Adit. ao Bol. da PM n.º 036 26FEV N.I. n.º 002 Novos Códigos de Ocorrência

26  148  14 

Full text

(1)

AJUDÂNCIA GERAL

Rio de Janeiro, 26 de Fevereiro de 2013.

ADITAMENTO AO BOLETIM DA POLÍCIA MILITAR

N.º 036

Para conhecimento desta Corporação e devida execução, torno público o seguinte:

.

EMG/EI – NOVOS CÓDIGOS DE OCORRÊNCIA DA POLÍCIA

MILI

-

TAR – ORIENTAÇÕES PARA A UTILIZAÇÃO - PUBLICAÇÃO

Considerando a substituição do Talão de Registro de Ocorrência pelo Boletim de Ocorrências

da Polícia Militar (BOPM), conforme a Nota de Instrução nº004/2012 publicada no Bol PM nº074 de 20

de abril de 2012, a qual versa sobre o novo formulário e o detalhamento do seu preenchimento;

Considerando a publicação da última versão do Vade Mecum de Ocorrências Policiais no

Adita-mento ao Bol PM 034 de 22 de fevereiro de 2013, a qual trata dos procediAdita-mentos de ocorrências policiais

para cada um dos novos códigos de ocorrência;

Considerando a imperiosa necessidade de que a familiarização dos novos procedimentos e

códi-gos de ocorrência seja realizada com todo o efetivo por meio de instruções, treinamentos, avaliações e

si-mulações, desde as Salas de Operações até o efetivo que trabalha efetivamente no POO, Supervisões, POE

e todas as demais formas de emprego policial militar, que de alguma forma possam se relacionar com o

atendimento de ocorrência desde sua geração até o seu encerramento;

Considerando que tal modificação, visa melhorar substancialmente as análises de dados

crimi-nais, por meio do processamento da massa de dados coletados, e ainda, implica em uma sensível mudança

no padrão de registro das ocorrências, uma vez que a nova codificação é mais detalhada e guarda total

cor-relação com as legislações vigentes.

(2)

PMERJ

EMG-OPERACIONAL

PM/3

25Fev2013

NOTA DE INSTRUÇÃO Nº002/2013

1.

FINALIDADE:

Regular os procedimentos a serem adotados pela Corporação, em relação a utilização dos novos

códigos de ocorrência, durante o registro de ocorrências da Policia Militar.

2.

OBJETIVOS:

a) Orientar toda a Corporação quanto à utilização dos novos códigos de ocorrência, no registro das

ocorrências assumidas pelos Policiais Militares.

b) Traçar normas referentes à adequada classificação dos novos códigos de ocorrência de acordo

com o “Vade Mecum de ocorrências policiais”;

c) Definir os processos de treinamento, fiscalização e controle da utilização dos códigos de

ocorrência no preenchimento dos formulários impressos ou digitais, visando à qualidade dos

dados obtidos.

3.

EXECUÇÃO:

a) A cargo de toda a Corporação, deverão ser utilizados os novos códigos de ocorrência previstos no

“Vade Mecum de Ocorrências Policiais”:

i) A fim de facilitar a classificação dos novos códigos, deverá ser utilizada tabela de conversão

dos códigos antigos para os novos, conforme documento constante do ANEXO I;

ii) Deverão ser realizados treinamentos em cada OPM, para o adequado preenchimento do

BOPM e da correta classificação do código da ocorrência, de acordo com a documentação

constante do ANEXO I;

4.

PRESCRIÇÕES DIVERSAS:

4.1.

Definições:

a)

O Boletim de Ocorrências da Polícia Militar (BOPM) é um instrumento formal destinado ao

registro dos dados das ocorrências policiais e assistenciais atendidas por policiais militares,

conforme previsto na NI nº004/12 (Bol PM nº064 de 20 de abril de 2012);

b)

O Vade Mecum de Ocorrências Policiais é um documento de natureza dinâmica, que visa

padronizar as ações que devem ser empreendidas pelo policial militar durante o atendimento à

ocorrências, desde sua geração até o momento da conclusão (Adit ao Bol PM 034 de 22 de

fevereiro de 2013). Sua utilização tem o objetivo de mitigar os riscos de cometimento de

falhas por policiais militares durante este atendimento;

(3)

5.

CLASSIFICAÇÃO DAS OCORRÊNCIAS:

5.1. Os novos códigos de ocorrências, previstos na Seção “Procedimentos Operacionais” do Vade

Mecum de Ocorrências apresentam uma gama maior de delitos em espécie, diminuindo a

possibilidade de generalização a respeito da ocorrência a ser atendida pelo policial militar;

5.2. Os procedimentos previstos nos novos códigos não levam em conta apenas a natureza do delito,

mas sobretudo, a dignidade da pessoa, as ações de polícia de proximidade, as ações assistenciais e

de auxílio, e o bem jurídico tutelado;

5.3. Diferente dos códigos do TRO, os novos códigos contêm, em sua maioria cinco dígitos, podendo

ter seis ou sete dígitos, dependendo da tipificação da legislação, da seguinte forma:

00.000 X T

5.4. Os códigos previstos na nova codificação do “Vade Mecum” recepcionaram a maioria dos códigos

existentes no TRO, conforme exemplos abaixo:

Exemplo 1: o código 111 (Homicídio) e o código 112 (Tentativa de Homicídio). Ambos foram

abrangidos pelo Código 01.121 (Homicídio), porém o segundo será preenchido com a letra “T”.

Exemplo 2: o código 670 (Referentes à Administração Pública), foi abrangido por cada um dos

delitos especificados nos diversos artigos dos Crimes Contra a Administração e a Fé Pública.

5.5. Os novos códigos de ocorrência não recepcionaram os códigos do TRO que não tiveram

correspondência com a legislação vigente;

5.6. Sempre que restar dúvida sobre o enquadramento de alguma ocorrência, convém realizar consulta

ao “Vade Mecum de ocorrências policiais”, sabendo-se que a correta classificação dependerá da

situação fática da ocorrência, o que poderá direcionar a aplicação para outro código semelhante,

como no caso do aborto.

Exemplo: Recomenda-se utilizar o código 01.124 para o aborto provocado pela própria gestante,

porém se ela for induzida por terceiro, o mais correto é utilizar o código 01.125.

5.7. Conforme consta no item nº05 da NI nº004/12, o Boletim de Ocorrência (BOPM) deverá ser

preenchido em toda e qualquer ocorrência. Nos casos de registro da ocorrência na Delegacia de

Polícia Civil (DP) ou Militar (DPJM), o policial observará o enquadramento definido pela

Autoridade Policial, e concordando com o teor do enquadramento, completará o código da

Os dois primeiros dígitos dizem respeito

ao grupo legislativo, assistencial ou de auxílio ao qual pertence a ocorrência. Por exemplo, o código “01” é o Código Penal, o código “08” é a Lei de Contravenções, conforme listagem do

ANEXO I – C. Os três últimos dígitos dizem respeito ao

artigo da lei ou a especificação de cada ocorrência atendida pela guarnição.

O sexto dígito será preenchido com a letra correspondente à alínea referente ao artigo principal da legislação.

(4)

ocorrência com os dois primeiros dígitos da listagem de legislações (ANEXO I);

5.8. O Operador deverá estar familiarizado com os novos códigos de ocorrência e possuir uma versão

impressa para consulta, assim como, se possível, uma versão digital para uso em equipamentos de

informática adequados à sua estrutura (COBAT/CCC ou SOp);

5.9. Em linhas gerais, ao receber a comunicação da ocorrência, independente do enquadramento do

código inicial passado pelo atendimento 190/COBAT/CCC ou SOp da área, mesmo que o

operador transmita inadvertidamente a ocorrência na codificação antiga, o policial fará a análise

do tipo de ocorrência e enquadrará de acordo com a nova codificação;

5.10.Ao assumir a ocorrência, o policial militar deve proceder de maneira calma, serena e imparcial. O

policial militar deve “assumir a ocorrência” e não ser envolvido por ela;

5.11.O policial militar ao assumir a ocorrência, deverá ter em mente que a coleta minuciosa de dados é

fundamental para a possível elucidação dos delitos, bem como para a otimização do planejamento

operacional;

5.12.O Oficial de Dia ou serviço correlato, designado a receber os BOPM durante o serviço, deverá

observar se foi realizado o correto enquadramento da ocorrência de acordo com o evento;

5.13.Todos os Comandantes, Chefes e Diretores de OPM deverão esforçar-se para o fiel cumprimento

das normas prescritas nesta NI, fazendo com que os novos códigos de ocorrência sejam

consolidados perante o público interno e externo, assim como, as demais autoridades.

6. DISPOSIÇÕES FINAIS E TRANSITÓRIAS:

6.1. A presente NI entrará em vigor na data de sua publicação, contudo, a sua implementação

obedecerá o disposto no ANEXO II;

6.2. Todas as OPM, principalmente as UOp/UOpE e Estabelecimentos de Ensino deverão orientar

continuadamente seus integrantes, com base nesta NI, de forma a se atender convenientemente o

fim maior da legislação;

6.3. As OPM republicarão a presente NI em Boletim Interno e distribuirão cópias para oficiais,

subtenentes e sargentos, devendo inseri-la no calendário de instrução.

7.

ANEXOS:

7.1. ANEXO I:

a)

Tabela para facilitar a conversão dos códigos antigos para os novos códigos (para aqueles que

possuem previsão na codificação antiga);

b)

Listagem de códigos novos não previstos na codificação antiga;

c)

Listagem das legislações que compõem o “Vade Mecum de ocorrências Policiais”;

(5)

ANEXO I – NOVOS CÓDIGOS DE OCORRÊNCIA DA POLÍCIA MILITAR

a)

TABELA DE CONVERSÃO DA CODIFICAÇÃO ANTIGA PARA OS NOVOS CÓDIGOS

CÓDIGO TRO

NOVA DESCRIÇÃO DOS DELITOS CÓDIGO NOVO

111 HOMICÍDIO 01.121

112 TENTATIVA DE HOMICÍDIO 01.121T

113 ABORTO PROVOCADO POR TERCEIRO 01.125

120 LESÃO CORPORAL 01.129

131 OMISSÃO DE SOCORRO 01.135

132 MAUS-TRATOS 01.136

133 RIXA 01.137

141 CALÚNIA 01.138

142 DIFAMAÇÃO 01.139

143 INJÚRIA 01.140

151 AMEAÇA 01.147

152 SEQUESTRO E CÁRCERE PRIVADO 01.148

160 VIOLAÇÃO DE DOMICÍLIO 01.150

170 VIOLAÇÃO DE CORRESPONDÊNCIA 01.151

210 FURTO 01.155

211 FURTO 01.155

212 FURTO DE VEÍCULO 01.155B

213 FURTO EM VEÍCULO 01.155C

214 FURTO A RESIDÊNCIA / EST. COMERCIAL 01.155A

215 FURTO 01.155

216 FURTO 01.155

217 FURTO A RESIDÊNCIA / EST. COMERCIAL 01.155A

218 FURTO 01.155

219 ROUBO 01.157

220 ROUBO 01.157

221 ROUBO DE VEÍCULO 01.157B

222 ROUBO 01.157

223 ROUBO A RESIDÊNCIA / EST. COMERCIAL 01.157A

224 ROUBO 01.157

225 ROUBO 01.157

226 ROUBO A RESIDÊNCIA / EST. COMERCIAL 01.157A

227 EXTORSÃO 01.158

230 ALTERAÇÃO DE ÁGUAS / (...) / ESBULHO POSSESSÓRIO 01.161

240 DANO 01.163

250 APROPRIAÇÃO INDÉBITA 01.168

260 ESTELIONATO 01.171

270 RECEPTAÇÃO 01.180

311 ESTUPRO 01.213

(6)

---321 SEDUÇÃO (Revogado pela Lei Federal 11.106/05)

---322 CORRUPÇÃO DE MENORES 01.218

330 RAPTO (Revogado pela Lei Federal 11.106/05)

---341 FAVORECIMENTO DA PROSTITUIÇÃO 01.228

342 RUFIANISMO 01.230

343 TRÁFICO INTERNACIONAL DE PESSOAS PARA FINS DE EXPLORAÇÃO SEXUAL

01.231

350 ATO OBSCENO 01.233

411 PECULATO 01.312

412 CONCUSSÃO 01.316

421 USURPAÇÃO DE FUNÇÃO PÚBLICA 01.328

422 RESISTÊNCIA 01.329

423 DESOBEDIÊNCIA 01.330

424 DESACATO 01.331

425 CONTRABANDO OU DESCAMINHO 01.334

511 INCÊNDIO 01.250

512 INUNDAÇÃO 01.254

513 USO E CONSUMO DE DROGAS 04.280

520 ULTRAJE A CULTO OU IMPEDIMENTO OU PERTURBAÇÃO DE ATO A ELE RELATIVO

01.208

530 CONTRA A FAMÍLIA (Desmembrado em vários outros códigos) Do 01.235 ao 01.249

540 ATENTADO CONTRA A LIBERDADE DE TRABALHO 01.197

550 ESBULHO POSSESSÓRIO 01.161

560 CONTRA A PAZ PÚBLICA (Desmembrado em vários outros códigos) Do 01.286 ao 01.288

571 FALSIDADE DE DOCUMENTO PÚBLICO 01.297

572 FALSIDADE IDEOLÓGICA 01.299

580 CONTRA A ECONOMIA POPULAR (Desmembrado em vários outros códigos) * Consultar Vade Mecum

601 PRODUZIR, ALTERAR OU RECICLAR, SEM AUTORIZAÇÃO LEGAL, OU ADULTERAR, DE QUALQUER FORMA, MUNIÇÃO OU EXPLOSIVO

03.166

602 PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO DE USO PERMITIDO 03.140

603 VIAS DE FATO / AGRESSÃO 08.210

611 INSTRUMENTO DE EMPREGO USUAL NA PRÁTICA DE FURTO 08.240

621 DISPARO DE ARMA DE FOGO OU ACIONAMENTO DE MUNIÇÃO 03.150

631 CONDUTA INCOVENIENTE 08.400

632 PERTURBAÇÃO DO TRABALHO E SOSSEGO 08.420

641 DISPUTA DE CORRIDA NÃO AUTORIZADA 10.308

642 JOGO DE AZAR 08.500

643 JOGO DO BICHO 08.580

644 VADIAGEM 08.590

645 MENDIÂNCIA 08.600

646 EMBRIAGUEZ 08.620

(7)

660 REFERENTES À ORG. DO TRABALHO (Desmembrado em vários outros códigos) * Consultar Vade Mecum

670 REFERENTES À ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (Desmembrado em vários outros códigos)

* Consultar Vade Mecum

701 VEÍCULO ABANDONADO EM VIA PÚBLICA 00.001

702 FURTO DE VEÍCULO 01.155B

703 ROUBO DE VEÍCULO 01.157B

704 VEÍCULO LOCALIZADO / RECUPERADO 00.066

705 VEÍCULO LOCALIZADO / RECUPERADO 00.066

706 BEM OU VALOR ENCONTRADO / LOCALIZADO 00.064

711 ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA 00.003

712 ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA 00.003

713 ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA 00.003

714 ATROPELAMENTO 00.034

721 ACIDENTE DE TRÂNSITO SEM VÍTIMA 00.002

722 ACIDENTE DE TRÂNSITO SEM VÍTIMA 00.002

723 ACIDENTE DE TRÂNSITO SEM VÍTIMA 00.002

730 APLICAÇÃO DE MEDIDA ADMINISTRATIVA 10.161

740 FALTA DE CNH 10.309

750 CONDUZIR VEÍCULO SOB A INFLUÊNCIA OU EFEITO DE SUBST. 10.306

760 TRANSITAR EM VELOCIDADE INCOMPATÍVEL 10.311

770 FALTA DE CNH 10.309

800 APOIO A MILITAR / POLICIAL MILITAR / BOMBEIRO 44.006

810 APOIO A MILITAR / POLICIAL MILITAR / BOMBEIRO 44.006

820 APOIO A ÓRGÃO ESTADUAL 44.002

830 APOIO A ÓRGÃOS JUDICIÁRIOS 39.007

840 APOIO A POLICIAL CIVIL / DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL 44.005

851 DISTÚRBIO PSIQUIÁTRICO 00.022

852 TRANSPORTE INTERHOSPITALAR 00.031

853 MAL NÃO IDENTIFICADO 00.025

854 PARTURIENTE 00.029

855 AUXÍLIO À PESSOA INDIGENTE 00.055

856 CAPTURA / RESGATE DE ANIMAIS EM SITUAÇÃO DE RISCO 00.048

857 PROJETOS DESPORTIVOS / CULTURAIS / EDUCACIONAIS 00.080

901 AVERIGUAÇÃO DE PESSOA / VEÍCULO EM ATITUDE SUSPEITA 00.059

902 PORTE ILEGAL DE ARMA BRANCA 08.190

903 PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO DE USO PERMITIDO 03.140

904 APREENSÃO DE MATERIAL (Desmembrado em vários outros códigos) * Consultar Vade Mecum

905 FABRICAR, FORNECER, DISTRIBUIR OU TRANSP. SUBST. EXPLOSIVA 01.253

906 APOIO A MILITAR / POLICIAL MILITAR / BOMBEIRO 44.006

907 HOMICÍDIO 01.121

911 ENDEREÇO NÃO LOCALIZADO 00.082

912 NADA CONSTATADO 00.084

(8)

930 AUTOEXTERMÍNIO (SUICÍDIO) 00.057

931 SUICÍDIO (TENTATIVA) 00.047T

932 ENCONTRO DE CADÁVER 00.067

933 FUGA DE PRESO 00.062

934 ENCAMINHAMENTO DE MENOR INFRATOR (Desmembrado em vários outros códigos)

* Consultar Vade Mecum

935 APOIO A MILITAR / POLICIAL MILITAR / BOMBEIRO 44.006

936 APOIO A MILITAR / POLICIAL MILITAR / BOMBEIRO 44.006

937 DEVASTAR, SAQUEAR, EXTORQUIR, ROUBAR... (TERRORISMO) 16.200

938 PROVOCAR TUMULTO / CONDUTA INCOVENIENTE 08.400

* Convém analisar o evento, a fim de verificar qual código se encaixa melhor à situação.

b)

CÓDIGOS NOVOS SEM CORRELAÇÃO DIRETA COM A CODIFICAÇÃO

ANTI-GA

CRIMES CONTRA A PESSOA

01.122 INDUZIMENTO / INSTIGAÇÃO / AUXÍLIO A SUICÍDIO 01.123 INFANTICÍDIO

01.130 PERIGO DE CONTÁGIO VENÉREO

01.131 PERIGO DE CONTÁGIO DE MOLÉSTIA GRAVE 01.132 PERIGO PARA A VIDA OU SAÚDE DE OUTREM

01.135.A CONDICIONAMENTO DE ATENDIMENTO MÉDICO-HOSPITALAR EMERGENCI-AL

01.146 CONSTRANGIMENTO ILEGAL

01.149 REDUÇÃO A CONDIÇÃO ANÁLOGA À DE ESCRAVO 01.154.A INVASÃO DE DISPOSITIVO DE INFORMÁTICA ALHEIO CRIME DE TORTURA

02.010 TORTURA

CONTRAVENÇÕES PENAIS CONTRA A PESSOA 08.200 ANÚNCIO DE MEIO ABORTIVO

CRIMES CONTRA O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

05.228 DEIXAR O ENCARREGADO DE SERVIÇO OU O DIRIGENTE DE ESTABELECI-MENTO DE ATENÇÃO À SAÚDE DE GESTANTE DE MANTER REGISTRO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS, NA FORMA E PRAZO REFERIDOS NO ARTIGO 10 DA LEI 8069/90, BEM COMO DE FORNECER À PARTURIENTE OU A SEU RES-PONSÁVEL, POR OCASIÃO DA ALTA MÉDICA, DECLARAÇÃO DE NASCIMEN-TO, ONDE CONSTEM AS INTERCORRÊNCIAS DO PARTO E DO DESENVOLVI-MENTO DO NEONATO

05.229 DEIXAR O MÉDICO, ENFERMEIRO OU DIRIGENTE DE ESTABELECIMENTO DE ATENÇÃO À SAÚDE DE GESTANTE DE IDENTIFICAR, CORRETAMENTE, O NE-ONATO E A PARTURIENTE, POR OCASIÃO DO PARTO, BEM COMO DEIXAR DE PROCEDER AOS EXAMES REFERIDOS NO ART. 10 DA LEI 8.069/1990 – ECA

05.230 PRIVAR A CRIANÇA OU O ADOLESCENTE DE SUA LIBERDADE, PROCEDEN-DO A SUA APREENSÃO SEM ESTAR EM FLAGRANTE DE ATO INFRACIONAL OU INEXISTINDO ORDEM ESCRITA DA AUTORIDADE JUDICIÁRIA COMPE-TENTE

05.231 DEIXAR O DELEGADO DE POLÍCIA RESPONSÁVEL PELA APREENSÃO DA CRIANÇA OU DO ADOLESCENTE DE FAZER IMEDIATA COMUNICAÇÃO A AU-TORIDADE JUDICIÁRIA COMPETENTE E A FAMÍLIA DO APREENDIDO OU A PESSOA POR ELE INDICADO

05.232 SUBMETER CRIANÇA / ADOLESCENTE DE QUE TEM A GUARDA OU VIGILÂN-CIA, AO VEXAME OU CONSTRANGIMENTO

(9)

05.235 DESCUMPRIR, INJUSTIFICADAMENTE, PRAZO FIXADO NOS ARTIGOS DA LEI 8.069/1990 - ECA, EM BENEFÍCIO DE ADOLESCENTE PRIVADO DE LIBERDADE 05.236 IMPEDIR OU EMBARAÇAR A AÇÃO DA AUTORIDADE JUDICIÁRIA, MEMBRO DO CONSELHO TUTELAR OU REPRESENTANTE DO MINISTÉRIO PÚBLICO NO EXERCÍCIO DE SUA FUNÇÃO PREVISTA NA LEI 8.069/1990 – ECA

05.238 PROMETER OU EFETIVAR A ENTREGA DOS FILHOS OU PUPILOS A TERCEI-RO, MEDIANTE PAGA OU RECOMPENSA

05.239 TRÁFICO INTERNACIONAL DE CRIANÇA OU ADOLESCENTE

05.244 VENDER, FORNECER, AINDA QUE GRATUITAMENTE, OU ENTREGAR, DE QUALQUER FORMA, À CRIANÇA OU ADOLESCENTE FOGOS DE ESTAMPIDO OU DE ARTIFÍCIO, EXCETO AQUELES QUE, PELO SEU REDUZIDO POTENCIAL, SEJAM INCAPAZES DE PROVOCAR QUALQUER DANO FÍSICO EM CASO DE UTILIZAÇÃO INDEVIDA

CRIMES RELATIVOS AO ESTATUTO DO TORCEDOR

37.004 FRAUDAR, POR QUALQUER MEIO, OU CONTRIBUIR PARA QUE SE FRAUDE, DE QUALQUER FORMA, O RESULTADO DE COMPETIÇÃO ESPORTIVA 00.000 OUTROS TIPOS DE INFRAÇÕES CONTRA O ESTATUTO DO TORCEDOR CRIMES CONTRA O ESTATUTO DO IDOSO

13.096 DISCRIMINAR PESSOA IDOSA, IMPEDINDO OU DIFICULTANDO SEU ACESSO A OPERAÇÕES BANCÁRIAS OU MEIOS DE TRANSPORTES, AO DIREITO DE CONTRATAR OU POR QUALQUER OUTRO MEIO OU INSTRUMENTO NECES-SÁRIO AO EXERCÍCIO DA CIDADANIA, POR MOTIVO DE IDADE; DESDE-NHAR, HUMILHAR, MENOSPREZAR OU DISCRIMINAR PESSOA IDOSA POR QUALQUER MOTIVO

13.100 POR MOTIVO DE IDADE, OBSTAR ACESSO AO CARGO PÚBLICO, NEGAR TRA-BALHO OU EMPREGO; RECUSAR, RETARDAR OU DIFICULTAR ATENDIMEN-TO OU DEIXAR DE PRESTAR ASSISTÊNCIA À SAÚDE, SEM JUSTA CAUSA, A PESSOA IDOSA; DEIXAR DE CUMPRIR, RETARDAR OU FRUSTRAR ORDEM JU-DICIAL ATINENTE AO ESTATUTO DO IDOSO; RECUSAR, RETARDAR OU OMI-TIR DADOS TÉCNICOS SOLICITADOS PELO MINISTÉRIO PÚBLICO

13.101 DEIXAR DE CUMPRIR, RETARDAR OU FRUSTAR, SEM MOTIVO JUSTO, A EXE-CUÇÃO DE ORDEM JUDICIAL EXPEDIDA NAS AÇÕES EM QUE FOR PARTE OU INTERVENIENTE O IDOSO

13.103 NEGAR O ACOLHIMENTO OU A PERMANÊNCIA DO IDOSO, COMO ABRIGA-DO, POR RECUSA DESTE EM OUTORGAR PROCURAÇÃO À ENTIDADE DE ATENDIMENTO

13.107 COAGIR, DE QUALQUER MODO, O IDOSO A DOAR, CONTRATAR, TESTAR OU OUTORGAR PROCURAÇÃO

13.109 IMPEDIR OU EMBARAÇAR ATO DO REPRESENTANTE DO MINISTÉRIO PÚBLI-CO OU DE QUALQUER OUTRO AGENTE FISCALIZADOR

INFRAÇÕES CONTRA O PATRIMÔNIO E A PROPRIEDADE IMATERIAL CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO

01.157.D LATROCÍNIO

01.164 INTRODUÇÃO OU ABANDONO DE ANIMAL EM PROPRIEDADE ALHEIA CRIMES CONTRA A PROPRIEDADE INDUSTRIAL - MARCAS E PATENTES

09.190 CRIME CONTRA O REGISTRO DE MARCA QUEM IMPORTA, EXPORTA, VENDE, OFERECE OU EXPÕE À VENDA, OCULTA OU TEM EM ESTOQUE PRODUTO AS-SINALADO COM MARCA ILICITAMENTE REPRODUZIDA OU IMITADA, DE OU-TREM, NO TODO OU EM PARTE; OU PRODUTO DE SUA INDÚSTRIA OU CO-MÉRCIO, CONTIDO EM VASILHAME, RECIPIENTE OU EMBALAGEM QUE CONTENHA MARCA LEGÍTIMA DE OUTREM (JÁ APOSTA EM PRODUTO CO-LOCADO NO MERCADO)

22.120 VIOLAR DIREITOS DE AUTOR DE PROGRAMA DE COMPUTADOR

36.054 VIOLAÇÃO DE DIREITO DO TITULAR DE TOPOGRAFIA DE CIRCUITO INTE-GRADO QUEM, SEM SUA

CRIMES CONTRA A DIGNIDADE SEXUAL

(10)

08.630 SERVIR BEBIDA ALCOÓLICA A MENORES, INCAPAZES, EMBRIAGADOS E PROIBIDOS JUDICIALMENTE

08.640 CRUELDADE CONTRA ANIMAIS

00.000 OUTROS TIPOS DE INFRAÇÕES CONTRA O COSTUME E A FAMÍLIA (DISCRI-MINAR NO HISTÓRICO)

CRIMES CONTRA A INCOLUMIDADE E A PAZ PÚBLICA

01.251 EXPLOSÃO

01.252 USO DE GÁS TÓXICO OU ASFIXIANTE

01.256 DESABAMENTO OU DESMORONAMENTO (RISCO DE VIDA OU PATRIMÔNIO) 01.257 SUBTRAÇÃO, OCULTAÇÃO OU INUTILIZAÇÃO DE MATERIAL DE

SALVA-MENTO

01.259 DIFUSÃO DE DOENÇA OU PRAGA (FLORA / ANIMAL DE VALOR ECONÔMICO) 01.260 PERIGO DE DESASTRE FERROVIÁRIO

01.261 ATENTADO CONTRA A SEGURANÇA DE TRANSPORTE MARÍTIMO, FLUVIAL OU AÉREO

01.262 ATENTADO CONTRA A SEGURANÇA DE OUTRO MEIO DE TRANSPORTE 01.264 ARREMESSO DE PROJÉTIL

01.265 ATENTADO CONTRA A SEGURANÇA DE SERVIÇO DE UTILIDADE PÚBLICA 01.266 INTERRUPÇÃO OU PERTURBAÇÃO DE SERVIÇO TELEGRÁFICO OU

TELEFÔ-NICO

01.267 EPIDEMIA

01.268 INFRAÇÃO DE MEDIDA SANITÁRIA PREVENTIVA 01.269 OMISSÃO DE NOTIFICAÇÃO DE DOENÇA

01.270 ENVENENAMENTO DE ÁGUA POTÁVEL OU DE SUBSTÂNCIA ALIMENTÍCIA OU MEDICINAL

01.271 CORRUPÇÃO OU POLUIÇÃO DE ÁGUA POTÁVEL

01.272 FALSIFICAÇÃO, CORRUPÇÃO, ADULTERAÇÃO OU ALTERAÇÃO DE SUBS-TÂNCIA OU PRODUTOS ALIMENTÍCIOS

01.273 FALSIFICAÇÃO, CORRUPÇÃO, ADULTERAÇÃO OU ALTERAÇÃO DE PRODU-TOS TERAPÊUTICOS OU MEDICINAIS

01.275 INVÓLUCRO OU RECIPIENTE COM FALSA INDICAÇÃO

01.276 VENDER, EXPOR À VENDA, TER EM DEPÓSITO OU ENTREGAR-SE A CONSU-MO DE PRODUTO OU SUBSTÂNCIA NÃO PERMITIDA

01.277 VENDER, EXPOR À VENDA, TER EM DEPÓSITO OU CEDER SUBSTÂNCIA DES-TINADA À FALSIFICAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS, TERAPÊUTICOS OU MEDICINAIS

01.278 FABRICAR, VENDER, EXPOR À VENDA, TER EM DEPÓSITO, CEDER COISA OU SUBSTÂNCIA NOCIVA A SAÚDE, AINDA QUE NÃO DESTINADA À ALIMENTA-ÇÃO OU A FIM MEDICINAL

01.280 MEDICAMENTO EM DESACORDO COM RECEITA MÉDICA

01.282 EXERCÍCIO ILEGAL DA MEDICINA, ARTE DENTÁRIA OU FARMACÊUTICA

01.283 CHARLATANISMO

01.284 CURANDEIRISMO

03.130 OMISSÃO DE CAUTELA

03.131 DEIXAR, A EMPRESA DE SEGURANÇA E TRANSPORTE DE VALORES, DE CO-MUNICAR EXTRAVIO, FURTO OU ROUBO DE ARMA DE FOGO, ACESSÓRIO OU MUNIÇÃO, DENTRO DO PRAZO DE 24 HORAS, APÓS A OCORRÊNCIA DO FATO

03.180 TRÁFICO INTERNACIONAL DE ARMA DE FOGO

08.290 DESABAMENTO DE CONSTRUÇÃO (ERRO DE PROJETO OU EXECUÇÃO) 08.300 PERIGO DE DESABAMENTO (OMISSÃO DE PROVIDÊNCIA)

08.310 OMISSÃO DE CAUTELA NA GUARDA OU CONDUÇÃO DE ANIMAIS

08.320 DIRIGIR, SEM A DEVIDA HABILITAÇÃO EMBARCAÇÃO A MOTOR EM ÁGUAS PÚBLICAS

(11)

08.350 ENTREGAR-SE NA PRÁTICA DA AVIAÇÃO, A ACROBACIAS OU A VOOS BAI-XOS, FORA DA ZONA EM QUE A LEI O PERMITE, OU FAZER DESCER A AERO-NAVE FORA DOS LUGARES DESTINADOS A ESSE FIM

08.360 SINAIS DE PERIGO (COMUNICAÇÃO DE PERIGO NA VIA PÚBLICA) 08.370 ARREMESSO OU COLOCAÇÃO PERIGOSA

08.380 EMISSÃO ABUSIVA DE FUMAÇA, VAPOR OU GÁS 08.390 ASSOCIAÇÃO SECRETA

08.410 FALSO ALARMA - AMEAÇA DE BOMBA CRIMES CONTRA A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO

00.000 OUTROS TIPOS DE INFRAÇÕES CONTRA A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO (DISCRIMINAR NO HISTÓRICO)

INFRAÇÕES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E A FÉ PÚBLICA CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E A FÉ PÚBLICA

00.000 OUTROS TIPOS DE INFRAÇÕES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO E FÉ PÚBLICA (DISCRIMINAR NO HISTÓRICO)

INFRAÇÕES CONTRA O SENTIMENTO RELIGIOSO E RESPEITO AOS MORTOS CRIMES CONTRA O SENTIMENTO RELIGIOSO E RESPEITO AOS MORTOS

18.140 REMOVER TECIDOS, ORGÃOS OU PARTES DO CORPO DE PESSOA OU CADÁ-VER, EM DESACORDO COM AS DISPOSIÇÕES DA LEI 9.434 / 1997

18.150 COMPRAR OU VENDER TECIDOS, ÓRGÃOS OU PARTES DO CORPO HUMANO 18.160 REALIZAR TRANSPLANTE OU ENXERTO UTILIZANDO TECIDOS, ÓRGÃOS OU

PARTES DO CORPO HUMANO DE QUE SE TEM CIÊNCIA TEREM SIDO OBTI-DOS EM DESACORDO COM OS DISPOSITIVOS DA LEI 9.434 / 1997

18.170 RECOLHER, TRANSPORTAR, GUARDAR OU DISTRIBUIR PARTES DO CORPO HUMANO DE QUE SE TEM CIÊNCIA TEREM SIDO OBTIDOS EM DESACORDO COM OS DISPOSITIVOS DA LEI 9.434 / 1997

18.180 REALIZAR TRANSPLANTE OU ENXERTO EM DESACORDO COM O DISPOSITI-VO NO ART. 10 DA LEI 9.434 / 1997

18.190 DEIXAR DE RECOMPOR CADÁVER, DEVOLVENDO-LHE ASPECTO CONDIG-NO, PARA SEPULTAMENTO OU DEIXAR DE ENTREGAR OU RETARDAR SUA ENTREGA AOS FAMILIARES OU INTERESSADOS

18.200 PUBLICAR ANÚNCIO OU APELO PÚBLICO EM DESACORDO COM O DISPOSTO NO ART. 11 DA LEI 9.434 / 1997

00.000 OUTROS TIPOS DE INFRAÇÕES CONTRA O SENTIMENTO RELIGIOSO E RES-PEITO AOS MORTOS (DISCRIMINAR NO HISTÓRICO)

INFRAÇÕES RELATIVAS ÀS NORMAS PARA REPRESSÃO À PRODUÇÃO NÃO AUTORIZADA E AO TRÁFICO DE ILÍCITOS DE DROGAS

CRIMES RELATIVOS ÀS NORMAS PARA REPRESSÃO À PRODUÇÃO NÃO AUTORIZADA E AO TRÁFICO DE ILÍCITOS DE DROGAS

04.330 TRÁFICO ILÍCITO DE DROGAS

04.331 TRÁFICO ILÍCITO DE MATÉRIAS PRIMAS UTILIZADAS NA PREPARAÇÃO DE DROGAS

04.332 CULTIVO DE PLANTAS UTILIZADAS NA PREPARAÇÃO DE DROGAS

04.333 UTILIZAÇÃO OU CONSENTIMENTO DE USO DE LOCAL OU BEM PARA TRÁFI-CO DE DROGAS

04.350 ASSOCIAÇÃO PARA O TRÁFICO DE DROGAS

04.351 ASSOCIAÇÃO PARA O FINANCIAMENTO OU CUSTEIO DO TRÁFICO DE DRO-GAS

04.360 FINANCIAMENTO OU CUSTEIO DO TRÁFICO DE DROGAS

04.370 COLABORAÇÃO COMO INFORMANTE PARA O TRÁFICO DE DROGAS 04.380 PRESCRIÇÃO CULPOSA OU EXCESSIVA DE DROGAS

04.390 CONDUÇÃO DE EMBARCAÇÃO OU AERONAVE SOB EFEITO DE DROGAS 00.000 OUTROS TIPOS DE INFRAÇÕES REFERENTES ÀS SUBSTÂNCIAS

ENTORPE-CENTES OU QUE DETERMINEM DEPENDÊNCIA FÍSICA OU PSÍQUICA (DISCRI-MINAR NO HISTÓRICO)

CRIMES ELEITORAIS

(12)

20.298 PRENDER OU DETER ELEITOR, MEMBRO DE MESA RECEPTORA, FISCAL, DE-LEGADO DE PARTIDO OU CANDIDATO, COM VIOLAÇÃO DO DISPOSTO NO ART.236 DO CÓDIGO ELEITORAL

20.304 OCULTAR, SONEGAR AÇAMBARCAR OU RECUSAR NO DIA DA ELEIÇÃO O FORNECIMENTO, NORMALMENTE A TODOS, DE UTILIDADES, ALIMENTA-ÇÃO E MEIOS DE TRANSPORTE, OU CONCEDER EXCLUSIVIDADE DOS MES-MOS A DETERMINADO PARTIDO OU CANDIDATO

20.319 SUBSCREVER O ELEITOR MAIS DE UMA FICHA DE REGISTRO DE UM OU MAIS PARTIDOS

20.320 INSCREVER-SE O ELEITOR, SIMULTANEAMENTE, EM DOIS OU MAIS PARTI-DOS

20.321 COLHER A ASSINATURA DO ELEITOR EM MAIS DE UMA FICHA DE REGISTRO DE PARTIDO

20.323 DIVULGAR, NA PROPAGANDA, FATOS QUE SABE INVERÍDICOS EM RELA-ÇÃO A PARTIDOS

20.332 IMPEDIR O EXERCÍCIO DE PROPAGANDA

20.334 UTILIZAR ORGANIZAÇÃO COMERCIAL DE VENDAS, DISTRIBUIÇÃO DE MER-CADORIAS, PRÊMIOS E SORTEIOS PARA PROPAGANDA OU ALICIAMENTO DE ELEITORES

20.335 FAZER PROPAGANDA, QUALQUER QUE SEJA A SUA FORMA, EM LÍNGUA ES-TRANGEIRA

20.337 PARTICIPAR, O ESTRANGEIRO OU BRASILEIRO QUE NÃO ESTIVER NO GOZO DOS SEUS DIREITOS POLÍTICOS, DE ATIVIDADES PARTIDÁRIAS, INCLUSIVE COMÍCIOS E ATOS DE PROPAGANDA EM RECINTOS FECHADOS OU ABERTOS 20.338 NÃO ASSEGURAR O FUNCIONÁRIO A PRIORIDADE POSTAL PREVISTA NO

ART. 239 DO CÓDIGO ELEITORAL – LEI 4.737/1965

20.341 RETARDAR A PUBLICAÇÃO OU NÃO PUBLICAR, O DIRETOR OU QUALQUER OUTRO FUNCIONÁRIO DE ÓRGÃO OFICIAL FEDERAL, ESTADUAL OU MUNI-CIPAL, AS DECISÕES, CITAÇÕES OU INTIMAÇÕES DA JUSTIÇA ELEITORAL 20.342 NÃO APRESENTAR O ÓRGÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO, NO PRAZO LEGAL,

DENÚNCIA OU DEIXAR DE PROMOVER A EXECUÇÃO DE SENTENÇA CONDE-NATÓR

20.343 NÃO CUMPRIR O JUIZ O DISPOSTO NO § 3º DO ART.357 DO CÓDIGO ELEITO-RAL – LEI 4.737/1965

20.346 VIOLAR O DISPOSTO NO ART.377 DO CÓDIGO ELEITORAL

20.347 RECUSAR ALGUÉM CUMPRIMENTO OU OBEDIÊNCIA A DILIGÊNCIAS, OR-DENS OU INSTRUÇÕES DA JUSTIÇA ELEITORAL OU PÔR EMBARAÇOS À SUA EXECUÇÃO

33.390 O USO DE ALTO-FALANTES E AMPLIFICADORES DE SOM, A PROMOÇÃO DE COMÍCIO OU CARREATA NO DIA DA ELEIÇÃO

34.100 A ARREGIMENTAÇÃO DE ELEITOR OU A PROPAGANDA DE BOCA DE URNA

34.101 A DIVULGAÇÃO DE QUALQUER ESPÉCIE DE PROPAGANDA DE PARTIDOS POLÍTICOS OU DE SEUS CANDIDATOS, MEDIANTE PUBLICAÇÕES, CARTA-ZES, CAMISAS, BONÉS, BROCHES OU DÍSTICOS EM VESTUÁRIO

00.000 OUTROS TIPOS DE INFRAÇÕES CONTRA O SISTEMA ELEITORAL (DISCRIMI-NAR NO HISTÓRICO)

INFRAÇÕES CONTIDAS NO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR

06.630 OMITIR DIZERES OU SINAIS OSTENSIVOS SOBRE A NOCIVIDADE OU PERICU-LOSIDADE DE PRODUTOS, NAS EMBALAGENS, NOS INVÓLUCROS, RECIPIEN-TES OU PUBLICIDADE

06.631 DEIXAR DE ALERTAR, MEDIANTE RECOMENDAÇÕES ESCRITAS OSTENSI-VAS SOBRE A PERICULOSIDADE DO SERVIÇO A SER PRESTADO

06.640 DEIXAR DE COMUNICAR À AUTORIDADE E AOS CONSUMIDORES A NOCIVI-DADE OU PERICULOSINOCIVI-DADE DE PRODUTOS CUJO CONHECIMENTO SEJA POS-TERIOR A SUA COLOCAÇÃO NO MERCADO

(13)

06.650 EXECUTAR SERVIÇO DE ALTO GRAU DE PERICULOSIDADE, CONTRARIANDO DETERMINAÇÃO DE AUTORIDADE COMPETENTE

06.660 FAZER AFIRMAÇÃO FALSA OU ENGANOSA, OU OMITIR INFORMAÇÃO RELE-VANTE, SOBRE A NATUREZA, CARACTERÍSTICA, QUALIDADE, QUANTIDA-DE, SEGURANÇA, DESEMPENHO, DURABILIDAQUANTIDA-DE, PREÇO OU GARANTIA DE PRODUTOS OU SERVIÇOS

06.670 FAZER OU PROMOVER PUBLICIDADE QUE SABE OU DEVERIA SABER SER ENGANOSA OU ABUSIVA

06.680 FAZER OU PROMOVER PUBLICIDADE QUE SABE OU DEVERIA SABER SER CAPAZ DE INDUZIR O CONSUMIDOR A SE COMPORTAR DE FORMA PREJUDI-CIAL OU PERIGOSA À SUA SAÚDE OU SEGURANÇA

06.690 DEIXAR DE ORGANIZAR DADOS FÁTICOS, TÉCNICOS E CIENTÍFICOS QUE DÃO BASE À PUBLICIDADE

06.700 EMPREGAR, NA REPARAÇÃO DE PRODUTOS, PEÇA OU COMPONENTES DE REPOSIÇÃO USADOS, SEM AUTORIZAÇÃO DO CONSUMIDOR

06.720 IMPEDIR OU DIFICULTAR O ACESSO DO CONSUMIDOR ÀS INFORMAÇÕES QUE SOBRE ELE CONSTEM EM CADASTROS, BANCO DE DADOS, FICHAS E REGISTROS

06.730 DEIXAR DE CORRIGIR IMEDIATAMENTE INFORMAÇÃO SOBRE CONSUMI-DOR CONSTANTE DE CADASTRO, BANCO DE DADOS, FICHAS OU REGIS-TROS, QUE SABE OU DEVERIA SABER SER INEXATA

06.740 DEIXAR DE ENTREGAR AO CONSUMIDOR O TERMO DE GARANTIA ADEQUA-DAMENTE PREENCHIDO E COM ESPECIFICAÇÃO CLARA DE SEU CONTEÚDO CRIMES RESULTANTES DE PRECONCEITOS DE RAÇA OU DE COR- LEI 7716/89(INCLUSIVE RELI-GIÃO, ETNIA, PROCEDENCIA NACIONAL)

07.030 IMPEDIR OU OBSTAR O ACESSO DE ALGUÉM, DEVIDAMENTE HABILITADO, A QUALQUER CARGO DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA OU INDIRETA, BEM COMO DAS CONCESSIONÁRIAS DE SERVIÇO PÚBLICO

07.040 NEGAR OU OBSTAR EMPREGO EM EMPRESA PRIVADA

07.050 RECUSAR OU IMPEDIR ACESSO A ESTABELECIMENTO COMERCIAL, NEGAN-DO A SERVIR, ATENDER OU RECEBER CLIENTE OU COMPRANEGAN-DOR

07.060 RECUSAR, NEGAR OU IMPEDIR A INSCRIÇÃO OU O INGRESSO DE ALUNO EM ESTABELECIMENTO DE ENSINO PÚBLICO OU PRIVADO DE QUALQUER GRAU

07.070 IMPEDIR O ACESSO OU RECUSAR HOSPEDAGEM EM HOTEL, PENSÃO, ESTA-LAGEM OU QUALQUER ESTABELECIMENTO SIMILAR

07.080 IMPEDIR O ACESSO OU RECUSAR ATENDIMENTO EM RESTAURANTES, BA-RES, CONFEITARIAS OU LOCAIS SEMELHANTES ABERTOS AO PÚBLICO

07.090 IMPEDIR O ACESSO OU RECUSAR ATENDIMENTO EM ESTABELECIMENTOS ESPORTIVOS, CASAS DE DIVERSÕES OU CLUBES SOCIAIS ABERTO AO PÚ-BLICO

07.100 IMPEDIR O ACESSO OU RECUSAR ATENDIMENTO EM SALÕES DE CABELEI-REIROS, BARBEIROS, TERMAS OU CASAS DE MASSAGENS OU ESTABELECI-MENTOS COM AS MESMAS FINALIDADES

07.110 IMPEDIR O ACESSO ÀS ENTRADAS SOCIAIS DE EDIFÍCIOS PÚBLICOS OU RE-SIDENCIAIS E ELEVADORES OU ESCADA DE ACESSO AOS MESMOS

07.120 IMPEDIR O ACESSO OU USO DE TRANSPORTES PÚBLICOS, COMO AVIÕES, NAVIOS, BARCAS, BARCOS, ÔNIBUS, TRENS, METRÔ OU QUALQUER MEIO DE TRANSPORTE CONCEDIDO

07.130 IMPEDIR OU OBSTAR O ACESSO DE ALGUÉM AO SERVIÇO EM QUALQUER RAMO DAS FORÇAS ARMADAS

07.140 IMPEDIR OU OBSTAR, POR QUALQUER MEIO OU FORMA, O CASAMENTO OU CONVIVÊNCIA FAMILIAR OU SOCIAL

(14)

07.201 FABRICAR, COMERCIALIZAR, DISTRIBUIR OU VEICULAR SÍMBOLOS, EM-BLEMAS, ORNAMENTOS, DISTINTIVOS, OU PROPAGANDA QUE UTILIZEM A CRUZ SUÁSTICA OU GAMADA, PARA FIM DE DIVULGAÇÃO DO NAZISMO CRIMES CONTRA AS LICITAÇÕES E CONTRATOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA- LEI 8.666/93, DE 21/06/93.

35.089 DISPENSAR OU INEXIGIR LICITAÇÕES FORA DAS HIPÓTESES PREVISTAS EM LEI

35.090 FRUSTRAR OU FRAUDAR O CARÁTER COMPETITIVO DO PROCEDIMENTO LI-CITATÓRIO

35.091 PATROCINAR, DIRETA OU INDIRETAMENTE, A INSTAURAÇÃO DE LICITA-ÇÃO OU A CELEBRALICITA-ÇÃO DE CONTRATO

35.092 ADMITIR, POSSIBILITAR OU DAR CAUSA A QUALQUER MODIFICAÇÃO OU VANTAGEM, INCLUSIVE PRORROGAÇÃO CONTRATUAL EM FAVOR DO AD-JUDICATÁRIO

35.093 IMPEDIR, PERTURBAR OU FRAUDAR A REALIZAÇÃO DE PROCEDIMENTO LI-CITATÓRIO

35.094 DEVASSAR O SIGILO DE PROPOSTA APRESENTADA EM PROCEDIMENTO LI-CITATÓRIO

35.095 AFASTAR OU PROCURAR AFASTAR LICITANTE POR MEIO DE VIOLÊNCIA

35.096 FRAUDAR, EM PREJUÍZO DA FAZENDA PÚBLICA, LICITAÇÃO INSTAURADA PARA AQUISIÇÃO OU VENDAS DE BENS OU MERCADORIAS, OU CONTRATO

35.097 ADMITIR À LICITAÇÃO OU CELEBRAR CONTRATO COM EMPRESA OU PRO-FISSIONAL DECLARADO INIDÔNEO

35.098 OBSTAR, IMPEDIR OU DIFICULTAR, INJUSTAMENTE, A INSCRIÇÃO DE INTE-RESSADOS NOS REGISTROS CADASTRAIS

00.000 OUTROS TIPOS DE CRIMES CONTRA AS LICITAÇÕES E CONTRATOS DA AD-MINISTRAÇÃO PÚBLICA (DISCRIMINAR NO HISTÓRICO)

CRIMES PRATICADOS POR ABUSO DE AUTORIDADE

11.040 ABUSO DE AUTORIDADE: ORDENAR OU EXECUTAR MEDIDA PRIVATIVA DA LIBERDADE INDIVIDUAL, SEM AS FORMALIDADES LEGAIS OU COM ABUSO DE PODER; SUBMETER PESSOA SOB SUA GUARDA OU CUSTÓDIA A VEXAME OU A CONSTRANGIMENTO NÃO AUTORIZADO EM LEI; DEIXAR DE COMUNI-CAR, IMEDIATAMENTE, AO JUIZ COMPETENTE A PRISÃO OU DETENÇÃO DE QUALQUER PESSOA; DEIXAR O JUIZ DE ORDENAR O RELAXAMENTO DE PRI-SÃO OU DETENÇÃO ILEGAL QUE LHE SEJA COMUNICADA; LEVAR À PRIPRI-SÃO E NELA DETER QUEM QUER QUE SE PROPONHA A PRESTAR FIANÇA, PERMI-TIDA EM LEI; COBRAR O CARCEREIRO OU AGENTE DE DELEGADO DE POLÍ-CIA CARCERAGEM, CUSTAS, EMOLUMENTOS OU QUALQUER OUTRA DESPE-SA, DESDE QUE A COBRANÇA NÃO TENHA APOIO EM LEI, QUER QUANTO À ESPÉCIE QUER QUANTO AO SEU VALOR; RECUSAR O CARCEREIRO OU AGENTE DE DELEGADO DE POLÍCIA RECIBO DE IMPORTÂNCIA RECEBIDA A TÍTULO DE CARCERAGEM, CUSTAS, EMOLUMENTOS OU DE QUALQUER OU-TRA DESPESA; O ATO LESIVO DA HONRA OU DO PATRIMÔNIO DE PESSOA NATURAL OU JURÍDICA, QUANDO PRATICADO COM ABUSO OU DESVIO DE PODER OU SEM COMPETÊNCIA LEGAL; PROLONGAR A EXECUÇÃO DE PRI-SÃO TEMPORÁRIA, DE PENA OU DE MEDIDA DE SEGURANÇA, DEIXANDO DE EXPEDIR EM TEMPO OPORTUNO OU DE CUMPRIR, IMEDIATAMENTE, ORDEM DE LIBERDADE

CRIMES CONTRA O SISTEMA DE ESTOQUES DE COMBUSTÍVEIS

12.011 QUEM ADQUIRIR, DISTRIBUIR E REVENDER DERIVADOS DE PETRÓLEO, GÁS NATURAL E SUAS FRAÇÕES RECUPERÁVEIS, ÁLCOOL ETÍLICO HIDRATADO CARBURANTE E DEMAIS COMBUSTÍVEIS LÍQUIDOS CARBURANTES, EM DE-SACORDO COM AS NORMAS ESTABELECIDAS NA FORMA DA LEI

12.012 USAR GÁS LIQÜEFEITO DE PETRÓLEO EM MOTORES DE QUALQUER ESPÉ-CIE, SAUNAS, CALDEIRAS E AQUECIMENTO DE PISCINAS, OU PARA FINS AU-TOMOTIVOS, EM DESACORDO COM AS NORMAS ESTABELECIDAS NA FOR-MA DA LEI

(15)

14.101 O PREFEITO QUE APROPRIAR-SE DE BENS OU RENDAS PÚBLICAS, OU DES-VIÁ-LOS EM PROVEITO PRÓPRIO OU ALHEIO

14.102 O PREFEITO QUE UTILIZAR-SE, INDEVIDAMENTE, EM PROVEITO PRÓPRIO OU ALHEIO, DE BENS, RENDAS OU SERVIÇOS PÚBLICOS

14.103 O PREFEITO QUE DESVIAR, OU APLICAR INDEVIDAMENTE, RENDAS OU VERBAS PÚBLICAS

14.104 O PREFEITO QUE EMPREGAR SUBVENÇÕES, AUXÍLIOS, EMPRÉSTIMOS OU RECURSOS DE QUALQUER NATUREZA, EM DESACORDO COM OS PLANOS OU PROGRAMAS A QUE SE DESTINAM

14.105 O PREFEITO QUE ORDENAR OU EFETUAR DESPESAS NÃO AUTORIZADAS POR LEI, OU REALIZÁ-LAS EM DESACORDO COM AS NORMAS FINANCEIRAS PERTINENTES

14.106 O PREFEITO QUE DEIXAR DE PRESTAR CONTAS ANUAIS DA ADMINISTRA-ÇÃO FINANCEIRA DO MUNICÍPIO À CÂMARA DE VEREADORES, OU AO ÓR-GÃO QUE A CONSTITUIÇÃO DO ESTADO INDICAR, NOS PRAZOS E CONDI-ÇÕES ESTABELECIDOS

14.107 O PREFEITO QUE DEIXAR DE PRESTAR CONTAS, NO DEVIDO TEMPO, AO ÓR-GÃO COMPETENTE DA APLICAÇÃO DE RECURSOS, EMPRÉSTIMOS, SUBVEN-ÇÕES OU AUXÍLIOS INTERNOS OU EXTERNOS, RECEBIDOS A QUALQUER TÍ-TULO

14.108 O PREFEITO QUE CONTRAIR EMPRÉSTIMO, EMITIR APÓLICES, OU OBRIGAR O MUNICÍPIO POR TÍTULOS DE CRÉDITO, SEM AUTORIZAÇÃO DA CÂMARA, OU EM DESACORDO COM A LEI

14.109 O PREFEITO QUE CONCEDER EMPRÉSTIMO, AUXÍLIOS OU SUBVENÇÕES, SEM AUTORIZAÇÃO DA CÂMARA, OU EM DESACORDO COM A LEI

14.110 O PREFEITO QUE ALIENAR OU ONERAR BENS IMÓVEIS, OU RENDAS MUNICI-PAIS, SEM AUTORIZAÇÃO DA CÂMARA, OU EM DESACORDO COM A LEI

14.111 O PREFEITO QUE ADQUIRIR BENS, OU REALIZAR SERVIÇOS E OBRAS, SEM CONCORRÊNCIA OU COLETA DE PREÇOS, NOS CASOS EXIGIDOS EM LEI

14.112 O PREFEITO QUE ANTECIPAR OU INVERTER A ORDEM DE PAGAMENTO A CREDORES DO MUNICÍPIO, SEM VANTAGEM PARA O ERÁRIO

14.113 O PREFEITO QUE NOMEAR, ADMITIR OU DESIGNAR SERVIDOR, CONTRA EX-PRESSA DISPOSIÇÃO DE LEI

14.114 O PREFEITO QUE NEGAR EXECUÇÃO A LEI FEDERAL, ESTADUAL OU MUNI-CIPAL, OU DEIXAR DE CUMPRIR ORDEM JUDICIAL, SEM DAR O MOTIVO DA RECUSA OU DA IMPOSSIBILIDADE, POR ESCRITO, À AUTORIDADE COMPE-TENTE

14.115 O PREFEITO QUE DEIXAR DE FORNECER CERTIDÕES DE ATOS OU CONTRA-TOS MUNICIPAIS, DENTRO DO PRAZO ESTABELECIDO EM LEI

14.116 O PREFEITO QUE DEIXAR DE ORDENAR A REDUÇÃO DO MONTANTE DA DÍ-VIDA CONSOLIDADA, NOS PRAZOS ESTABELECIDOS EM LEI, QUANDO O MONTANTE ULTRAPASSAR O VALOR RESULTANTE DA APLICAÇÃO DO LI-MITE MÁXIMO FIXADO PELO SENADO FEDERAL

14.117 O PREFEITO QUE ORDENAR OU AUTORIZAR A ABERTURA DE CRÉDITO EM DESACORDO COM OS LIMITES ESTABELECIDOS PELO SENADO FEDERAL, SEM FUNDAMENTO NA LEI ORÇAMENTÁRIA OU NA DE CRÉDITO ADICIO-NAL OU COM INOBSERVÂNCIA DE PRESCRIÇÃO LEGAL

14.118 O PREFEITO QUE DEIXAR DE PROMOVER OU DE ORDENAR, NA FORMA DA LEI, O CANCELAMENTO, A AMORTIZAÇÃO OU A CONSTITUIÇÃO DE RESER-VA PARA ANULAR OS EFEITOS DE OPERAÇÃO DE CRÉDITO REALIZADA COM INOBSERVÂNCIA DE LIMITE, CONDIÇÃO OU MONTANTE ESTABELECI-DO EM LEI

(16)

14.120 O PREFEITO QUE ORDENAR OU AUTORIZAR, EM DESACORDO COM A LEI, A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÃO DE CRÉDITO COM QUALQUER UM DOS DEMAIS ENTES DA FEDERAÇÃO, INCLUSIVE SUAS ENTIDADES DA ADMINISTRAÇÃO INDIRETA, AINDA QUE NA FORMA DE NOVAÇÃO, REFINANCIAMENTO OU POSTERGAÇÃO DE DÍVIDA CONTRAÍDA ANTERIORMENTE

14.121 O PREFEITO QUE CAPTAR RECURSOS A TÍTULO DE ANTECIPAÇÃO DE RECEI-TA DE TRIBUTO OU CONTRIBUIÇÃO CUJO FATO GERADOR AINDA NÃO TE-NHA OCORRIDO

14.122 O PREFEITO QUE ORDENAR OU AUTORIZAR A DESTINAÇÃO DE RECURSOS PROVENIENTES DA EMISSÃO DE TÍTULOS PARA FINALIDADE DIVERSA DA PREVISTA NA LEI QUE A AUTORIZOU

14.123 O PREFEITO QUE REALIZAR OU RECEBER TRANSFERÊNCIA VOLUNTÁRIA EM DESACORDO COM LIMITE OU CONDIÇÃO ESTABELECIDA EM LEI CRIMES CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL

16.080 ENTRAR EM ENTENDIMENTO OU NEGOCIAÇÃO COM GOVERNO OU GRUPO ESTRANGEIRO, OU SEUS AGENTES, PARA PROVOCAR GUERRA OU ATOS DE HOSTILIDADE CONTRA O BRASIL

16.090 TENTAR SUBMETER O TERRITÓRIO NACIONAL, OU PARTE DELE, AO DOMÍ-NIO, OU À SOBERANIA DE OUTRO PAÍS

16.100 ALICIAR INDIVÍDUOS DE OUTRO PAÍS PARA INVASÃO DO TERRITÓRIO NA-CIONAL

16.110 TENTAR DESMEMBRAR PARTE DO TERRITÓRIO NACIONAL PARA CONSTI-TUIR PAÍS INDEPENDENTE

16.120 IMPORTAR OU INTRODUZIR, NO TERRITÓRIO NACIONAL, POR QUALQUER FORMA, SEM AUTORIZAÇÃO DA AUTORIDADE FEDERAL COMPETENTE, AR-MAMENTO OU MATERIAL MILITAR PRIVATIVO DAS FORÇAS ARMADAS

16.130 COMUNICAR, ENTREGAR OU PERMITIR A COMUNICAÇÃO OU A ENTREGA, A GOVERNO OU GRUPO ESTRANGEIRO, OU A ORGANIZAÇÃO OU GRUPO DE EXISTÊNCIA ILEGAL, DE DADOS, DOCUMENTOS OU CÓPIAS DE DOCUMEN-TOS, PLANOS, CÓDIGOS, CIFRAS OU ASSUNTOS QUE, NO INTERESSE DO ES-TADO BRASILEIRO, SÃO CLASSIFICADOS COMO SIGILOSOS

16.131 COMUNICAR, ENTREGAR OU PERMITIR A COMUNICAÇÃO COM O OBJETIVO DE REALIZAR ATOS DE ESPIONAGEM, MANTER SERVIÇO DE ESPIONAGEM OU DELE PARTICIPAR

16.132 REALIZAR ATIVIDADE AEROFOTOGRÁFICA OU DE SENSOREAMENTO RE-MOTO, EM QUALQUER PARTE DO TERRITÓRIO NACIONAL

16.133 OCULTAR OU PRESTAR AUXÍLIO A ESPIÃO, SABENDO-O TAL, PARA SUB-TRAÍ-LO À AÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA

16.134 OBTER OU REVELAR, PARA FIM DE ESPIONAGEM, DESENHOS, PROJETOS, FOTOGRAFIAS, NOTÍCIAS OU INFORMAÇÕES A RESPEITO DE TÉCNICAS, DE TECNOLOGIAS, DE COMPONENTES, DE EQUIPAMENTOS, DE INSTALAÇÕES OU DE SISTEMAS DE PROCESSAMENTO AUTOMATIZADO DE DADOS, EM USO OU EM DESENVOLVIMENTO NO PAÍS, REPUTADOS ESSENCIAIS PARA A SUA DEFESA, SEGURANÇA OU ECONOMIA, QUE DEVEM PERMANECER EM SEGREDO

16.140 FACILITAR, CULPOSAMENTE, A PRÁTICA DE QUALQUER DOS CRIMES PRE-VISTOS NOS ARTS. 12 E 13 DA LEI 7.170 DE 1983

16.160 INTEGRAR OU MANTER ASSOCIAÇÃO, PARTIDO, COMITÊ, ENTIDADE DE CLASSE OU GRUPAMENTO QUE TENHA POR OBJETIVO A MUDANÇA DO RE-GIME VIGENTE OU DO ESTADO DE DIREITO, POR MEIOS VIOLENTOS OU COM O EMPREGO DE GRAVE AMEAÇA

16.170 TENTAR MUDAR, COM EMPREGO DE VIOLÊNCIA OU GRAVE AMEAÇA, A OR-DEM, O REGIME VIGENTE OU O ESTADO DE DIREITO

16.180 TENTAR IMPEDIR, COM EMPREGO DE VIOLÊNCIA OU GRAVE AMEAÇA, O LI-VRE EXERCÍCIO DE QUALQUER DOS PODERES DA UNIÃO OU DOS ESTADOS

(17)

16.221 FAZER, EM PÚBLICO, PROPAGANDA DE PROCESSOS VIOLENTOS OU ILEGAIS PARA ALTERAÇÃO DA ORDEM POLÍTICA OU SOCIAL

16.222 FAZER, EM PÚBLICO, PROPAGANDA DE DISCRIMINAÇÃO RACIAL, DE LUTA PELA VIOLÊNCIA ENTRE AS CLASSES SOCIAIS, DE PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA

16.223 FAZER, EM PÚBLICO, PROPAGANDA DE GUERRA

16.224 FAZER, EM PÚBLICO, PROPAGANDA DE QUALQUER CRIME PREVISTO NA LEI 7.170 / 1983

16.231 INCITAR À SUBVERSÃO DA ORDEM POLÍTICA OU SOCIAL

16.232 INCITAR À ANIMOSIDADE ENTRE AS FORÇAS ARMADAS OU ENTRE ESTAS E AS CLASSES SOCIAIS OU AS INSTITUIÇÕES CIVIS

16.233 INCITAR À LUTA COM VIOLÊNCIA ENTRE AS CLASSES SOCIAIS

16.234 INCITAR À PRÁTICA DE QUALQUER CRIME PREVISTO NA LEI 7.170 / 1983 (SE-GURANÇA NACIONAL)

16.240 CONSTITUIR, INTEGRAR OU MANTER ORGANIZAÇÃO ILEGAL DE TIPO MILI-TAR, DE QUALQUER FORMA OU NATUREZA ARMADA OU NÃO, COM OU SEM FARDAMENTO, COM FINALIDADE COMBATIVA

16.250 FAZER FUNCIONAR, DE FATO, AINDA QUE SOB FALSO NOME OU FORMA SI-MULADA, PARTIDO POLÍTICO OU ASSOCIAÇÃO DISSOLVIDOS POR FORÇA DE DISPOSIÇÃO LEGAL OU DE DECISÃO JUDICIAL

CRIMES CONTRA O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL

17.120 DEIXAR, O EX-ADMINISTRADOR DE INSTITUIÇÃO FINANCEIRA, DE APRE-SENTAR, AO INTERVENTOR, LIQUIDANTE, OU SÍNDICO, NOS PRAZOS E CON-DIÇÕES ESTABELECIDAS EM LEI AS INFORMAÇÕES, DECLARAÇÕES OU DO-CUMENTOS DE SUA RESPONSABILID

17.150 MANIFESTAR-SE FALSAMENTE O INTERVENTOR, O LIQUIDANTE A RESPEI-TO DE ASSUNRESPEI-TO RELATIVO À INTERVENÇÃO, LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL OU FALÊNCIA DE INSTITUIÇÃO FINANCEIRA

CRIMES RELATIVOS AO ESTATUTO DO ÍNDIO

19.582 UTILIZAR O ÍNDIO OU COMUNIDADE INDÍGENA COMO OBJETO DE PROPA-GANDA TURÍSTICA OU DE EXIBIÇÃO PARA FINS LUCRATIVOS

19.583 PROPICIAR, POR QUALQUER MEIO, A AQUISIÇÃO, O USO E A DISSEMINAÇÃO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS, NOS GRUPOS TRIBAIS OU ENTRE ÍNDIOS NÃO IN-TEGRADOS

CRIMES CONTRA A ORDEM TRIBUTÁRIA, ECONÔMICA E CONTRA AS RELAÇÕES DE CONSUMO

23.051 EXIGIR EXCLUSIVIDADE DE PROPAGANDA, TRANSMISSÃO OU DIFUSÃO DE PUBLICIDADE, EM DETRIMENTO DE CONCORRÊNCIA

23.052 SUBORDINAR A VENDA DE BEM OU A UTILIZAÇÃO DE SERVIÇO À AQUISI-ÇÃO DE OUTRO BEM, OU AO USO DE DETERMINADO SERVIÇO

23.053 SUJEITAR A VENDA DE BEM OU A UTILIZAÇÃO DE SERVIÇO À AQUISIÇÃO DE QUANTIDADE ARBITRARIAMENTE DETERMINADA

23.054 RECUSAR-SE, SEM JUSTA CAUSA, O DIRETOR, ADMINISTRADOR, OU GEREN-TE DE EMPRESA A PRESTAR À AUTORIDADE COMPEGEREN-TENGEREN-TE OU PRESTÁ-LA DE MODO INEXATO, INFORMAÇÕES SOBRE O CUSTO DE PRODUÇÃO OU PREÇO DE VENDA

23.061 VENDER OU OFERECER À VENDA MERCADORIA, OU CONTRATAR OU OFE-RECER SERVIÇO, POR PREÇO SUPERIOR AO OFICIALMENTE TABELADO, AO FIXADO POR ÓRGÃO OU ENTIDADE GOVERNAMENTAL, E AO ESTABELECI-DO EM REGIME LEGAL DE CONTROLE

23.062 APLICAR FÓRMULA DE REAJUSTAMENTO DE PREÇOS OU INDEXAÇÃO DE CONTRATO PROIBIDA, OU DIVERSA DAQUELA QUE FOR LEGALMENTE ES-TABELECIDA, OU FIXADA POR AUTORIDADE COMPETENTE

23.063 EXIGIR, COBRAR OU RECEBER QUALQUER VANTAGEM OU IMPORTÂNCIA ADICIONAL DE PREÇO TABELADO, CONGELADO, ADMINISTRADO, FIXADO OU CONTROLADO PELO PODER PÚBLICO, INCLUSIVE POR MEIO DA ADO-ÇÃO OU DE AUMENTO DE TAXA OU OUTRO PERCENTUAL, INCIDENTE SO-BRE QUALQUER CONTRATAÇÃO

(18)

25.183 DESENVOLVER, CLANDESTINAMENTE, ATIVIDADES DE TELECOMUNICA-ÇÃO; QUEM, DIRETA OU INDIRETAMENTE, CONCORRER PARA O CRIME CRIMES RELATIVOS AO CÓDIGO DE TELECOMUNICAÇÕES

26.056 PRATICA CRIME DE VIOLAÇÃO DE TELECOMUNICAÇÃO QUEM, TRANSGRE-DINDO LEI OU REGULAMENTO, EXIBA AUTÓGRAFO OU QUALQUER DOCU-MENTO DO ARQUIVO, DIVULGUE OU COMUNIQUE, INFORME OU CAPTE, TRANSMITA A OUTREM, OU UTILIZE O CONTEÚDO, RESUMO, SIGNIFICADO, INTERPRETAÇÃO, INDICAÇÃO OU EFEITO DE COMUNICAÇÃO DIRIGIDA A TERCEIRO; PRATICA TAMBÉM, CRIME DE VIOLAÇÃO DE TELECOMUNICA-ÇÕES QUEM, ILEGALMENTE, RECEBER, DIVULGAR OU UTILIZAR TELECO-MUNICAÇÃO INTERCEPTADA

26.070 INSTALAR OU UTILIZAR DE TELECOMUNICAÇÕES, SEM OBSERVÂNCIA DO DISPOSTO NA LEI 4.117/1962 E NOS REGULAMENTOS

00.000 OUTROS TIPOS DE INFRAÇÕES CONTIDAS NAS DEMAIS LEIS ESPECIAIS (DIS-CRIMINAR NO HISTÓRICO)

CRIMES E INFRAÇÕES AMBIENTAIS RELATIVOS ÀS ATIVIDADES POTENCIALMENTE POLUI-DORAS E/OU DEGRADAPOLUI-DORAS DO MEIO AMBIENTE

27.105 PRESTAR INFORMAÇÃO FALSA OU ADULTERAR DADO TÉCNICO SOLICITA-DO PELOS ORGAOS DE MEIO AMBIENTE E SUAS ENTIDADES VINCULADAS, INDEPENDENTEMENTE DE DOLO

27.106 OBSTAR OU DIFICULTAR A AÇÃO FISCALIZADORA DOS ÓRGÃOS DE MEIO AMBIENTE E SUAS ENTIDADES VINCULADAS

27.109 FUNCIONAR SEM AUTORIZAÇÃO AMBIENTAL DE FUNCIONAMENTO, DESDE QUE NÃO AMPARADO POR TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA COM O ÓRGÃO OU ENTIDADE AMBIENTAL COMPETENTE, SE NÃO CONSTATADA A EXISTÊNCIA DE POLUIÇÃO OU DEGRADAÇÃO AMBIENTAL

27.110 FUNCIONAR SEM AUTORIZAÇÃO AMBIENTAL DE FUNCIONAMENTO, DESDE QUE NÃO AMPARADO POR TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA COM O ÓRGÃO OU ENTIDADE AMBIENTAL COMPETENTE, SE CONSTATADA A EXIS-TÊNCIA DE POLUIÇÃO OU DEGRADAÇÃO AMBIENTAL

27.112 INSTALAR, CONSTRUIR, TESTAR, OPERAR OU AMPLIAR ATIVIDADE EFETI-VA OU POTENCIALMENTE POLUIDORA OU DEGRADADORA DO MEIO AMBI-ENTE SEM AS LICENÇAS DE INSTALAÇÃO OU DE OPERAÇÃO, DESDE QUE NÃO AMPARADO POR TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA COM O ÓR-GÃO OU ENTIDADE AMBIENTAL COMPETENTE, SE NÃO CONSTATADA A EXISTÊNCIA DE POLUIÇÃO OU DEGRADAÇÃO AMBIENTAL

27.113 INSTALAR, CONSTRUIR, TESTAR, OPERAR OU AMPLIAR ATIVIDADE EFETI-VA OU POTENCIALMENTE POLUIDORA OU DEGRADADORA DO MEIO AMBI-ENTE SEM LICENÇAS DE INSTALAÇÃO OU DE OPERAÇÃO, SE CONSTATADA A EXISTÊNCIA DE POLUIÇÃO OU DEGRADAÇÃO AMBIENTAL

27.114 INSTALAR, CONSTRUIR, TESTAR, OPERAR OU AMPLIAR ATIVIDADE EFETI-VA OU POTENCIALMENTE POLUIDORA OU DEGRADADORA DO MEIO AMBI-ENTE EM ÁREA DE RESERVA LEGAL SEM LICENÇA OU AUTORIZAÇÃO AM-BIENTAL OU EM DESACORDO COM ELA (SEM DEGRADAÇÃO AMAM-BIENTAL)

27.124 REALIZAR ATIVIDADE QUE CAUSE DEGRADAÇÃO AMBIENTAL MEDIANTE ASSOREAMENTO DE COLEÇÕES DE ÁGUA

27.127 CAUSAR POLUIÇÃO OU DEGRADAÇÃO AMBIENTAL DE QUALQUER NATU-REZA QUE RESULTE OU POSSA RESULTAR EM DANO ÀS ESPÉCIES ANIMAIS, COM O PERECIMENTO DE ESPÉCIMES DA FAUNA AQUÁTICA

27.128 CAUSAR POLUIÇÃO DE QUALQUER NATUREZA EM NÍVEIS TAIS QUE RESUL-TEM OU POSSAM RESULTAR EM DANOS À SAÚDE HUMANA, OU QUE PRO-VOQUEM A MORTANDADE DE ANIMAIS OU A DESTRUIÇÃO SIGNIFICATIVA DA FLORA OU DEIXAR DE ADOTAR, QUANDO ASSIM O EXIGIR A AUTORIDA-DE COMPETENTE, MEDIDAS AUTORIDA-DE PREOCUPAÇÃO EM CASO AUTORIDA-DE RISCO AUTORIDA-DE DANO AMBIENTAL GRAVE OU IRREVERSÍVEL

(19)

27.134 EXECUTAR PESQUISA, LAVRA OU EXTRAÇÃO DE RECURSOS MINERAIS SEM A COMPETENTE AUTORIZAÇÃO, PERMISSÃO, CONCESSÃO OU LICENÇA, OU EM DESACORDO COM A OBTIDA

27.135 FABRICAR, TRANSPORTAR, COMERCIALIZAR OU ARMAZENAR PRODUTOS EM DESACORDO COM AS NORMAS E PADRÕES AMBIENTAIS VIGENTES, QUE IMPLIQUEM DANO À SAÚDE HUMANA, MEIO AMBIENTE OU RECURSOS HÍ-DRICOS

27.136 TRANSPORTAR, COMERCIALIZAR, ARMAZENAR, DISPOR OU UTILIZAR RESÍ-DUOS PERIGOSOS EM FABRICAÇÃO DE PRODUTOS SEM LICENCIAMENTO AMBIENTAL OU EM DESACORDO COM ELE

27.137 DISSEMINAR DOENÇA OU PRAGA OU ESPÉCIES QUE POSSAM CAUSAR DA-NOS À AGRICULTURA, À PECUÁRIA, À FAUNA, À FLORA OU AOS ECOSSISTE-MAS

CRIMES AMBIENTAIS RELATIVOS AOS RECURSOS HÍDRICOS

28.204 EXTRAIR ÁGUA SUBTERRÂNEA, CAPTAR OU DERIVAR ÁGUAS SUPERFICI-AIS PARA FINS DE CONSUMO HUMANO, SEM A RESPECTIVA OUTORGA

28.211 OBSTAR OU DIFICULTAR A AÇÃO FISCALIZADORA

28.220 FRAUDAR OS MEDIDORES DE VAZÃO, QUANDO EXIGIDOS NA CONCESSÃO DA PORTARIA DE OUTORGA

28.299 OUTRAS INFRAÇÕES CONTRA OS RECURSOS HÍDRICOS (DISCRIMINAR NO HISTÓRICO)

INFRAÇÕES CONTRA O ORDENAMENTO URBANO, O PATRIMÔNIO CULTURAL E CONTRA A ADMINISTRAÇÃO AMBIENTAL

29.001 DESTRUIR, INUTILIZAR OU DETERIORAR BEM ESPECIALMENTE PROTEGIDO POR LEI, ATO ADMINISTRATIVO OU DECISÃO JUDICIAL

29.002 ALTERAR O ASPECTO OU ESTRUTURA DE EDIFICAÇÃO OU LOCAL ESPECI-ALMENTE PROTEGIDO POR LEI, ATO ADMINISTRATIVO OU DECISÃO JUDICI-AL

29.003 PROMOVER CONSTRUÇÃO EM SOLO NÃO EDIFICÁVEL, OU NO SEU ENTOR-NO

29.004 PICHAR, GRAFITAR OU POR OUTRO MEIO CONSPURCAR EDIFICAÇÃO OU MONUMENTO URBANO

29.005 FAZER O FUNCIONÁRIO PÚBLICO AFIRMAÇÃO FALSA OU ENGANOSA, OMI-TIR A VERDADE, SONEGAR INFORMAÇÕES OU DADOS TÉCNICO-CIENTÍFI-COS EM PROCEDIMENTOS DE AUTORIZAÇÃO OU DE LICENCIAMENTO AMBI-ENTAL

29.006 CONCEDER O FUNCIONÁRIO PÚBLICO LICENÇA, AUTORIZAÇÃO OU PERMIS-SÃO EM DESACORDO COM AS NORMAS AMBIENTAIS

29.007 DEIXAR, AQUELE QUE TIVER O DEVER LEGAL OU CONTRATUAL DE FAZÊ-LO, DE CUMPRIR OBRIGAÇÃO DE RELEVANTE INTERESSE AMBIENTAL

29.008 OBSTAR OU DIFICULTAR A AÇÃO FISCALIZADORA DO PODER PÚBLICO NO TRATO DE QUESTÕES AMBIENTAIS CONTRA O ORDENAMENTO URBANO, O PATRIMÔNIO CULTURAL E CONTRA A DMINISTRAÇÃO AMBIENTAL

29.008-A ELABORAR OU APRESENTAR, NO LICENCIAMENTO, CONCESSÃO FLORES-TAL OU QUALQUER OUTRO PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO, ESTUDO, LAUDO OU RELATÓRIO AMBIENTAL TOTAL OU PARCIALMENTE FALSO OU ENGANOSO, INCLUSIVE POR OMISSÃO

00.000 OUTROS TIPOS DE INFRAÇÕES CONTRA O ORDENAMENTO URBANO, O PA-TRIMÔNIO CULTURAL E CONTRA A ADMINISTRAÇÃO AMBIENTAL (DISCRI-MINAR NO HISTÓRICO)

CRIMES E INFRAÇÕES AMBIENTAIS RELATIVOS À PESCA E À FAUNA

30.421 FALSIFICAR, UTILIZAR GUIA FALSIFICADA OU REPRODUZIR INDEVIDAMEN-TE GUIA DE TRANSPORINDEVIDAMEN-TE DE ORIGEM/DESTINO DO PESCADO

30.429 CAPTURAR ANIMAIS AQUÁTICOS EM QUANTIDADE SUPERIOR À PREVISTA E AUTORIZADA PARA A CATEGORIA

(20)

30.431 PORTAR, GUARDAR, ACUMULAR, TRANSPORTAR, DURANTE O PERÍODO DA PIRACEMA, QUANTIDADE SUPERIOR DE ESPÉCIES NATIVAS AUTORIZADAS POR DIA E OU JORNADA

30.435 UTILIZAR APARELHOS DE PESCA DE USO PROIBIDO PARA TODAS AS CATE-GORIAS DE PESCA

30.438 REALIZAR ATOS DE PESCA EM LOCAIS PROIBIDOS OU INTERDITADOS, PELO ÓRGÃO AMBIENTAL

30.443 REALIZAR ATOS DE PESCA COM TÉCNICAS OU MÉTODOS PROIBIDOS

30.444 REALIZAR ATOS DE PESCA COM A UTILIZAÇÃO DE SUBSTÂNCIAS PROIBI-DAS

30.445 CAPTURAR ESPÉCIMES COM TAMANHO INFERIOR AO MINIMO PERMITIDO

30.446 ADQUIRIR, PORTAR, GUARDAR, UTILIZAR, DOAR OU RECEBER, TRANSPOR-TAR, COMERCIALIZAR, ARMAZENAR OU MANTER EM DEPÓSITO PARA CO-MÉRCIO, INDUSTRIALIZAR OU BENEFICIAR ESPÉCIMES COM TAMANHOS IN-FERIORES AOS PERMITIDOS

30.447 CAPTURAR ESPÉCIMES QUE DEVEM SER PRESERVADAS

30.448 ADQUIRIR, PORTAR, GUARDAR, UTILIZAR, DOAR OU RECEBER, TRANSPOR-TAR, COMERCIALIZAR, ARMAZENAR OU MANTER EM DEPÓSITO PARA CO-MÉRCIO, INDUSTRIALIZAR OU BENEFICIAR ESPÉCIMES QUE DEVAM SER PRESERVADAS

30.453 PROVOCAR MORTANDADE DE PEIXES OU LESÕES IRREVERSÍVEIS

30.455 DIFICULTAR OU IMPEDIR, POR QUALQUER MEIO OU MODO ÀS AÇÕES FIS-CALIZADORAS DESENVOLVIDAS PELOS AGENTES DE FISCALIZAÇÃO

00.000 OUTRAS INFRAÇÕES AMBIENTAIS RELACIONADAS À PESCA (DISCRIMINAR NO HISTÓRICO)

INFRAÇÕES AMBIENTAIS RELATIVAS À FAUNA

31.001 PRATICAR CAÇA PROFISSIONAL

31.002 MATAR, PERSEGUIR, CAÇAR OU APANHAR ESPÉCIMES DA FAUNA SILVES-TRE SEM AUTORIZAÇÃO OU EM DESACORDO

31.003 UTILIZAR ANIMAIS DA FAUNA SILVESTRE SEM A DEVIDA PERMISSÃO, LI-CENÇA OU AUTORIZAÇÃO DA AUTORIDADE COMPETENTE OU EM DESA-CORDO COM A OBTIDA

31.004 MODIFICAR, DANIFICAR OU DESTRUIR NINHO, ABRIGO OU CRIADOURO NA-TURAL DA FAUNA SILVESTRE

31.005 IMPEDIR A PROCRIAÇÃO DA FAUNA SILVESTRE, SEM LICENÇA, AUTORIZA-ÇÃO OU EM DESACORDO COM ELA

31.006 VENDER, EXPOR À VENDA, EXPORTAR, ADQUIRIR, GUARDAR,TER EM DEPÓ-SITO, UTILIZAR OU TRANSPORTAR OVOS OU LARVAS PROVENIENTES DE ANIMAIS DA FAUNA SILVESTRE,SEM LICENÇA

31.007 VENDER, EXPOR À VENDA, EXPORTAR, ESPÉCIMES DA FAUNA SILVESTRE NATIVA BEM COMO PRODUTOS E OBJETOS DELA ORIUNDOS, SEM LICENÇA

31.008 ADQUIRIR, GUARDAR, TER EM CATIVEIRO OU DEPÓSITO, ESPÉCIMES DA FAUNA SILVESTRE NATIVA BEM COMO PRODUTOS E OBJETOS DELA ORIUN-DOS, SEM LICENÇA

31.009 UTILIZAR ESPÉCIMES DA FAUNA SILVESTRE NATIVA BEM COMO PRODU-TOS E OBJEPRODU-TOS DELA ORIUNDOS, SEM LICENÇA

31.010 TRANSPORTAR ESPÉCIMES DA FAUNA SILVESTRE NATIVA BEM COMO PRO-DUTOS E OBJETOS DELA ORIUNDOS, SEM LICENÇA

31.011 EXPORTAR PELES E COUROS DE ANFÍBIOS E RÉPTEIS EM BRUTO,SEM AUTO-RIZAÇÃO DA AUTORIDADE AMBIENTAL COMPETENTE

31.012 INTRODUZIR ESPÉCIME ANIMAL NO PAÍS, SEM PARECER TÉCNICO OFICIAL FAVORÁVEL E LICENÇA EXPEDIDA POR AUTORIDADE COMPETENTE

31.014 PRATICAR ATOS DE ABUSO OU MAUS TRATOS CONTRA ANIMAIS SILVES-TRES, DOMÉSTICOS OU DOMESTICADOS, NATIVOS OU EXÓTICOS

(21)

31.016 PROMOVER RINHA (LUTAS) OU COMPETIÇÕES ENTRE ANIMAIS SILVESTRES, DOMÉSTICOS OU DOMESTICADOS CAUSANDO-LHES FERIRIMENTOS, MUTI-LAÇÕES OU SUBMETENDO-OS A ABUSOS OU MAUS TRATOS

31.017 REALIZAR EXPERIÊNCIA DOLOROSA OU CRUEL EM ANIMAL VIVO, AINDA QUE PARA FINS DIDÁTICOS OU CIENTÍFICOS, QUANDO EXISTIREM RECUR-SOS ALTERNATIVOS

31.099 OUTRAS INFRAÇÕES CONTRA A FAUNA SILVESTRE (DISCRIMINAR NO HIS-TÓRICO)

CRIMES E INFRAÇÕES AMBIENTAIS RELATIVOS À FLORA

32.304 EXPLORAR, DESMATAR, DESTOCAR, SUPRIMIR, EXTRAIR, DANIFICAR OU PROVOCAR A MORTE DE FLORESTAS E DEMAIS FORMAS DE VEGETAÇÃO EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO ÓRGÃO COMPETENTE E/OU SEM RESPEITAR AS NORMAS DE EXPLORAÇÃO SUSTEN-TÁVEL

32.305 EXPLORAR, DESMATAR, EXTRAIR, SUPRIMIR, CORTAR, DANIFICAR OU PRO-VOCAR A MORTE DE FLORESTAS E DEMAIS FORMAS DE VEGETAÇÃO EM ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE, SEM AUTORIZAÇÃO ESPECIAL OU INTERVIR EM ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE, AINDA QUE ESTA ES-TEJA DESCOBERTA DE VEGETAÇÃO

32.308 REALIZAR O CORTE OU A SUPRESSÃO DE ÁRVORES ISOLADAS EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE, DE RESERVA LEGAL OU UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DE PROTEÇÃO INTEGRAL

32.310 CORTAR, MATAR, LESAR OU MALTRATAR, POR QUALQUER MODO OU MEIO ÁRVORES OU PLANTAS DE ORNAMENTAÇÃO, DE LOGRADOUROS PÚBLI-COS, SEM AUTORIZAÇÃO, EXCETO PODA SIMPLES

32.314 UTILIZAR ÁRVORES DE MADEIRA DE LEI, ASSIM CLASSIFICADA POR ATO DO PODER PÚBLICO NA TRANSFORMAÇÃO PARA LENHA OU PRODUÇÃO DE CARVÃO VEGETAL

32.316 DESENVOLVER ATIVIDADES QUE DIFICULTEM OU IMPEÇAM A REGENERA-ÇÃO NATURAL DE FLORESTAS E DEMAIS FORMAS DE VEGETAREGENERA-ÇÃO

32.320 EXTRAIR DE FLORESTAS DE DOMÍNIO PÚBLICO, SEM PRÉVIA AUTORIZA-ÇÃO PEDRA, AREIA, CAL OU QUALQUER ESPÉCIE DE MINERAIS

32.321 EXTRAIR DE FLORESTAS CONSIDERADAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE, SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO PEDRA, AREIA, CAL OU QUALQUER ESPÉCIE DE MINERAIS

32.326 FABRICAR, VENDER, TRANSPORTAR, TER A POSSE OU SOLTAR BALÕES QUE POSSAM PROVOCAR INCÊNDIOS NAS FLORESTAS E DEMAIS FORMAS DE VEGETAÇÃO

32.329 PENETRAR EM UNIDADE DE CONSERVAÇÃO DE PROTEÇÃO INTEGRAL COM SUBSTÂNCIA OU INSTRUMENTO PRÓPRIO PARA A EXPLORAÇÃO DE PRODU-TOS E SUBPRODUPRODU-TOS FLORESTAIS, SEM ESTAR MUNIDO DE LICENÇA DO ÓRGÃO AMBIENTAL

32.350 COMERCIALIZAR MOTOSSERRA SEM O REGISTRO NO ÓRGÃO AMBIENTAL COMPETENTE

32.351 UTILIZAR MOTOSSERRA SEM O REGISTRO NO ÓRGÃO AMBIENTAL COMPE-TENTE

32.354 ADQUIRIR OU RECEBER PRODUTOS OU SUBPRODUTOS DA FLORA NATIVA, SEM FINS COMERCIAIS OU INDUSTRIAIS, SEM DOCUMENTOS DE CONTROLE AMBIENTAL OBRIGATÓRIOS

32.355 ADQUIRIR OU RECEBER PRODUTOS OU SUBPRODUTOS DA FLORA NATIVA, PARA FINS COMERCIAIS OU INDUSTRIAIS, SEM DOCUMENTOS DE CONTRO-LE AMBIENTAL OBRIGATÓRIOS

32.356 TRANSPORTAR, PRODUTOS OU SUBPRODUTOS DA FLORA NATIVA SEM DO-CUMENTOS DE CONTROLE AMBIENTAL OBRIGATÓRIOS (EXCETO CARVÃO)

32.357 COMERCIALIZAR PRODUTOS OU SUBPRODUTOS DA FLORA NATIVA SEM DOCUMENTOS DE CONTROLE AMBIENTAL OBRIGATÓRIOS

(22)

32.359 TRANSPORTAR PRODUTOS DA FLORA CONTROLADO ORIUNDOS DE OU-TROS PAÍSES OU ESTADOS SEM OS DOCUMENTOS DE PROVA DE ORIGEM E DE ACOBERTAMENTO DO TRANSPORTE (EXCETO CARVÃO)

32.360 TRANSPORTAR CARVÃO VEGETAL ORIUNDO DE OUTROS PAÍSES OU ESTA-DOS SEM OS DOCUMENTOS DE PROVA DE ORIGEM E DE ACOBERTAMENTO DO TRANSPORTE

32.361 TRANSPORTAR CARVÃO VEGETAL, DE ESPÉCIMES NATIVAS, SEM OS DOCU-MENTOS DE PROVA DE ORIGEM E DE ACOBERTAMENTO DO TRANSPORTE

32.362 ARMAZENAR OU COMERCIALIZAR CARVÃO EMPACOTADO SEM DOCUMEN-TOS DE CONTROLE AMBIENTAL VÁLIDO

32.363 TRANSPORTAR CARVÃO EMPACOTADO SEM DOCUMENTOS DE CONTROLE AMBIENTAL VÁLIDO

32.366 TRANSPORTAR CARVÃO VEGETAL ORIUNDO DE FLORESTA PLANTADA OU MATA PLANTADA, SEM DOCUMENTO DE CONTROLE, NA FORMA QUE ESTA-BELECER O ÓRGÃO AMBIENTAL

32.367 TRANSPORTAR PRODUTOS E SUBPRODUTOS DA FLORA ORIUNDOS DE FLO-RESTA PLANTADA OU MATA PLANTADA, SEM DOCUMENTO DE CONTROLE, NA FORMA QUE ESTABELECER O ÓRGÃO AMBIENTAL (EXCETO CARVÃO)

32.368 ADQUIRIR, ARMAZENAR OU UTILIZAR PRODUTOS E SUBPRODUTOS DA FLO-RA ORIUNDOS DE FLORESTA PLANTADA OU MATA PLANTADA, SEM FINS INDUSTRIAIS OU COMERCIAIS, SEM DOCUMENTO DE CONTROLE, NA FOR-MA QUE ESTABELECER O ÓRGÃO AMBIENTAL

32.369 ADQUIRIR, PARA FINS COMERCIAIS OU INDUSTRIAIS, PRODUTOS E SUB-PRODUTOS DA FLORA ORIUNDOS DE FLORESTA PLANTADA OU MATA PLANTADA, SEM DOCUMENTO DE CONTROLE, NA FORMA QUE ESTABELE-CER O ÓRGÃO AMBIENTAL

32.376 UTILIZAR DOCUMENTO DE CONTROLE OU AUTORIZAÇÃO, FALSIFICADO OU ADULTERADO

32.377 UTILIZAR DOCUMENTO DE CONTROLE OU AUTORIZAÇÃO FURTADO

32.387 DIFICULTAR OU IMPEDIR A AÇÃO FISCALIZADORA DO PODER PÚBLICO EM QUESTÕES AMBIENTAIS RELATIVAS À FLORA

32.388 DESMATAR, EXPLORAR ECONOMICAMENTE OU DEGRADAR FLORESTA, PLANTADA OU NATIVA, EM TERRAS DE DOMÍNIO PÚBLICO OU DEVOLUTAS, SEM AUTORIZAÇÃO DO ÓRGÃO COMPETENTE

00.000 OUTRAS INFRAÇÕES AMBIENTAIS CONTRA A FLORA INFRAÇÕES REFERENTES AO TRÂNSITO

10.305 ABANDONO DO LOCAL DE ACIDENTE DE TRÂNSITO

10.310 ENTREGA DE DIREÇÃO A PESSOA NÃO HABILITADA

00.000 OUTROS TIPOS DE OCORRÊNCIAS DE TRÂNSITO (DISCRIMINAR NO HISTÓRI-CO)

DOS CRIMES MILITARES

38.136 HOSTILIDADE CONTRA PAÍS ESTRANGEIRO

38.137 PRATICAR O MILITAR ATO DE HOSTILIDADE CONTRA PAÍS ESTRANGEIRO, EXPONDO O BRASIL A PERIGO DE GUERRA

38.138 ATO DE JURISDIÇÃO INDEVIDA

38.139 VIOLAÇÃO DE TERRITÓRIO ESTRANGEIRO

38.140 ENTENDIMENTO PARA EMPENHAR O BRASIL À NEUTRALIDADE OU À GUER-RA

38.142 TENTATIVA CONTRA A SOBERANIA DO BRASIL

38.143 CONSECUÇÃO DE NOTÍCIA, INFORMAÇÃO OU DOCUMENTO PARA FINS DE ESPIONAGEM

38.144 REVELAÇÃO DE NOTÍCIA, INFORMAÇÃO OU DOCUMENTO

38.145 TURBAÇÃO DE OBJETO OU DOCUMENTO

38.146 PENETRAÇÃO COM O FIM DE ESPIONAGEM

38.147 DESENHO OU LEVANTAMENTO DE PLANO OU PLANTA DE LOCAL MILITAR OU ENGENHO DE GUERRA

(23)

38.149 MOTIM OU REVOLTA

38.150 ORGANIZAÇÃO DE GRUPO PARA PRÁTICA DE VIOLÊNCIA

38.151 OMISSÃO DE LEALDADE MILITAR

38.152 CONSPIRAÇÃO

38.154 ALICIAÇÃO PARA MOTIM OU REVOLTA

38.160 DESRESPEITO A SUPERIOR

38.161 DESRESPEITO A SÍMBOLO NACIONAL

38.162 DESPOJAMENTO DESPREZÍVEL

38.163 RECUSA DE OBEDIÊNCIA

38.164 OPOSIÇÃO À ORDEM DE SENTINELA

38.165 REUNIÃO ILÍCITA

38.166 PUBLICAÇÃO OU CRÍTICA INDEVIDA

38.167 ASSUNÇÃO DE COMANDO SEM ORDEM OU AUTORIZAÇÃO

38.168 CONSERVAÇÃO ILEGAL DE COMANDO

38.169 OPERAÇÃO MILITAR SEM ORDEM SUPERIOR

38.170 ORDEM ARBITRÁRIA DE INVASÃO

38.171 USO INDEVIDO POR MILITAR DE UNIFORME, INSIGNIA OU DISTINTIVO

38.173 ABUSO DE REQUISIÇÃO MILITAR

38.174 RIGOR EXCESSIVO

38.182 AMOTINAMENTO

38.183 INSUBMISSÃO

38.184 CRIAÇÃO OU SIMULAÇÃO DE INCAPACIDADE FÍSICA

38.185 SUBSTITUIÇÃO DE CONVOCADO

38.186 FAVORECIMENTO A CONVOCADO

38.187 DESERÇÃO

38.191 CONCERTO PARA DESERÇÃO

38.192 DESERÇÃO POR EVASÃO OU FUGA

38.193 FAVORECIMENTO A DESERTOR

38.194 OMISSÃO DE OFICIAL

38.195 ABANDONO DE POSTO

38.196 DESCUMPRIMENTO DE MISSÃO

38.197 RETENÇÃO INDEVIDA

38.198 OMISSÃO DE EFICIÊNCIA DE FORÇA

38.199 OMISSÃO DE PROVIDÊNCIAS PARA EVITAR DANOS

38.202 EMBRIAGUEZ EM SERVIÇO

38.203 DORMIR EM SERVIÇO

38.204 EXERCÍCIO DE COMÉRCIO POR OFICIAL

38.208 GENOCÍDIO

38.252 ABUSO DE PESSOA

38.265 DESAPARECIMENTO, CONSUÇÃO OU EXTRAVIO

38.267 USURA PECUNIÁRIA

38.302 INGRESSO CLANDESTINO

38.340 RECUSA DE FUNÇÃO NA JUSTIÇA MILITAR

38.348 PUBLICIDADE OPRESSIVA

REFERENTE À AUXÍLIO GERAL À ÓRGÃOS E/OU SERVIDORES

39.004 APOIO A ÓRGÃOS PRIVADOS REFERENTE À AUXÍLIO AO BOMBEIRO

00.004 PRINCÍPIO DE AFOGAMENTO

00.005 AFOGAMENTO

00.006 ACIDENTE NÁUTICO

00.007 ACIDENTE AÉREO

00.008 ACIDENTE FERROVIÁRIO

00.009 ACIDENTE COM VEÍCULO AUTOMOTOR

00.010 ACIDENTE COM VEÍCULO DE TRAÇÃO ANIMAL

00.011 DESABAMENTO / DESMORONAMENTO

(24)

00.013 QUEDA DE ÁRVORE

00.014 SALVAMENTO EM CISTERNA OU POÇO

00.015 SALVAMENTO EM FOSSA

00.016 SALVAMENTO EM ELEVADOR

00.017 SALVAMENTO EM TELEFÉRICOS

00.018 SALVAMENTO EM GRUTA OU CAVERNA

00.032 ACIDENTE COM MOTOCICLETA

00.033 ACIDENTE COM BICICLETA

00.038 QUEDA DE ALTURA

00.039 QUEDA DA PRÓPRIA ALTURA

00.041 VÍTIMA DE EXPLOSÃO

00.042 VÍTIMA DE QUEIMADURA

00.043 ATAQUE DE INSETOS

00.044 ATAQUE DE ANIMAL PEÇONHENTO

00.045 ATAQUE DE CÃES

00.046 ATAQUE DE DEMAIS ANIMAIS

00.049 CAPTURA DE ENXAME

00.050 CORTE OU PODA DE ÁRVORE

00.051 PESSOA EXTRAVIADA / DESAPARECIDA EM LOCAL DE DIFÍCIL ACESSO

00.053 RESGATE DE FETO

00.000 OUTROS TIPOS DE BUSCA / RESGATE DE CADÁVER

00.000 OUTROS TIPOS DE BUSCA / SALVAMENTO EM LOCAL DE DIFÍCIL ACESSO (DISCRIMINAR NO HISTÓRICO)

AÇÕES ASSISTENCIAIS

00.056 ATRITO VERBAL

00.058 AVERIGUAÇÃO DE DISPARO DE ALARME

00.063 PESSOA LOCALIZADA

00.065 TENTATIVA DE FUGA

00.068 ENCONTRO DE FETO

00.070 MEDIAÇÃO DE CONFLITO

00.071 RESOLUÇÃO PACÍFICA DE CONFLITOS

00.072 CRIMES CONTRA A MULHER AÇÕES DE POLÍCIA DE PROXIMIDADE

00.074 REUNIÕES COMUNITÁRIAS

00.075 AULA DO PROERD

00.076 VISITAS DOMICILIARES

00.077 VISITAS A ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS

00.079 VISITAS DE ACOMPANHAMENTO PÓS-CRIME

00.081 SOLICITANTE NÃO ENCONTRADO

00.085 DUPLICATA

00.086 TESTE

00.087 TROTE

c) LISTAGEM DE CÓDIGOS DAS LEGISLAÇÕES

CÓDIGO LEGISLAÇÃO FUND. LEGAL

00 ASSISTENCIAIS / AUXÍLIO AO BOMBEIRO /

ENCERRA-MENTO / POLÍCIA DE PROXIMIDADE

-01 CÓDIGO PENAL BRASILEIRO DEC-LEI 2848 DE 1940

02 TORTURA LEI 9455 DE 1997

03 ESTATUTO DO DESARMAMENTO LEI 10826 DE 2003

04 LEI DE DROGAS LEI 11343 DE 2006

05 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE LEI 8069 DE 1990

06 CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR LEI 8078 DE 1990

(25)

NIA E RELIGIÃO

08 LEI DAS CONTRAVENÇÕES PENAIS DEC-LEI 3688 DE 1941

09 CRIME CONTRA PROPRIEDADE INDUSTRIAL LEI 9279 DE 1996

10 INFRAÇÕES DE TRÂNSITO LEI 9503 DE 1997

11 ABUSO DE AUTORIDADE LEI 4898 DE 1965

12 CRIMES DO SISTEMA DE ESTOQUES DE COMBUSTÍVEIS LEI 8176 DE 1991

13 ESTATUTO DO IDOSO LEI 10741 de 2003

14 CRIME DE RESPONSABILIDADE DOS PREFEITOS E

VERE-ADORES

DEC-LEI 201 DE 1967

15 CRIMES RELATIVOS À SONEGAÇÃO FISCAL LEI 4729 DE 1965

16 CRIMES CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL LEI 7170 DE 1983

17 CRIMES CONTRA O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL LEI 7492 DE 1986

18 LEI DA DOAÇÃO E TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS LEI 9434 DE 1997

19 ESTATUTO DO ÍNDIO LEI 6001 DE 1973

20 CRIMES ELEITORAIS LEI 4737 DE 1965

21 LAVAGEM OU OCULTAÇÃO DE BENS, VALORES OU

DI-REITOS

LEI 9613 DE 1998

22 VIOLAÇÃO DE DIREITO AUTORAL DE TECNOLOGIA DE

INFORMÁTICA

LEI 9609 DE 1998

23 CRIME CONTRA A ORDEM TRIBUTÁRIA E RELAÇÕES DE

CONSUMO

LEI 8137 DE 1990

24 CRIME RELATIVO AOS SERVIÇOS POSTAIS LEI 6538 DE 1978

25 DESENVOLVIMENTO CLANDESTINO DE

COMUNICA-ÇÕES

LEI 9472 DE 1997

26 VIOLAÇÃO DE TELECOMUNICAÇÕES LEI 4117 DE 1962

27 CRIMES OU INFRAÇÕES AMBIENTAIS LEI 9605 DE 1998

28 CRIMES CONTRA OS RECURSOS HÍDRICOS (LEI 9433) LEI 9433 DE 1997

29 CRIMES CONTRA O ORDENAMENTO URBANO,

PATRIMÔ-NIO CULTURAL E ADMINISTRAÇÃO AMBIENTAL

LEI 9605 DE 1998

30 CRIMES E INFRAÇÕES AMBIENTAIS RELATIVOS À PESCA LEI 9605 DE 1998

31 INFRAÇÕES AMBIENTAIS RELATIVOS À FAUNA LEI 9605 DE 1998

32 CRIMES E INFRAÇÕES AMBIENTAIS RELATIVOS À

FLO-RA

LEI 9605 DE 1998

33 CRIMES ELEITORAIS LEI 9504 DE 1997

34 CRIMES DE BOCA DE URNA LEI 9504 DE 1997

35 CRIMES CONTRA AS LICITAÇÕES LEI 8666 DE 1993

36 VIOLAÇÃO DE DIREITOS DE TOPOGRAFIA DE CIRCUITO

INTEGRADO

LEI 11484 DE 2007

37 ESTATUTO DO TORCEDOR LEI 10671 DE 2003

38 CRIMES MILITARES DEC-LEI 1001 DE 1969

39 AUXÍLIO A ÓRGÃOS E SERVIDORES

(26)

ANEXO II – CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO DOS NOVOS CÓDIGOS DE OCORRÊNCIA

DATA/PERÍODO

SETOR RESPONSÁVEL

DESCRIÇÃO

22 FEV 2013

EMG/EDPO e EMG/EI

Publicação da versão final do Vade

Mecum

26 FEV 2013

EMG/EDPO e EMG/EI

Reunião com os P/3 de todas as UOP/E

27 FEV 2013

EMG/EI

Publicação da presente NI

01 MAR 2013

Unidades subordinadas ao

7º e 5º CPA

Inicio da utilização dos novos códigos

de ocorrência

01 ABR 2013

Unidades subordinadas ao

6º e 4º CPA

Inicio da utilização dos novos códigos

de ocorrência

01 MAI 2013

Unidades subordinadas ao

3º e 2º CPA

Inicio da utilização dos novos códigos

de ocorrência

01 JUN 2013

Unidades subordinadas ao

1º CPA, CPP, COE e CPE

Inicio da utilização dos novos códigos

de ocorrência

Tomem conhecimento e providenciem a respeito os Órgãos envolvidos.

OPM envolvidas: Todas.

(Nota nº 06 de 25 fev 2013 – EMG/EI)

ERIR RIBEIRO COSTA FILHO - CEL PM

COMANDANTE GERAL

POR DELEGAÇÃO:

Figure

Updating...

References

Updating...

Download now (26 pages)