ANEXO I Formulário de cadastro dos laboratórios didático-pedagógicos ( X) ENSINO ( X) PESQUISAEXTENSÃO Identificação:

98 

Full text

(1)

ANEXO I

Formulário de cadastro dos laboratórios didático-pedagógicos

( X) ENSINO

( X) PESQUISA/EXTENSÃO

Identificação:

1. Nome do Laboratório: LABORATÓRIO DE MICROBIOLOGIA, IMUNOLOGIA E PARASITOLOGIA

2. Área de conhecimento:

3. Campus: José Ribeiro Filho – Porto Velho /RO

4. Ato administrativo de criação do laboratório (Resolução/ CONSEA) – Anexar PDF 5. Data da implantação: 16 de Novembro de 2002

6. Regimento ou normas de uso (Em anexo)

7. Endereço do Laboratório: Prédio 3 A – 2º Pavimento / sala 201 8. Turno(s) de funcionamento: MATUTINO E VESPERTINO

Recursos humanos

1. Nome e CPF do responsável pelo Laboratório: EULÁLIA GONÇALVES DE AQUINO CPF: 231.003.382-00

2. Nome dos Técnicos administrativos: Sueli Marchetti Kikuchi (Auxiliar de Laboratório)

3. Nome(s) de estagiário(s) ou monitores que realiza(m) atividades no laboratório: Não há

4. Colaboradores: não há

Infraestrutura

1. Tipo de Instalações:

(2)

granito cinza onde estão instaladas seis pias com bacia em metal inox.

2. Disponibilidade (próprio, alugado. cedido, etc.): Próprio da instituição.

3. Área total em m2: aproximadamente 82,60 m²

4. Capacidade (quantidade de turmas e alunos que são atendidos )

O laboratório comporta confortavelmente 15 alunos para atividades que requerem deslocamento e utilização das pias ou equipamentos. Para atividades microscópicas, sem necessidade de deslocamento, a capacidade é de 20 pessoas.

5. Tipo de capacidade (por turno, etc.)

Dependendo da carga horária e da atividade, pode-se atender de 30 a 40 alunos por turno, dividindo-se a turma em dois grupos( um grupo para cada duas horas).

6. Quantidade de equipamentos disponíveis e instalados :

EQUIPAMENTOS QUANTIDADE

Autoclave, capacidade de 18 lts 01

Contador diferencial de células 02

Contador de colônias 01

Refrigerador 440 lts frost free 01

Desumidificador de ar 01

Estufa de Esterilização 01

Centrífuga 02

Conjunto de lâminas de Parasitologia 04

Conjunto de lâminas de Bactérias 02

Microscópio Biológico Bioval – Mod. L2000A – 110V 30

Microscópio Opton – Mod. TIM 2005B 20

Armário vitrine de parede 01

Banco giratório inox 40

Microscópio Trinocular 220V 01

Estufa Incubadora Bod 01

Estufa Bacteriológica 01

Aparelho de ar condicionado de 18.000 BTU’S 01

Refratômetro clínico 02

Recipiente laboratorial -Permution 01

Agitador de tubo de ensaio tipo voltex 01

Banho Maria 01

Aglutinoscópio 01

Monitor DELL 01

CPU DELL 01

Nobreak 01

Impressora HP LaserJet 1020 01

Capela de Fluxo Laminar Vertical – Mod. PCRT Tam. 2 –BUZATTO’s 01

Contador de Colônias Mecânico 01

Refratômetro Clínico Portátil 02

Múltiplo Marcador de tempo(relógio p/ laboratório) 01

Contador Diferencial de Células Sanguíneas CC502 02

Termômetro Digital 06

(3)

Visor de Aglutinação VP20 – Phoenix 01 Micro Pipeta – Automática Volume variável de 0,1 a 2ul 02

Monitor de 17’’ 01

CPU 01

Nobreak (fonte de alimentação) 01

Pipetador para Pipeta Sorológica de 5 – 10ml 10

Pipetador para Pipeta Sorológica de 1 – 2ml 10

Pipetadores Automáticos – 0,5 - 10ul 03

Pipetadores Automáticos – 1 - 5ul 02

Pipetadores Automáticos – 2 - 20ul 02

Pipetadores Automáticos – 20 - 200ul 04

Pipetadores Automáticos – 10 - 100ul 04

Pipetadores Automáticos –100 - 1000ul 04

Armário 2 portas MDF 02

Armário 2 portas em aço 01

Suporte para CPU 01

Mesa MDF (sem gavetas) 01

Mesa MDF (com 3 gavetas e chave) 01

Cadeira Girotec (estofado verde - fixa) 02

Cadeira Girotec (estofado verde)- giratória 02

Armário arquivo em aço (4 gavetas) 01

7. Infraestrutura de informática e redes de informação

O laboratório de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia contém 02 computadores; 1 impressora Hp laser Jet 1020 com conectividade de Internet.

8. Qualidade (adequação/atualização de equipamentos)

Os equipamentos instalados estão adequados às atividades as quais se destinam.

9. Descrição de inovações tecnológicas consideradas significativas.

Organização didático-pedagógica

1. Unidade Acadêmica vinculada (departamento/ ou departamentos): Departamento de Medicina /DEPMED/ NÚCLEO DE SAÚDE

2. Objetivo e justificativa do laboratório com base no PPC do curso. (reforço ou alteração curricular pretendida; resultados a serem alcançados, etc.)

(4)

devidamente informados acerca dos princípios de biossegurança, bem como aptos a colocá-los em prática de maneira correta, a fim de garantir a segurança dos profissionais, acadêmicos e do meio ambiente.

3. Atividades básicas e complementares desenvolvidas:

Atividades práticas das disciplinas dos cursos de graduação e pós-graduação do NUSAU; desenvolvimento de projetos de pesquisa e extensão.

4. Relação dos cursos que são atendidos:

Graduação em MEDICINA e ENFERMAGEM

Pós-graduação em BIOLOGIA EXPERIMENTAL

5. Relação das disciplinas/código que são atendidas:

Microbiologia e Imunologia – Enfermagem (ENFMICR) Microbiologia – Medicina (MEDMICR)

Imunologia – Medicina (MEDIMUN)

Parasitologia/DIP – Medicina (MEDPARA) Parasitologia – Enfermagem (ENFPARA)

Métodos de Diagnóstico Laboratorial e Imagem - Medicina (MEDMDIM)

Bioquimica – Enfermagem (ENFBIOQ), Medicina (MEDBIOQ) e Educação Fisica

6. Carga horária semanal das disciplinas que são atendidas:

Microbiologia e Imunologia – Enfermagem (03) Microbiologia – Medicina (03)

Imunologia – Medicina (02) Imunologia – Enfermagem (02) Parasitologia – Medicina (05) Parasitologia – Enfermagem (03)

Métodos de Diagnóstico Laboratorial e Imagem (03)

(5)

As Boas Práticas Laboratoriais padrões constituem um conjunto de normas, procedimentos e atitudes de segurança, as quais visam minimizar os acidentes que envolvem as atividades desempenhadas pelos laboratoristas, bem como incrementam a produtividade, asseguram a melhoria da qualidade dos serviços desenvolvidos nos laboratórios de ensino de Microbiologia e Parasitologia e, ainda, auxiliam a manter seguro o ambiente. Cabe aos coordenadores e professores dos laboratórios de ensino de Microbiologia e Parasitologia o incentivo e a fiscalização da aplicação das normas e dos procedimentos padrões e específicos, permitindo com isso, a manutenção de um ambiente seguro e confiável a toda equipe e usuários. As BPLs padrões nos laboratórios de ensino de Microbiologia e Parasitologia devem ser conhecidas, aplicadas por todos os usuários e compreendem:

a) Restringir o acesso de pessoas ao laboratório, somente os indivíduos autorizados pelos coordenadores e professores podem ingressar nos ambientes laboratoriais;

b) Observar os princípios básicos de higiene, entre eles: manter as mãos limpas e unhas aparadas; sempre lavar as mãos antes e após os vários procedimentos (manuseio de materiais biológicos viáveis; uso das luvas; antes de sair do laboratório; antes e após a ingestão dos alimentos e bebidas, etc.). Se não existirem pias no local, deve-se dispor de líquidos antissépticos para limpeza das mãos;

c) É expressamente proibido: a ingestão e/ou o preparo de alimentos e bebidas, fumar, mascar chicletes, manipular lentes de contato, a utilização de cosméticos e perfumes, o armazenamento de alimentos para consumo nas áreas de manipulação de agentes biológicos e químicos, colocar na boca objetos de uso no laboratório (canetas, lápis, borrachas, pipetas, entre outros);

d) Utilizar calçados de proteção: fechados, confortáveis, com solado regular e antiderrapante;

e) Usar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) como luvas de procedimento, jaleco, máscara e outros, somente nas atividades laboratoriais, não sendo permitido o seu uso em ambientes de circulação comum (escritório, biblioteca, salas de aula, corredores e refeitórios);

f) Evitar o uso de qualquer tipo de acessórios/adornos durante as atividades laboratoriais;

g) Manter os artigos de uso pessoal fora das áreas designadas às atividades laboratoriais;

h) Identificar adequadamente todos os produtos químicos e frascos com soluções e reagentes, os quais devem conter a indicação do produto, condições de armazenamento, prazo de validade, toxidade do produto e outros;

i) Providenciar treinamento e supervisão aos iniciantes nos laboratórios;

(6)

8. Serviços (apoio técnico, manutenção de equipamentos, atendimento à comunidade): Não há

Outros Serviços

1. Apoio/suporte técnico: Não há

2. Manutenção de equipamentos: Não há

3. Atendimento à comunidade: Não há

4. Convênios: Não há

Necessidades: Seria muito importante que tivéssemos manutenção periódica (regular) de nossos equipamentos laboratoriais, para que o uso do equipamento (sem uso por apresentar problemas) não acarrete prejuízos a comunidade acadêmica em suas aulas práticas.

Observações:

(7)
(8)
(9)

-

o

(10)
(11)
(12)
(13)
(14)
(15)

1 5

ANEXO I

Formulário de cadastro dos laboratórios didático-pedagógicos

( ) ENSINO

( x ) PESQUISA/EXTENSÃO

Identificação:

1. Nome do Laboratório: Laboratório de Genética Humana (LGH)

2. Área de conhecimento: Genética Humana

3. Campus: Porto Velho

4. Ato administrativo de criação do laboratório (Resolução/ CONSEA) –

Anexar PDF: em Processo na PROPEsq. Em anexo as Atas do DEPMED e do NUSAU

5. Data da implantação: a implantação é antiga, a aprovação pelo DEPMED foi em 24/09/2012

6. Regimento ou normas de uso _Anexar PDF- em anexo

7. Endereço do Laboratório: Bloco 2H, campus da UNIR-PVH

8. Turno(s) de funcionamento: matutino e vespertino

Recursos humanos

1. Nome e CPF do responsável pelo Laboratório: Vera Engracia Gama de Oliveira, Dra. em Genética pela FMRP-USO, em 1988 – CPF 400 972 928 - 49

2. Nome dos Técnicos administrativos: Não há, no momento.

3. Nome(s) de estagiário(s) ou monitores que realiza(m) atividades no laboratório:

Pesquisadores

 Andonai Krauze de França, Doutorando em Biologia Experimental/ UNIR, Docente DEPMED/UNIR, vice-lider do LGH.

 Josileide Duarte de Farias, Doutora em Biologia Experimental (UNIR), em 2012, voluntária

 Marlene Guimarães Santos, Doutoranda em Biologia Experimental/UNIR.

Estagiários IC

 Adriely Ferreira da Costa Nery, Acadêmica de Ciências Biológicas/UNIR, voluntária

 Jussara Isa Braga Pacheco, Acadêmica de Biomedicina, Faculdades São Lucas, voluntária

 Daniele Nakasono Gondim, Acadêmica de Biomedicina, Faculdades São Lucas, bolsita PIBIC/CNPq/FIOCRUZ-RO

(16)

1 6

 Dr. Aguinaldo Luis Simões, Laboratório de Genética da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, campus de Ribeirão Preto/SP

 Dra. Giselda M. Kalil, do Laboratório de Genética/FIOCRUZ-RJ

 Dr. Mauro Shugiro Tada, Diretor Geral do Centro de Pesquisa em Medicina Tropical/CEPEM-RO e credenciado no curso de PG em Biologia Tropical/PGBIOEXP/DEPMED /NUSAU/UNIR

(17)

1 7 Biotecnologia/ UFAM

 Mestrando Daniel Delani (Geografia Humana/USP), Docente DEF/UNIR

Infraestrutura

1. Tipo de Instalações: Laboratório de Pesquisa Científica

2. Disponibilidade (próprio, alugado. cedido, etc.): Patrimônio da UNIR

3. Área total em m2: 185,22

4. Capacidade (quantidade de turmas e alunos que são atendidos ): não é Laboratório de Graduação

5. Tipo de capacidade (por turno, etc.): eventualmente aceitamos 10 alunos/turno, do curso de Medicina.

6. Quantidade de equipamentos disponíveis e instalados: ver anexo, por favor

7. Infraestrutura de informática e redes de informação: básica

8. Qualidade (adequação/atualização de equipamentos): ver anexo, por favor

9. Descrição de inovações tecnológicas consideradas significativas: estão sendo feitas gestões junto à Universidade para capacitação do

sequenciador de Nova

Geração (ION TORRENT ).

Organização didático-pedagógica

1. Unidade Acadêmica vinculada (departamento/ ou departamentos): DEPMED

2. Objetivo e justificativa do laboratório com base no PPC do curso. (reforço ou alteração curricular pretendida; resultados a serem alcançados, etc.): as aulas práticas oferecidas servem como reforço e atualização de conhecimentos aplicáveis à Saúde Humana. A Pesquisa Científica é a atividade principal do LGH

3. Atividades básicas e complementares desenvolvidas:Formação de Recursos Humanos

4. Relação de cursos que são atendidos: Pós-Graduação em Biologia Experimental (Mestrado e Doutorado) e alunos da graduação (IC; Ciências Biológicas, Medicina, Educação Física, Psicologia, Enfermagem) da UNIR e faculdades particulares

5. Relação das disciplinas/código que são atendidas : MEDGME e MEDGENE

6. Carga horária semanal das disciplinas que são atendidas: no cômputo geral, são 10 Hs no 6° período e 20 Hs no 2° do curso de Medicina

7. Regimento interno do Laboratório/Regulamento: ver anexo, por favor

8. Serviços (apoio técnico, manutenção de equipamentos, atendimento à comunidade): realizados através de acordos e solicitações à

Universidade

Outros Serviços

1. Apoio/suporte técnico: estamos estabelecendo contatos com a SESAU e CEPEM, para aprimoramento de técnicos em Biologia Molecular

2. Manutenção de equipamentos: realizados pelos fornecedores dos equipamentos e por técnicos da UNIR

(18)

1 8 entendimento com setores da Universidade para Projetos que visam à identificação de problemas genéticos (doenças genéticas e sob efeito ambiental)

(19)

1 9

Necessidades: solicitamos em novembro de 2012 um técnico especializado de nível superior; solicitamos a construção de banheiro e pequena área de interligação das salas com os laboratório (água, café) e solicitamos pequenos reparos na estrutura. Ainda não houve atendimento.

Observações:

Fotos comprobatórias:

4 Fotos em anexo

Porto Velho, 22 de abril de 2013

Dra. Vera Engracia Gama de Oliveira – líder do LGH

siape 13488856

MSc Andonai Krauze de França – vice-líder do LGH

(20)

2 0

Anexo da Resolução 316/CONSEA , de 05 de agosto de 2013. Formulário de cadastro dos laboratórios didático-pedagógicos

( X ) ENSINO

( X ) PESQUISA/EXTENSÃO

Identificação:

1. Nome do Laboratório: Laboratório de Citologia, Histologia e Patologia

2. Área de conhecimento: Morfofisiologia

3. Campus: José Ribeiro Filho /Porto Velho -RO

4. Ato administrativo de criação do laboratório (Resolução/ CONSEA) –

Anexar PDF

5. Data da implantação: 16 de novembro de 2002

6. Regimento ou normas de uso:

O laboratório é utilizado para procedimentos de observação citológicos, histológicos e histopatológicos pertencentes a aulas de graduação e estudo. É realizada a organização de uma escala para utilização racional do espaço físico por diversos professores, alunos e disciplinas. Contamos para o andamento dos trabalhos com material didático que inclui lâminas, atlas de histologia, microscópios, bancadas e corantes. As chaves do laboratório ficam sob a responsabilidade dos professores.

REGRAS GERAIS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIOS

As regras e conselhos gerais para desenvolver um

trabalho com segurança estão principalmente relacionados

com a organização. Isso significa que o tempo dedicado á

organização das atividades de laboratório está igualmente

contribuindo para prevenir riscos químicos, biológicos e de

acidentes com a manipulação de aparelhos.

(21)

2 1

Evite executar um experimento sozinho, pois em caso de

acidente, pode haver dificuldade em obter ajuda;

Os experimentos perigosos não devem ser executados

fora do horário de trabalho, pelo mesmo motivo exposto

no item acima;

Informe os colegas quando der inicio a um experimento

de risco;

Organize seu local de trabalho previamente, isto é, antes

de iniciar um experimento, separe os reagentes e todo o

material necessário para o desenvolvimento de um

determinado protocolo, inclusive prevendo o espaço

físico e a utilização de aparelhos como: centrifugas,

estufas e/ou outros;

O

uso de avental (jaleco

) limpo

é obrigatório em

todos os laboratórios

. Com o mesmo rigor

, é proibido

o

uso de aventais fora dos laboratórios

como, por

exemplo, em gabinetes, anfiteatros, salas de reuniões,

sanitários, sala de lazer, etc.;

Jamais pipete com a boca;

Não fume, não se alimente ou beba no laboratório;

Luvas devem ser utilizadas para proteger as mãos e/ou

o experimento. Portanto, remova-as para tocar em

portas, maçanetas, livros e cadernos, etc.;

Nunca jogue na pia ou no lixo comum:

Produtos que reagem fortemente com a água (por

(22)

2 2

Produtos tóxicos (ex.: Fenol),

Produtos inflamáveis,

Produtos nauseabundos (mercaptanos),

Produtos pouco biodegradáveis,

Produtos biológicos (potencialmente patogênicos)

que não tenham sofrido o processamento devido

(autoclavagem, desinfecção, inativação),

Produtos radioativos que não tenham sido

armazenados o tempo devido para sua inativação.

(DOCENTE: GLEICILAINE SENA CASSEB)

7. Endereço do Laboratório: Predio 3A – 2º PAVIMENTO / Sala 202

8. Turno(s) de funcionamento: Matutino e Vespertino

Recursos humanos

1. Nome e CPF do responsável pelo Laboratório: Gleicilaine Aparecida Sena Casseb, CPF 257877828-01

2. Nome dos Técnicos administrativos: Sueli Marchetti Kikuchi (auxiliar de Laboratório)

3. Nome(s) de estagiário(s) ou monitores que realiza(m) atividades no laboratório: No momento não possuímos monitores

4. Colaboradores: não há

(23)

2 3

1. Tipo de Instalações:

Salas construídas em alvenaria/concreto, revestidas de azulejo branco. A sala central é provida de três bancadas, uma central e duas laterais com tampo de granito cinza onde estão instaladas seis pias com bacia em metal inox.

2. Disponibilidade (próprio, alugado. cedido, etc.) Próprio da instituição

3. Área total em m2: aproximadamente 82,60 m2

4. Capacidade (quantidade de turmas e alunos que são atendidos ), O laboratório comporta confortavelmente para atividades microscópicas, a capacidade de 20 pessoas.

5.Tipo de capacidade (por turno, etc.) Dependendo da carga horária e da atividade, pode-se atender de 30 a 40 alunos por turno, dividindo-se a turma em dois grupos( um grupo para cada duas horas).

6.Quantidade de equipamentos disponíveis e instalados

EQUIPAMENTOS QUANTIDADE

Desumidificador de Ar 03

Microscópio Binocular Opton

Mod. TIM 2005B 20

Conjunto de Lâminas de Histologia (conj. de 70 lâminas/ Anatomic)

25

Conjunto de Lâminas de Histologia (conj. de 70

lâminas/ Biotec) 20

Conjunto de Lâminas de Patologia (conj. de 80 lâminas/ Anatomic)

25

Conjunto de Lâminas de Patologia (conj. de 50 lâminas/ Anatomic)

25

Retroprojetor – Iec Visiograf mod. 2250 tipo CS Nº de série 246511

01

Ar Condicionado de 18.000 Btus

01

Banco Giratório inox 40

Monitor de 17’’ 01

(24)

2 4

Nobreak 01

Microscópio Óptico Mod.

L2000A Bioval 110V 30

Microscópio Óptico Nikon

Mod. Eclipse E200 – 110V 01

Ar Condicionado split York 01

Armário 2 portas MDF 01

Armário arquivo em aço (4 gavetas)

01

Mesa em MDF (sem gavetas)

01

Mesa em MDF (com 3 gavetas)

01

Cadeira estofada verde(fixa)- Girotec

02

Cadeira estofada verde –

Girotec (giratória)

01

Cadeira estofada azul 02

7.Infraestrutura de informática e redes de informação

Temos 01 computador com conectividade de Internet.

8.Qualidade (adequação/atualização de equipamentos)

Os equipamentos instalados estão adequados às atividades as quais se destinam.

9.Descrição de inovações tecnológicas consideradas significativas.

Organização didático-pedagógica

1. Unidade Acadêmica vinculada (departamento/ ou departamentos): Departamento de Medicina (DEPMED)/ Nusau

(25)

2 5

3. Atividades básicas e complementares desenvolvidas:

Estudos microscópicos citológicos

Estudos microscópicos histológicos e de embriologia

Estudos microscópicos de patologia

Aperfeiçoamento de alunos através de atividades de monitoria

4. Relação do cursos que são atendidos : Medicina, Enfermagem, Educação física

5. Relação das disciplinas/código que são atendidas : Biologia Celular, Histologia,Embriologia, Patologia Geral e Sistêmica e Biologia Geral

6. Carga horária semanal das disciplinas que são atendidas:

Histologia e Embriologia (medicina) – 80 horas; Histologia e Embriologia (enfermagem) – 20 hs; Citologia Biologia celular (medicina) – 40 hs Patologia Geral (enfermagem) – 20hs

Patologia Geral(medicina) – 40 hs Patologia Sistêmica (Medicina) – 40 hs Biologia Geral (Educação Fisica) - 20 hs

7. Regimento interno do Laboratório/Regulamento: O regulamento inclui as normas gerais de biossegurança em laboratório. O material didádico usado em aulas é privativo de uso apenas no local e o uso do laboratório fora do horário de aulas fica restrito a monitores e alunos, sob responsabilidade do primeiro, e com prévia autorização do professor da disciplina.

8. Serviços (apoio técnico, manutenção de equipamentos, atendimento à comunidade) – Estamos em processo de solicitação de serviço periódico permanente de manutenção de aparelhos de microscópios.

(26)

2 6

1. Apoio/suporte técnico: Não

2. Manutenção de equipamentos: Solicitação em andamento

3. Atendimento à comunidade: Não

4. Convênios : Não

5. Licença para aquisição de produtos químicos:

( ) sim (x) não ( )não se aplica

6. Tipo de licença:

( ) Exército

( ) Policia Federal

( ) Outras ______________________

(27)

2 7

Observações:

(28)
(29)
(30)
(31)
(32)
(33)
(34)
(35)
(36)

3 6

Anexo da Resolução 316/CONSEA, de 05 de agosto de 2013. Formulário de cadastro dos laboratórios didático-pedagógicos

Tipo:

(X) Didático de Ensino; ( ) Pesquisa/Extensão

Identificação:

1. Nome do Laboratório:

LABORATÓRIO DE FISIOLOGIA HUMANA

2. Área de conhecimento:

SAÚDE – MEDICINA – FISIOLOGIA HUMANA

3. Campus:

JOSÉ RIBEIRO FILHO PORTO VELHO/RO

4. Ato administrativo de criação do laboratório (Resolução/ CONSEA) –

Anexar PDF (NÃO POSSUÍMOS ESSA INFORMAÇÃO)

5. Data da implantação:

JULHO DE 2005

6. Regimento ou normas de uso – Anexar PDF

(REGIMENTO GERAL DA UNIR)

7. Endereço do Laboratório:

BLOCO 3-A 8. Turno(s) de funcionamento:

(37)

3 7

Recursos humanos

1. Nome e CPF do responsável pelo Laboratório:

PROF. ANTÔNIO COUTINHO

2. Nome dos Técnicos:

NÃO HÁ TÉCNICOS LOTADOS NESTE LABORATÓRIO

3. Nome(s) de estagiário(s) ou monitores que realiza(m) atividades no laboratório:

Monitores: ALESSANDRO FERNANDES C. AGUIAR

NATÁLIA YUMI YAMAMOTO

HUGO ARÃO COSTA BRASIL FILHO STÉPHANO BACARY

Colaboradores:

Infraestrutura

1. Tipo de Instalações:

LOCALIZADO NO PRIMEIRO PAVIMENTO, CONTENDO 1 SALA DE ESTUDO TEÓRICO/PRÁTICO, 1 SALAS DE APOIO TÉCNICO/ADMINISTRATIVO, E 1 SALA PARA GUARDA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS.

2. Disponibilidade (próprio, alugado. cedido, etc.)

PRÉDIO PRÓPRIO

3. Área total em m2: 70 m2

4. Capacidade (quantidade de turmas e alunos que são atendidos )

FISIOLOGIA E BIOFÍSICA I MEDICINA 40 ALUNOS 3º SEMESTRE FISIOLOGIA E BIOFÍSICA II – MEDICINA – 40 ALUNOS – 4º SEMESTRE FISIOLOGIA – ENFERMAGEM – 30 ALUNOS – 2º SEMESTRE

(38)

3 8

5. Tipo de capacidade (por turno, etc.)

SALA DE ESTUDO TEÓRICO/PRÁTICO – 30 ALUNOS

SALA DE APOIO TÉCNICO/ADMINISTRATIVO – 3 SERVIDORES SALA DE GUARDA DE MAT. E EQUIPAMENTOS 3 SERVIDORES

6. Quantidade de equipamentos disponíveis e instalados

(ANEXO INVENTÁRIO)

7. Infraestrutura de informática e redes de informação

1 PONTOS DE ACESSO A INTERNET 1 REDE SEM FIO (WIFI)

8. Qualidade (adequação/atualização de equipamentos)

EQUIPAMENTOS DE NOVOS PORÉM EM DESUSO POR FALTA DE SERVIDORES PARA ATUAÇÃO JUNTO AO LABORATÓRIO, TRAMITA

PROCESSO 23118.002539/2012-23 DE AQUISIÇÃO DE NOVOS EQUIPAMENTOS JUNTO A DCCL

9. Descrição de inovações tecnológicas consideradas significativas.

Estas futuras aquisições são necessárias para suprir as demandas dos laboratórios de Parasiltologia, Microbiologia e Imunologia, Citologia, Histologia e Patologia, Fisiologia, Anatomia e os laboratórios de habilidades clínicas, dada a necessidade repor equipamentos, complementar os existentes e equipar os laboratórios de habilidades clínicas.

Os laboratórios equipados serão de extrema necessidade para o desenvolvimento das aulas práticas dos cursos da área de saúde, em especial da Medicina, favorecendo o aprendizado das relações teórico/práticas dos conteúdos ministrados aos acadêmicos, tanto aqueles relativos às disciplinas pertencentes ao núcleo das disciplinas morfo-funcionais, como as eu envolvem o desenvolvimento de habilidades, competências e atitudes clínicas, previamente à inserção nos cenários de práticas, sejam eles ambulatoriais ou hospitalares.

(39)

3 9

Na especificação dos materiais pretendidos buscou-se incluir critérios de sustentabilidade ambiental em cumprimento a Instrução Normativa n.º 01/2010, para possibilitar a aquisição de bens com menor impacto negativo ao meio ambiente.

Os quantitativos estimados para aquisição o foram com base nas demandas levantadas pelo Departamento de Medicina e suas áreas: morfo-funcional, clínica médica, clínica cirúrgica, saúde da mulher, saúde da criança, educação e medicina social, internato, do Núcleo de Saúde da Universidade Federal de Rondônia.

Organização didático-pedagógica

1. Unidade Acadêmica vinculada (departamento/ ou departamentos):

NÚCLEO DE SAÚDE - NUSAU

DEPARTAMENTO DE MEDICINA - DEPMED

2. Objetivo e justificativa do laboratório com base no PPC do curso. (reforço ou alteração curricular pretendida; resultados a serem alcançados, etc.)

3. Atividades básicas e complementares desenvolvidas:

AULAS TEÓRICAS E PRÁTICAS DAS DISCIPLINAS DE FISIOLOGIA

4. Relação dos cursos que são atendidos:

BACHARELADO EM MEDICINA

BACHARELADO E LICENCIATURA EM ENFERMAGEM BACHARELADO EM PSICOLOGIA

BACHARELADO E LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

5. Relação das disciplinas/código que são atendidas:

MEDFIB1 FISIOLOGIA E BIOFISICA I (MEDICINA) MEDFIB2 – FISIOLOGIA E BIOFISICA II (MEDICINA) EDFFISI – FISIOLOGIA GERAL (EDUCAÇÃO FÍSICA)

PSIFIS FISIOLOGIA (PSICOLOGIA)

(40)

4 0

6. Carga horária semanal das disciplinas que são atendidas:

12 HORAS DE AULAS TEÓRICAS E PRÁTICAS 12 HORAS DE MONITORIAS

7. Regimento interno do Laboratório/Regulamento:

REGIMENTO GERAL DA UNIR

8. Serviços (apoio técnico, manutenção de equipamentos, atendimento à comunidade)

ATENDIMENTO À COMUNIDADE ACADÊMICA

Outros Serviços

1. Apoio/suporte técnico:

2. Manutenção de equipamentos:

3. Atendimento à comunidade:

4. Convênios:

Necessidades:

HÁ NECESSIDADE DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA AULAS TEÓRICAS E PRÁTICAS;

(41)

4 1

Fotos comprobatórias:

Foto 1 Faixada do Bloco de Medicina 3A

(42)

4 2

(43)

4 3

Foto 4 Sala de Estudo Teórico/Pratico

(44)

4 4

(45)

4 5

Anexo da Resolução 316/CONSEA, de 05 de agosto de 2013. Formulário de cadastro dos laboratórios didático-pedagógicos

Tipo:

(X) Didático de Ensino; ( ) Pesquisa/Extensão

Identificação:

9. Nome do Laboratório:

LABORATÓRIO DE ANATOMIA - LABANATO

10. Área de conhecimento:

SAÚDE – MEDICINA – ANATOMIA HUMANA

11. Campus:

JOSÉ RIBEIRO FILHO PORTO VELHO/RO

12. Ato administrativo de criação do laboratório (Resolução/ CONSEA) –

Anexar PDF (NÃO POSSUÍMOS ESSA INFORMAÇÃO)

13. Data da implantação:

14 DE NOVEMBRO DE 2002

14. Regimento ou normas de uso – Anexar PDF

(REGIMENTO GERAL DA UNIR)

15. Endereço do Laboratório:

BLOCO 3-B 16. Turno(s) de funcionamento:

Matutino 08:00 às 12:00 horas Vespertino 12:00 às 18:00 horas

(46)

4 6

4. Nome e CPF do responsável pelo Laboratório:

PROF. JOSÉ ODAIR FERRARI CPF: 354.362.479-20

5. Nome dos Técnicos:

DOUGLAS MORO PIFFER TÉCNICO DE LABORATÓRIO/NECROPSIA

(Obs.: O servidor ocupa cargo específico de Técnico de Laboratório Área Anatomia e Professor Colaborador das disciplinas de Anatomia Humana conforme Proc. n. 23118.000505/2011-13, Parecer n. 1161/CGR de 29/12/2012).

JONATAS DIAS LADEIRA TÉCNICO DE LABORATÓRIO/ANATOMIA JOSÉ ANTÔNIO DA SILVA – AUXILIAR DE LABORATÓRIO/MOTORISTA

6. Nome(s) de estagiário(s) ou monitores que realiza(m) atividades no laboratório:

Monitores: VANESSA BERNARDO NUNES

LEONARDO DE SOUZA FERNANDES MARTINS DE SOUZA HONORATO LUIZ FELIPE GOMES ROSA SILVA LARYSSA FERNANDA FEITOSA VITOR SALOMÃO G. M. DE MELGAR

Colaboradores:

LIGA DE ANATOMIA DE RONDÔNIA - LANARO

Infraestrutura

10. Tipo de Instalações:

LABORATÓRIO PEDAGÓGICO EM PRÉDIO TÉRREO, CONTENDO 1 SALA DE ESTUDO TEÓRICO (ANFITEATRO) E 1 SALA DE ESTUDO PRÁTICO (AMPLA SALA DE ANATOMIA), 1 SALAS DE ACOMPANHAMENTO PEDAGÓGICO (SALA DOS BONECOS), 1 SALA DE PREPARO, DISSECAÇÃO E CONSERVAÇÃO CADAVÉRICA (SALA DOS TANQUES), 1 SALA DE ALMOXARIFADO (IMPROVISADA), 1 SALA E APOIO TÉCNICO, 1 SALA DE ADMINISTRAÇÃO.

(47)

4 7

PRÉDIO PRÓPRIO

12. Área total em m2:

( NÃO POSSUÍMOS ESSA INFORMAÇÃO, CONSULTAR ENGENHARIA)

13. Capacidade (quantidade de turmas e alunos que são atendidos )

ANATOMIA I CURSO DE MEDICINA 40 ALUNOS 1º SEMESTRE ANATOMIA II CURSO DE MEDICINA 40 ALUNOS 2º SEMESTRE ANATOMIA APLICADA A ENFERMAGEM 30 ALUNOS 2º SEMESTRE

ANATOMIA APLICADA A PSICOLOGIA – 40 ALUNOS – 1º SEMESTRE ANATOMIA APLICADA A ED. FÍSICA – 40 ALUNOS – 1º SEMESTRE

14. Tipo de capacidade (por turno, etc.)

ANFITEATRO 50 ALUNOS SALA DE ANATOMIA 50 ALUNOS SALA DOS BONECOS – 15 ALUNOS

SALA DE PREPARO – 20 ALUNOS

15. Quantidade de equipamentos disponíveis e instalados

(ANEXO INVENTÁRIO)

16. Infraestrutura de informática e redes de informação

2 COMPUTADORES 1 IMPRESSORA

2 PONTOS DE ACESSO A INTERNET 1 REDE SEM FIO (WIFI)

17. Qualidade (adequação/atualização de equipamentos)

EQUIPAMENTOS DE QUALIDADE E ATUALIZAÇÃO SATISFATÓRIAS, TRAMITA PROCESSO 23118.002539/2012-23 DE AQUISIÇÃO DE NOVOS

EQUIPAMENTOS JUNTO A CCL

(48)

4 8

Estas futuras aquisições são necessárias para suprir as demandas dos laboratórios de Parasiltologia, Microbiologia e Imunologia, Citologia, Histologia e Patologia, Anatomia e os laboratórios de habilidades clínicas, dada a necessidade repor equipamentos, complementar os existentes e equipar os laboratórios de habilidades clínicas.

Os laboratórios equipados serão de extrema necessidade para o desenvolvimento das aulas práticas dos cursos da área de saúde, em especial da Medicina, favorecendo o aprendizado das relações teórico/práticas dos conteúdos ministrados aos acadêmicos, tanto aqueles relativos às disciplinas pertencentes ao núcleo das disciplinas morfo-funcionais, como as eu envolvem o desenvolvimento de habilidades, competências e atitudes clínicas, previamente à inserção nos cenários de práticas, sejam eles ambulatoriais ou hospitalares.

Os laboratórios equipados irão atender as disciplinas do currículo pleno do curso de Medicina e das disciplinas morfo-fucnionais dos cursos de enfermagem, psicologia e educação física, tais como: Anatomia, Fisiologia, Biofísica, Citolotia, Histologia, Parasitologia, Microbilologia, Imunologia, Patologia Geral, Patologia Sistêmica, bioquímica, Farmacologia, Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Saúde da Criança, Saúde da Mulher, com possibilidade de atendimento a aproximadamente 390 acadêmicos/ano.

Na especificação dos materiais pretendidos buscou-se incluir critérios de sustentabilidade ambiental em cumprimento a Instrução Normativa n.º 01/2010, para possibilitar a aquisição de bens com menor impacto negativo ao meio ambiente.

Os quantitativos estimados para aquisição o foram com base nas demandas levantadas pelo Departamento de Medicina e suas áreas: morfo-funcional, clínica médica, clínica cirúrgica, saúde da mulher, saúde da criança, educação e medicina social, internato, do Núcleo de Saúde da Universidade Federal de Rondônia.

Organização didático-pedagógica

9. Unidade Acadêmica vinculada (departamento/ ou departamentos):

NÚCLEO DE SAÚDE - NUSAU

DEPARTAMENTO DE MEDICINA - DEPMED

10. Objetivo e justificativa do laboratório com base no PPC do curso. (reforço ou alteração curricular pretendida; resultados a serem alcançados, etc.)

11. Atividades básicas e complementares desenvolvidas:

AULAS TEÓRICAS E PRÁTICAS DAS DISCIPLINAS DE ANATOMIA

12. Relação dos cursos que são atendidos:

BACHARELADO EM MEDICINA

(49)

4 9

BACHARELADO E LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

13. Relação das disciplinas/código que são atendidas:

ANATOMIA I E II (MEDICINA)

ANATOMIA APLICADA A ENFERMAGEM ANATOMIA APLICADA A PSICOLOGIA ANATOMIA APLICADA A EDUCAÇÃO FÍSICA

14. Carga horária semanal das disciplinas que são atendidas:

12 HORAS DE AULAS TEÓRICAS E PRÁTICAS 12 HORAS DE MONITORIAS

15. Regimento interno do Laboratório/Regulamento:

REGIMENTO GERAL DA UNIR

16. Serviços (apoio técnico, manutenção de equipamentos, atendimento à comunidade)

ATENDIMENTO À COMUNIDADE ACADÊMICA

Outros Serviços

5. Apoio/suporte técnico:

6. Manutenção de equipamentos:

7. Atendimento à comunidade:

8. Convênios:

Necessidades:

HÁ NECESSIDADE DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA AULAS TEÓRICAS E PRÁTICAS;

(50)

5 0

HÁ NECESSIDADE DE FIRMAR CONVÊNIO JUNTO À SESAU PARA AQUISIÇÃO DE NOVOS CADÁVERES.

HÁ NECESSIDADE DE CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM RECOLHA E DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS CONTAMINADOS E EFLUENTES, BEM COMO LIMPEZA E MANUTENÇAO DAS DEPENDÊNCIAS DO LABORATÓRIO.

Observações:

O LABORATÓRIO DE ANATOMIA ENCONTRA-SE INTERDITADO PELO MTE POR INADEQUAÇÃO AS LEIS DE CONSOLIDADÇÃO DO TRABALHO E NORMAS REGULADORAS SANITÁRIAS.

Fotos comprobatórias:

Foto 1 Faixada e Entrada Principal

(51)

5 1

Foto 3 Calçadas à Esquerda e Direita

(52)

5 2

Foto 5 Vista Lateral Esquerda (Entrada para Sala de Anatomia)

(53)

5 3

Foto 7 Caixa d’água

(54)

5 4

Foto 9 Biotério (aos fundos do LABANATO à esquerda)

(55)

5 5

Foto 11 Anfiteatro

(56)

5 6

Foto 13 – Corredor de acesso à sala dos Manequins

(57)

5 7

Foto 15 Sala da Coordenação

(58)

5 8

(59)

5 9

Anexo da Resolução 316/CONSEA, de 05 de agosto de 2013. Formulário de cadastro dos laboratórios didático-pedagógicos

Tipo:

(X) Didático de Ensino; ( ) Pesquisa/Extensão

Identificação:

17. Nome do Laboratório:

LABORATÓRIO DE TÉCNICAS CIRÚRGICAS

18. Área de conhecimento:

SAÚDE MEDICINA CLÍNICA CIRÚRGICA

19. Campus:

JOSÉ RIBEIRO FILHO PORTO VELHO/RO

20. Ato administrativo de criação do laboratório (Resolução/ CONSEA) –

Anexar PDF (NÃO POSSUÍMOS ESSA INFORMAÇÃO)

21. Data da implantação:

14 DE NOVEMBRO DE 2002

22. Regimento ou normas de uso – Anexar PDF

(REGIMENTO GERAL DA UNIR)

23. Endereço do Laboratório:

BLOCO 3-A

24. Turno(s) de funcionamento:

Matutino 08:00 às 12:00 horas Vespertino 12:00 às 18:00 horas

Recursos humanos

7. Nome e CPF do responsável pelo Laboratório:

PROF. DR. HORÁCIO TAMADA – CPF: 015.720.848-63

8. Nome dos Técnicos:

IDELZUÍTA DA SILVA

SERV. DE LIMPEZA/TÉC. DE ENFERMAGEM E INSTR. CIRÚRGICA

(60)

6 0 Colaboradores:

LIGA DE CIRÚRGIA DE RONDÔNIA Infraestrutura

19. Tipo de Instalações:

LOCALIZADO NO PRIMEIRO PAVIMENTO, CONTENDO 1 SALA DE ESTUDO TEÓRICO/PRÁTICO, 1 SALAS DE APOIO TÉCNICO/ADMINISTRATIVO, E 1 SALA PARA GUARDA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS.

20. Disponibilidade (próprio, alugado. cedido, etc.)

PRÉDIO PRÓPRIO

21. Área total em m2:

APROXIMADAMENTE 70m2

22. Capacidade (quantidade de turmas e alunos que são atendidos )

PROCEDIMENTOS DE ENFERMAGEM – 40 ALUNOS – 3º PERÍODO BASES DA CLINICA CIRURGICA MEDICINA 40 ALUNOS 5º PERÍODO

CLINICA CIRURGICA I MEDICINA 40 ALUNOS 6º PERÍODO CLINICA CIRURGICA II – MEDICINA – 40 ALUNOS – 7º PERÍODO CLINICA CIRURGICA III – MEDICINA – 40 ALUNOS – 8º PERÍODO

23. Tipo de capacidade (por turno, etc.)

SALA DE ESTUDO TEÓRICO/PRÁTICO 30 ALUNOS SALA DE APOIO TÉCNICO/ADMINISTRATIVO – 3 SERVIDORES SALA DE GUARDA DE MAT. E EQUIPAMENTOS – 3 SERVIDORES

24. Quantidade de equipamentos disponíveis e instalados

(ANEXO INVENTÁRIO)

25. Infraestrutura de informática e redes de informação

1 COMPUTADORES

1 PONTOS DE ACESSO A INTERNET 1 REDE SEM FIO (WIFI)

26. Qualidade (adequação/atualização de equipamentos)

(61)

6 1

TRAMITA PROCESSO 23118.002539/2012-23 DE AQUISIÇÃO DE NOVOS EQUIPAMENTOS JUNTO A CCL

27. Descrição de inovações tecnológicas consideradas significativas.

Estas futuras aquisições são necessárias para suprir as demandas dos laboratórios de Parasiltologia, Microbiologia e Imunologia, Citologia, Histologia e Patologia, Anatomia e os laboratórios de habilidades clínicas, dada a necessidade repor equipamentos, complementar os existentes e equipar os laboratórios de habilidades clínicas.

Os laboratórios equipados serão de extrema necessidade para o desenvolvimento das aulas práticas dos cursos da área de saúde, em especial da Medicina, favorecendo o aprendizado das relações teórico/práticas dos conteúdos ministrados aos acadêmicos, tanto aqueles relativos às disciplinas pertencentes ao núcleo das disciplinas morfo-funcionais, como as eu envolvem o desenvolvimento de habilidades, competências e atitudes clínicas, previamente à inserção nos cenários de práticas, sejam eles ambulatoriais ou hospitalares.

Os laboratórios equipados irão atender as disciplinas do currículo pleno do curso de Medicina e das disciplinas morfo-fucnionais dos cursos de enfermagem, psicologia e educação física, tais como: Anatomia, Fisiologia, Biofísica, Citolotia, Histologia, Parasitologia, Microbilologia, Imunologia, Patologia Geral, Patologia Sistêmica, bioquímica, Farmacologia, Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Saúde da Criança, Saúde da Mulher, com possibilidade de atendimento a aproximadamente 390 acadêmicos/ano.

Na especificação dos materiais pretendidos buscou-se incluir critérios de sustentabilidade ambiental em cumprimento a Instrução Normativa n.º 01/2010, para possibilitar a aquisição de bens com menor impacto negativo ao meio ambiente.

Os quantitativos estimados para aquisição o foram com base nas demandas levantadas pelo Departamento de Medicina e suas áreas: morfo-funcional, clínica médica, clínica cirúrgica, saúde da mulher, saúde da criança, educação e medicina social, internato, do Núcleo de Saúde da Universidade Federal de Rondônia.

Organização didático-pedagógica

(62)

6 2

NÚCLEO DE SAÚDE - NUSAU

DEPARTAMENTO DE MEDICINA - DEPMED

18. Objetivo e justificativa do laboratório com base no PPC do curso. (reforço ou alteração curricular pretendida; resultados a serem alcançados, etc.)

(NÃO POSSUÍMOS ESSA INFORMAÇÃO, CONSULTAR PCC DO CURSO DE MEDICINA)

19. Atividades básicas e complementares desenvolvidas:

AULAS TEÓRICAS E PRÁTICAS DAS DISCIPLINAS DE LISTADAS ACIMA

20. Relação dos cursos que são atendidos:

BACHARELADO EM MEDICINA

21. Relação das disciplinas/código que são atendidas:

PROCEDIMENTOS DE ENFERMAGEM 40 ALUNOS 3º PERÍODO BASES DA CLINICA CIRURGICA – MEDICINA – 40 ALUNOS – 5º PERÍODO

CLINICA CIRURGICA I – MEDICINA – 40 ALUNOS – 6º PERÍODO CLINICA CIRURGICA II MEDICINA 40 ALUNOS 7º PERÍODO CLINICA CIRURGICA III MEDICINA 40 ALUNOS 8º PERÍODO

22. Carga horária semanal das disciplinas que são atendidas:

1º SEMESTRE DO ANO LETIVO:

CLINICA CIRURGICA I – MED – 6º PERÍODO – 60 HORAS PRÁTICAS SEMANALMENTE 4 HORAS

CLINICA CIRURGICA III – MED – 8º PERÍODO – 60 HORAS PRÁTICAS SEMANALMENTE 4 HORAS

2º SEMESTRE DO ANO LETIVO:

PROC. DE ENFERMAGEM – MED – 3º PERÍODO – 40 HORAS PRÁTICAS SEMANALMENTE 3 HORAS

BASES DA C. CIRURGICA – MED – 5º PERÍODO – 40 HORAS PRÁTICAS SEMANALMENTE 3 HORAS

CLINICA CIRURGICA II – MED – 7º PERÍODO – 60 HORAS PRÁTICAS SEMANALMENTE 4 HORAS

23. Regimento interno do Laboratório/Regulamento:

(63)

6 3

24. Serviços (apoio técnico, manutenção de equipamentos, atendimento à comunidade)

ATENDIMENTO À COMUNIDADE ACADÊMICA Outros Serviços

9. Apoio/suporte técnico:

10. Manutenção de equipamentos:

11. Atendimento à comunidade:

Necessidades:

HÁ NECESSIDADE DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA AULAS TEÓRICAS E PRÁTICAS;

HÁ NECESSIDADE DE CONTRATAÇÃO DE TÉCNICO DE LABORATÓRIO;

HÁ NECESSIDADE DE FIRMAR CONVÊNIO A FIM DE OTIMIZAR AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS;

(64)

6 4

(65)
(66)
(67)
(68)
(69)
(70)
(71)

7 1

(72)
(73)
(74)

7 4

(75)
(76)
(77)
(78)
(79)
(80)
(81)
(82)
(83)
(84)
(85)
(86)
(87)
(88)
(89)

8 9

(90)
(91)
(92)
(93)
(94)
(95)
(96)
(97)
(98)

Figure

Updating...

References

Updating...

Download now (98 página)