patents Citations”, Quarterly Journal of Economics, vol. 108, 1993, pp. 557- 598.

  

Seminário 9: Reis, Raquel Coelho, Eduardo Gonçalves, and Inácio Fernandes de

Araújo Junior. "Dimensões de proximidade e transbordamentos de conhecimento:

evidências a partir das citações de patentes” – Encontro Anpec 2016.

  Aula 11 – 16 de novembro - Difusão da Inovação Handbooks in Economics: Economics of Innovation – cap 17

  Oxford Handbook – cap 17 United States of America vs. Microsoft Corporation: Findings of Facts.

  

Seminário 10: Liebowitz and Stephen Margolis, “Network externality: An uncommon

tragedy”, Journal of Economic Perspectives, 8, 1994, 133-150.

  Aula 12 – 23 de novembro – Inovação e Crescimento

  Oxford handbook cap 18

  Handbooks in Economics: Economics of Innovation – cap 19, 20 Stiglitz, Joseph E. "Knowledge as a global public good." Global public goods1, no. 9 1999.

  The Atlas of Economic Complexity

  Seminário 11: Aghion, Philippe, Ufuk Akcigit, and Peter Howitt. "Lessons from Schumpeterian growth theory." The American Economic Review 105, no. 5, 2015.

  Aula 13 – 30 de novembro – Análise setorial Handbooks in Economics: Economics of Innovation – cap 11, 12, 22

  Oxford handbook – 14, 15, 16

  Keith Pavitt, “Sectoral Patterns of Innovation: Towards a Taxonomy and a Theory”, Research Policy, vol. 13, no. 6, 1984, pp. 343-373.

  

Seminário 12: Klevorick, Levin, Nelson, Winter, “On the sources and significance of

  interindustry differences in technological opportunities”, Research Policy (24)2, 1995, pp. 185-205

  

Aula 14 – 7 de dezembro – Apresentação de propostas de trabalhos - Entrega dos

  Trabalhos Finais Bibliografia complementar (a ser indicada para cada aula ao longo do semestre):

  • versão em português disponível
    • Comin, a., De Negri, J, Turchi, L. PAEDI: Pesquisa sobre Atitudes para o Desenvolvimento e Inovação, IPEA, 2012.
    • De Negri, J. e Kubota, L. C., Políticas de Incentivo à Inovação Tecnológica no Brasil, IPEA, 2008.
    • De Negri, J. e Salerno, M, Inovações, Padrões Tecnológicos e Desempenho das Firmas Industriais Brasileiras, IPEA, 2005.
    • Mowery, D e Rosenberg, N. Trajetórias da Inovação: A Mudança Tecnólógica nos Estados Unidos da América n Século XX, Editora Unicamp, 2005.
    • Nelson R. e Winter, S. An Evolutionary Theory of Economic Change, Harvard University Press, 1982.*
    • Rosenberg (Ed.), N. Inside the Black Box: Technology and Economics, Cambridge University Press, 1982.*

RECENT ACTIVITIES
Autor
Tags

7 de setembro – FERIADO Aula 5 – 14 de setemb..

Livre

Feedback