UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS DE LINGUAGENS CAROLINE MARZANI

0
0
192
1 month ago
Preview
Full text

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PốS-GRADUAđấO EM ESTUDOS DE LINGUAGENS

  Conseguimos afirmar que o espetáculo, intitulado no cartaz de divulgação e no texto teatral como stand-up trans, é umacomédia que traz cenas dramáticas e críticas, já que foram observados noventa e oito momentos de risos da plateia durante a peça, a partir da filmagem realizada nodia 04 de abril de 2015, durante o Festival de Teatro de Curitiba. Ambas as expressões buscam, na maioria do tempo deespetáculo, apresentar a atriz em estado confortável e próximo da plateia, atuando de forma natural, revelando e lembrando a todo o momento que a históriaapresentada parte de sua vida, mas acima de tudo trata-se de uma obra artística, de uma criação ficcional e que ali está a Maite Schneider interpretando a si mesma.

Dell’arte, cujo uso requer determinadas habilidades do ator (de respiração, de olhar, de movimentação de cabeça), ou seja, é preciso seguir certos caminhos para

  Da Análise dos Espetáculos, de Pavis, foi possível realizarmos a criação de estratégias para a descrição e composição das diferentes tecnologias e técnicasaplicadas na cena (cenário, figurino, maquiagem, o ator, a voz, o texto), de maneira a efetivarmos a descrição, a análise e a interpretação dos componentes utilizados nacena. Ainda, para o autor, a “matriz é um quadro formado pelos elementos de criação que o Todas as categorias percebidas durante a pesquisa são descritas nesse capítulo e ao final de cada descrição um quadro ilustrativo foi criado a fim de melhorvisualizar o cruzamento entre elementos e procedimentos de cada uma das categorias.

Já no início do espetáculo, a atriz afirma que a companhia teatral da qual fazem parte “só tem uma regra, que é não ter regra nenhuma” (ALMEIDA;

  Fazendo uma alusão às festas medievais (festa dos tolos, festa do templo, festa do asno, riso pascal), em que vida e carnaval, vida e festa, vida e ficção fazemparte de uma mesma coisa, o monólogo Escravagina causa estranhamento na plateia a partir de informações das quais não é possível distinguir e compreenderexatamente o que é teatro e o que é a experiência de vida da atriz. Escravagina, mesmo trazendo dramas vividos pela atriz, trata de forma cômica, kitsch e carnavalesca seu processo de transexualização, já que a atriz expõe sua vida e seu íntimo ao público num grande banquete, como os medievais,onde o prato principal é o seu próprio corpo nu, exposto e aumentado por lentes de uma lupa.

Que todo mundo se foda, macacada! (Bateria de escola de samba.) Vamô fudê, macacada!” (ALMEIDA; SCHNEIDER, 2015, 1h37min57)

  Durante a peça, a paródia e a ironia fazem-se presentes no momento em 47 48 que o texto questiona a heteronormatividade e o patriarcalismo do texto religioso, de acordo com o qual as divisões de homem e mulher são claras e a figura damulher é submissa (Eva foi criada a partir de Adão e não o contrário). A leitura que a autora A obra de Pistoletto dialoga com a montagem de O Nascimento de Vênus(ou, ainda, “O Nascimento de Maite”) na medida em que apresenta ideias opostas: obranco da estátua contrastando com o colorido das roupas; a organização; harmonia e simetria da deusa em contraposição com o bagunçado dos trapos, o imóvel daestátua com o movimento das roupas.

Se utilizássemos o conceito apresentado pelo dicionário, “profanar” significaria insultar, afrontar, violar e desrespeitar. Porém, o entendimento de

  Então, não só o material é inusitado,já que se trata novamente de um deslocamento de algo para um lugar nada previsto, como também a forma de sua propagação é profanada, já que o trabalho é inseridoem várias latas e vendido, ou seja, a obra não tem mais uma única réplica, não é intocável, não é inacessível e não é eterna. Este capítulo buscou levantar alguns elementos que contrapõem o conceito aristotélico de belo, repensando a ideia do feio e belo, do sexual, do gay, do profano,do exagerado, do estranho e do incômodo, a partir de excertos do texto teatral Escravagina, do cartaz do mesmo espetáculo (ambos do ano de 2014) e de trechos CATEGORIAS ELEMENTOS PROCEDIMENTOS EFEITO Profanação (Religiosa, artística, corporal, sexual, de gênero).

O nascimento de uma criança é o ponto de partida de sua travessia, de sua viagem, quando a afirmativa “é menino” ou “é menina” acaba determinando a

  Critica o modelo de arte tradicional, mas ao mesmo tempo utiliza-se dela para realizar sua crítica, pois o espaço de cena é ainda o do antigo palco Além de estimular-nos a pensar nessas posições binárias que se rompem, a peça faz com que reflitamos sobre a aproximação entre a arte e o dinheiro. Além de categoria de análise, o paradoxo deu-se nesta pesquisa comocrítica de categorizar, nomear e limitar a arte, a sexualidade, a identificação de gênero e de comportamentos sociais, pois dessa categorização mesmo é que se fezuso para dizer que Escravagina pertence a determinado tipo de teatro e não a outro; que a atriz pertence a determinado grupo e não a outro.

FACCHINI, Regina. Entre compassos e descompassos: um olhar para o “campo” e para a “arena” do movimento LGBT brasileiro. Revista Bagoas, São Paulo. n. 4

  Arte e mídias, gênero e (auto) representação: imagens queer como formas de resistência. A montagem no cinema e a associação-livre na GUENZBURGUER, Gustavo.

FAP, Curitiba,
v. 7,
pp.
141 Disponível em: ‐152,
jan./jun.
2011

  Apresentação de Escravagina no Centro Cultural Teatro Guaíra, Festival de Teatro de Curitiba de 2014. O número de ouro e suas manifestações na natureza e na arte.

PINTO, Álvaro V. Em face da “era tecnológica”. In: __________. O conceito de tecnologia. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005

  Pálpebras orientais: Cirurgia plástica para a ocidentalização dos traços das pálpebras orientais, tornando os olhosaparentemente maiores e os sulcos palpebrais mais definidos, [201?]. Ambiente virtual de aprendizagem em Arquitetura e Design da Universidade Federal de Santa Catarina.

APÊNDICE A – Entrevista realizada com Maite Schneider Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba Departamento Acadêmico de Linguagem e Comunicação Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagens DATA: 10/12/15 ROTEIRO: Sobre a carreira artística:

  Porque eu detesto aquele ator papagaio que simplesmente repete o texto, que por mais que seja linda a maneira que a pessoa diz, tudo e tal, com marcações cênicas, [eufalava]: “imagine ter que repetir com uma temporada de trinta espetáculos!” C. Que daí eu [tô dando o] texto, e falei: “nossa, super [esqueci aqui], e tinha que sair o sutiã, esqueci de tirar, agora como é que eu vou tirar esse sutiã pra encaixar com oque eu tô dizendo, sendo que não tem a ver com a tirada de sutiã” ...

Novo documento

RECENT ACTIVITIES

Tags

Documento similar

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DO SOLO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO ANA CAROLINE MESSIAS DE MAGALHÃES
0
0
83
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS EXATAS CAROLINE LAMEZA RAMOS
0
0
62
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE BRAGANÇA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LINGUAGENS E SABERES NA AMAZÔNIA-PPGLS
0
0
110
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ NÚCLEO DE MEDICINA TROPICAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DOENÇAS TROPICAIS CAROLINE SANTOS CONSTANTE
0
0
89
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ NÚCLEO DE ALTOS ESTUDOS AMAZÔNICOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO
0
0
168
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ NÚCLEO DE MEDICINA TROPICAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DOENÇAS TROPICAIS ELZA CAROLINE ALVES MÜLLER
0
0
82
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS PONTA GROSSA DEPARTAMENTO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PPGEP
0
0
111
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ
0
0
6
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ
0
0
7
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DOIS VIZINHOS CURSO DE BACHARELADO EM ZOOTECNIA
0
0
16
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA SONIA SANTOS
0
0
121
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ – UTFPR CÂMPUS – DOIS VIZINHOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA
0
0
47
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA MARCIELA RODRIGUES DA SILVA
0
0
92
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA JUSSARA MARIA FERRAZZA
0
0
72
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS MESTRADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS ANA CAROLINE PIRES MIRANDA
0
0
162
Show more