UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS FACULDADE DE MEDICINA MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO NA SAÚDE ELAINE DO NASCIMENTO SILVA

0
0
52
2 months ago
Preview
Full text

AGRADECIMENTOS

  Aos meus pais, João Batista e Josete, meus amores, pelo amor, por toda a luta e investimento na minha educação e por nunca duvidarem do meu potencial. Ao meu esposo, Marcus, pelo amor, paciência, apoio incondicional e por me tranquilizar nas horas de desespero.Às minhas amigas, Andréa, Emanuella, Emanuele, Patrícia e Rafaella, pelo incentivo e carinho constantes.

RESUMO GERAL

  Com o objetivo de identificar representações docentes sobre currículo integrado em saúde, esse estudo de campo,descritivo com abordagem qualitativa, utilizou-se da entrevista aberta ou em profundidade com onze docentes de uma universidade pública estadual, como instrumento de produção dosdados, sendo os mesmos analisados por meio da técnica de Análise de Conteúdo. Desse modo, com o intuito de oferecer uma resposta da pesquisa aos sujeitos do estudo e à instituição, foi proposto como produto de intervenção o“Fórum Currículo Integrado: desafios e possibilidades para a efetivação, com o objetivo de capacitar o docente para atuar frente à nova política pedagógica da instituição.

GENERAL ABSTRACT

  With the objective of identifying faculty representations about integrated curriculum in health, this field study, descriptive of a qualitative approach, using open or indepth interview with eleven lecturers of a State University, as an instrument of production of data, being the same analyzed by means of the technique of Content Analysis. Thus, in order to offer a research response to the study subjects and the institution, it was proposed as theproduct of the intervention the "Integrated Curriculum Forum: challenges and opportunities for implementation, with the objective of enabling the teacher to act in front of the neweducational policy of the institution.

DCN’s

  IES Instituição de Ensino SuperiorLDB Lei de Diretrizes e BasesNDE Núcleo Docente EstruturantePROEG Pró-Reitoria de Ensino e GraduaçãoUFAL Universidade Federal de AlagoasUFMG Universidade Federal de Minas GeraisUNCISAL Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas SUMÁRIO 1 APRESENTAđấO.......................................................................................................... Fazer parte deste processo me fez refletir que a intervenção no processo de educação envolve, além de políticas e reformulações estruturais, o comprometimento de todos os atorese sujeitos envolvidos, sob o risco de não se alcançar os objetivos esperados e inadequação ao que preconiza as DCN do curso.

RESUMO

Descritores: Currículo. Educação Superior. Ciências da Saúde ABSTRACT

  Com o objetivo de identificar representações docentes sobre currículo integrado em saúde, esse estudo de campo,descritivo com abordagem qualitativa, utilizou-se da entrevista aberta ou em profundidade com onze docentes de uma universidade pública estadual, como instrumento de produção dosdados, sendo os mesmos analisados por meio da técnica de Análise de Conteúdo. Durante as discussões sobre tais mudanças curriculares percebeu-se que a intervenção no processo de educação envolve, além de políticas e reformulações estruturais, ocomprometimento de todos os atores e sujeitos envolvidos, sob o risco de não se alcançar os objetivos esperados e inadequação ao que preconiza a Diretrizes Curriculares Nacionais.

Sujeito Sexo Idade Graduação Titulação Tempo Docência Curso que leciona Dedicação exclusiva E01

E02

E04

E05

E06

E07

E08

  Quando fala currículo integrado a primeira coisa que vem à minha mente é uma oposição ao modelo disciplinar, aquela coisa rígida, separada, onde asáreas de conhecimento não têm nenhum tipo de interação... 2.3.1 Concepção de Currículo IntegradoHá algumas décadas, a forma de organização curricular por disciplinas vem sofrendo críticas, encontrando em Bernstein (1996) um de seus questionadores.

E09

E10

E11 F

  Para o desenvolvimento de práticas curriculares integradoras é indispensável romper com as metodologias de ensino tradicionais, que são baseadas na reprodução de conceitos e napostura de transmissão de informações, tendo o professor como detentor absoluto do saber e tendo o real como algo a ser explicado e não transformado (GODOY; SOUZA, 2001;BARBA et al., 2012). os professores precisam aprender a sair da sua caixinha e aprender a dividir o seu conhecimento com outros docentes de outras áreas...habilidade de conquistar o discente, para que o discente tenha prazer em aprender, que ele consiga envolver o discente, envolver o aluno na vontadede aprender e na responsabilidade de aprender também...” (E10).

REFERÊNCIAS

  Dificuldades e facilidades vividas pelos docentes no processo de implantação do currículo integrado no curso de Enfermagem da Universidade Estadual deLondrina. Formação de professores na área de saúde: perspectivas de investigação a partir de abordagens qualitativas.

Identificação

  Desse modo, com o intuito de oferecer uma resposta da pesquisa aos sujeitos do estudo e à instituição, foram realizadas uma roda de conversa com o tema “Integraçãocurricular: possibilidades e desafios” e uma mesa redonda com o tema “Experiências exitosasem integração curricular”, ambas facilitadas pela Profª. 3.3 Objetivos As atividades tiveram como objetivo fazer a reflexão sobre a concepção de currículo integrado e a reorganização da prática docente nessa perspectiva, bem como conhecerexperiências exitosas de integração curricular 3.4 Período de realização As atividades aconteceram no dia 06 de novembro/2015, e fizeram parte da programação do V CACUN.

Integrado: desafios e possibilidades para a efetivação ”

  Por fim, ocorre o direcionamento para a necessidade de se ampliar a discussão acerca do tema, sobretudo no que se refere à formação pedagógica necessária para atuação docenteuma proposta curricular pautada na integração. A concepção de currículo integrado e o ensino de química no “novo ensinomédio Ể.

Contrapontos

  Dificuldades e facilidades vividas pelos docentes no processo de implantação do currículo integrado no curso de Enfermagem da Universidade Estadual deLondrina. Formação de professores na área de saúde: perspectivas de investigação a partir de abordagens qualitativas.

APÊNDICE A – QUESTIONÁRIO E ROTEIRO DE ENTREVISTA

Formação Escolar:

Questionário de Caracterização do Sujeito da Pesquisa Sujeito Nº: _______Idade:_______ Sexo: ( ) M ( ) F Graduação: ___________________________________Titulação:Especialização: ( ) Cursando ( ) ConcluídoMestrado: ( ) Cursando ( ) ConcluídoDoutorado: ( ) Cursando ( ) Concluído Tempo de graduação: 03 a 05 anos ( ) 06 a 10 anos ( ) 11 a 15 anos ( ) 16 a 20 anos ( ) 20 anos ou mais ( ) Área de Atuação: ____________________________________ Curso que leciona: ___________________________________Tempo de docência: 02 a 05 anos ( ) 06 a 10 anos ( ) 11 a 15 anos ( ) 16 a 20 anos ( ) 20 anos ou mais ( ) Dedicação exclusiva à docência: SIM ( ) NÃO ( ) Vínculo com a Instituição: Efetivo ( ) Substituto ( )

Carga Horária Semanal Dedicada à Universidade: 20h ( ) 40h ( ) Tipo de Atividade Desenvolvida na Universidade:

Roteiro de Entrevista

  Para você, qual a relação entre a formação docente e a atuação em um currículo integrado? Em sua opinião, existe algo a ser superado para que ocorra a implementação da integração curricular?

Novo documento

RECENT ACTIVITIES

Tags

Documento similar

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE WILCARE DE MEDEIROS CORDEIRO NASCIMENTO
0
0
73
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO SAÚDE MATERNO-INFANTIL MESTRADO PROFISSIONAL EM SAÚDE DA MULHER E DA CRIANÇA
0
0
120
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE SAÚDE COMUNITÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA
0
0
99
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE SAÚDE MATERNO-INFANTIL MESTRADO PROFISSIONAL EM SAÚDE DA MULHER E DA CRIANÇA LILIANA SOARES NOGUEIRA PAES
0
0
74
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE SAÚDE COMUNITÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA ISABELLE DA SILVA GAMA
0
0
280
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE SAÚDE COMUNITÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA PAULA NEGRÃO DA SILVA
0
0
92
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE SAÚDE COMUNITÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA
0
0
113
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE SAÚDE COMUNITÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA ALINE SILVA DE OLIVEIRA
0
0
78
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA MESTRADO PROFISSIONAL EM SAÚDE DA MULHER E DA CRIANÇA ANA MÔNICA PINTO MOREIRA
0
0
75
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA MESTRADO EM SAÚDE DA MULHER E DA CRIANÇA
0
0
67
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE SAÚDE MATERNO INFANTIL MESTRADO PROFISSIONAL EM SAÚDE DA MULHER E DA CRIANÇA JOSMARA XIMENES ANDRADE FURTADO
0
0
81
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE SAÚDE MATERNO-INFANTIL MESTRADO PROFISSIONAL EM SAÚDE DA MULHER E DA CRIANÇA VICTOR DE ALENCAR MOURA
0
0
86
UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE MESTRADO PROFISSIONAL CLARISSA LÔBO PORTUGAL DA CUNHA
0
0
79
UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM ÁREA PROFISSIONAL DA SAÚDE (UNI E MULTIPROFISSIONAL) CATARINA MENDES SILVA
0
0
27
UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM ÁREA PROFISSIONAL DA SAÚDE
0
0
17
Show more