Introdução à Ciência e Tecnologia dos Materiais

0
0
29
6 months ago
Preview
Full text

INTRODUđấO

  A elasticidade é a capacidade que o material possui de se deformar, quando submetido a um esforço, e de voltar à forma original, quando o esforçotermina. Por outro lado, certos materiais são capazes de serem submetidos a um impacto, Se colocarmos dois cubos do mesmo tamanho, sendo um de chumbo e o outro de plástico, em uma balança com dois pratos, é fácil perceber que o prato com o cubo dechumbo descerá muito mais que o prato com o cubo de plástico.

CÚBICO DE CORPO CENTRADO: o ferro tem estrutura cúbica de corpo centrado

  Cadaátomo de ferro, em uma estrutura cúbica de corpo centrado, é cercado por oito átomos deferro adjacentes. O fator de empacotamento destesistema cristalino aumenta para 0,68 Embora o ferro, à temperatura ambiente, seja o material mais comum com uma estrutura ccc, podemos ainda citar o cromo (Cr) e o tungstênio (W) que tambémapresentam a mesma estrutura.

CÚBICO DE FACES CENTRADAS: além de um átomo em cada vértice da célula

  Por exemplo, podemos fazer uma análise de como se comporta uma composição formada por 10% de cloreto desódio (NaCl) e 90% de água (H O), quando coloca a uma temperatura de -10ºC, e verificar 2 tanto a composição química de cada fase presente como a quantidade relativa de cada uma dessas fases. O mesmo procedimento pode ser utilizado para uma liga metálica formada entre o cobre (Cu) e o níquel (Ni), também conhecida como monel, adotando-se como referência,por exemplo, o ponto em que temos 55% de Cu e 45% de Ni, quando aquecida à temperatura de 1250ºC.

FERRITA OU FERRO :

  Isto não significa que existam moléculas de Fe C, mas, simplesmente, que 3 3 PERLITA: para o teor de 0,8% de carbono, à temperatura de 723ºC, ocorre uma reação do sistema Fe-C, denominada reação eutetoide, onde há formação simultânea de ferrita e cementita, a partir da austenita de composição eutetoide. Comparando-se os diagramas a seguir de um aço hipoeutetoide e de um aço hipereutetoide, podemos concluir que o aumento no teor de carbono tende a deslocar acurva em C para a direita, ou seja, retarda o início e o fim da reação para a formação da perlita.

A figura a seguir superpõe curvas de esfriamento no diagrama ‘TTT’, da qual

  Com velocidade de esfriamento maior, em óleopor exemplo (curva C), a velocidade de esfriamento agora é tal que a curva de esfriamento não toca na curva de fim de transformação , de modo que a transformação em perlitaapenas se inicia, interrompendo-se em seguida e, ao atingir a linha M , a austenita que não i se transformou passa a martensita, cuja formação termina em M . Mesmo em água, o centro da FORNO DESLIGADO TRANQUILO AR VENTILADO PARADOÓLEO EM AGITAđấO PARADA ÁGUAEM AGITAđấO PARADA SALMOURA EM AGITAđấO No que se refere à composição química, os elementos de liga, ao serem adicionados aos aços, deslocam as curvas de início e de fim de transformação para a direita, ou seja,retardam a transformação.

FERROS FUNDIDOS NODULARES: a característica mais importante desta liga é o

  O nodulizante é colocado no fundo da panela de vazamento e o 4 - LIGAS NÃO FERROSAS 4.1 – LIGA COBRE-ESTANHO (BRONZE) Os bronzes comerciais apresentam teor de estanho variando de 2 a 10%, podendo chegar a 11% nas ligas para a fundição. 4.3 – LIGA COBRE-NÍQUEL (MONEL) A introdução de níquel tende a tornar a cor da liga mais clara, começando a aparecer a cor branca a partir de cerca de 20% de níquel.

Novo documento