A HIPERCORREÇÃO NA FALA DE ADULTOS DESEMPREGADOS DA CIDADE DE MACEIÓAL

1
0
103
2 months ago
Preview
Full text

RESUMO

  Tivemos como objetivo principal demonstrar que os casos de hipercorreção presentes na fala desses informantes sãomotivados por fatores linguísticos e extralinguísticos, tais como: o sexo e a idade. O corpus utilizado foi coletado por meio entrevistas com 24 falantes adultos de ambos os sexospertencentes a dois grupos de idade: o primeiro envolvendo pessoas de 17 a 30 anos; o segundo, informantes de 31 a 55 anos, no Sine - Sistema Nacional de Emprego, do estado deAlagoas.

ABSTRACT

  The corpus was collected by means of interviews with 24 (twenty four) adult speakers of both sexes, belonging to two groups of age: the first group, involvingpeople of ages 17 through 30; the second, informants of ages 31 through 55, in the Sine -Sistema Nacional de Emprego, of the state of Alagoas. As a result of this study, we have concluded that the hypercorrections may occur on the fields of phonetics, morphology,semantics and syntax, being susceptible to influence from the following extra-linguistic factors: age, sex and situational context.

LISTA DE TABELAS Tabela 1-Total de informantes divididos por idade e sexo.....................................

  Contudo, a ideia de que a escolarização levaria os falantes a só utilizar a norma padrão demonstra que a autonomia desse falante em seapropriar dessa variedade fica vinculada somente a um ambiente de saber, no entanto, não só a ida a uma instituição de ensino faz os falantes utilizarem a norma padrão. Após definido o grupo de falantes que seriam entrevistados, realizamos a coleta de dados para que pudéssemos conhecer melhor e atestar a Foi a partir daí que começamos a coletar os dados e a fazer nossa pesquisa fluir, visto que se fôssemos depender das entrevistas feitas no Sine, infelizmente, não iríamos podercoletar os nossos dados de forma satisfatória e condizente com os objetivos do nosso trabalho.

Quadro 1- Convenções para transcrição ortográfica

  (14) L7- Ela gostava de gente que gostava mais de tá fuxicando com ela lá dento entende tem hotel assim que tem as pessoa assim quer uma pessoa assim que não tejecom conversa nem nada mas esse hotel Pajuçara queu trabalhei eles gosta de gente que teja assim com isso fuxicando e eu como eu e a menina num era disso essa que táaí que você entrevistou ela aí pronto. Em nosso trabalho, ocorre o contrário, o que aponta que nos casos abaixo, Isso aconteceria para que o falante parecesse mais culto e não fosse estigmatizado, já que as correções a que os falantes são submetidos fazem com que eles acabem,eventualmente, ligando a forma inovadora à concordância da forma conservadora.

Ex.: Eu ajudo tudo

  [L5F2]Devido à formalidade provocada pela entrevista, bem como a presença de uma pessoa estranha naquele ambiente, podemos perceber que a fala desses informantes segue ummovimento de busca pela variedade padrão evidenciada pela utilização de recursos que ajudem a evitar correções realizadas por seus interlocutores. No entanto, nem toda hipercorreção ocorre por meio da aplicação indiscriminada de determinadas regras de uso linguístico, a hipercorreção semântica, por exemplo, não seadéqua a esse conceito, visto que ela ocorre pela transferência de significação de um item lexical para outro e não pelo uso de uma regra.

TOTAL

  3.5.1 A hipercorreção e o sexoNa análise da variável sexo, partimos do pressuposto de que as mulheres, por serem mais preocupadas em se adequar ao padrão linguístico e, portanto, por buscar a correção dassuas falas como modo de alcançar a variedade idealizada, produziriam mais casos de hipercorreção, enquanto os homens não seriam preocupados com essa adequação. Dessa forma, tomando porbase a distribuição das ocorrências de hipercorreção de acordo com o sexo e a idade dos informantes, temos um resultado de quatro informantes da primeira faixa etária, sendo essesdois homens e duas mulheres com um total de nove ocorrências, os homens, nesse caso, se mostraram mais produtivos do que as mulheres.

CONCLUSÃO

  Como não encontramos trabalhos do mesmo campo teórico que o nosso que versassem sobre a hipercorreção e sua presença na fala de desempregados, partimos do nossoconhecimento inicial acerca desse fenômeno e dos trabalhos de Labov na cidade de NovaIorque e Martha ’s Vineyard, para construirmos nossas hipóteses, a fim de alcançarmos os objetivos elencados. Ao analisarmos as ocorrências totais em função da idade e do sexo dos informantes, pudemos notar que os resultados mostraram um porcentual de 46% de casos de hipercorreção,contra 54% de casos de ausência de hipercorreção na fala dos informantes havendo, dessa forma, variação no uso da hipercorreção no momento da entrevista formal.

REFERÊNCIAS

  Questões teórico-descritivas em sociolingüística e em sociolingüística aplicada e uma proposta de agenda de trabalho. O que o levou a enviar o seu currículo para esta empresa?

Novo documento

RECENT ACTIVITIES

Tags

Documento similar

A REDE DE SERVIÇOS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL NA REGIÃO SUDESTE DA CIDADE DE SÃO PAULO: POTENCIALIDADES E LIMITES
0
0
125
A MULHER PROFESSORA NA CIDADE DE SÃO PAULO
0
0
256
A PERCEÇÃO DOS PAIS SOBRE A IMPORTÂNCIA DA INTRODUÇÃO DA ALIMENTAÇÃO NA FALA
0
0
109
A FLORESTA URBANA E SEU SIMBOLISMO NA VIDA DE MORADORES DA VILA PARQUE DA CIDADE – RIO DE JANEIRO
0
0
219
DESAFIOS E PROPOSTAS PARA A EVANGELIZAÇÃO DA JUVENTUDE NA CIDADE DE SÃO PAULO
0
2
272
O CUIDADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL NA FALA DE ALUNAS- PROFESSORAS
0
0
164
A VARIAÇÃO DAS PREPOSIÇÕES “PARA” E “A” NA FALA DE UBERABA E MONTES CLAROS
0
0
152
A TRANSFORMAÇÃO NO PROCESSO DE PRODUÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL NA CIDADE DE UBERLÂNDIA (1995 – 2005)
0
0
87
PLANO DE NEGÓCIOS PARA IDENTIFICAR A VIABILIDADE DA IMPLANTAÇÃO DE UMA ASSOCIAÇÃO RECREATIVA DE POKER NA CIDADE DE
0
0
131
A RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA CIDADE DE FLORIANÓPOLIS
0
0
73
A INFLUÊNCIA DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO INDIVIDUAL NA MOTIVAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS EFETIVOS DA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DE MINAS GERAIS NA CIDADE DE UBERABA
0
0
126
A VIOLÊNCIA NA LINGUAGEM EM ATOS DE FALA SOBRE O IMPEACHMENT DE 2016 NO FACEBOOK
0
0
161
VACINAÇÃO DA FEBRE AMARELA NA CIDADE DE UBERLÂNDIA- MG NO PERÍODO DE 2013 A 2017
0
0
24
ANÁLISE DA FORÇA DE REAÇÃO DO SOLO NA CORRIDA SUBAQUÁTICA DE ADULTOS
0
0
146
CLOTILDES LALAU: A TRAJETÓRIA DA EDUCADORA E MILITANTE ANTIRRACISTA NA CIDADE DE CRICIÚMA (1957-1987)
0
0
110
Show more