ATIVIDADES DE LAZER DE IDOSOS CENTENÁRIOS NAS DIFERENTES FASES DA VIDA

Livre

0
0
10
1 year ago
Preview
Full text

  

MAÍRA NAMAN

ATIVIDADES DE LAZER DE IDOSOS CENTENÁRIOS

NAS DIFERENTES FASES DA VIDA

  Dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano da Universidade do Estado de Santa Catarina

  • – UDESC – como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em Ciências do Movimento Humano na área de Concentração Estudos Biocomportamentais do Movimento Humano e Linha de Pesquisa Atividade Física e Saúde. Orientadora: Profª Drª Giovana Zarpellon Mazo.

  

FLORIANÓPOLIS

2014

  

MAÍRA NAMAN

ATIVIDADES DE LAZER DE IDOSOS CENTENÁRIOS

NAS DIFERENTES FASES DA VIDA

  Dissertação apresentada ao Programa de Pós Graduação em Ciência do Movimento Humano da Universidade Estadual de Santa

  Catarina como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em Ciências do Movimento Humano.

  Banca Examinadora:

  Orientadora: __________________________________________ Profª. Drª. Giovana Zarpellon Mazo Universidade do Estado de Santa Catarina Membro: _____________________________________________ Profª. Drª. Alcyane Marinho Universidade do Estado de Santa Catarina Membro: _____________________________________________ Profª. Drª. Thaís Silva Beltrame Universidade do Estado de Santa Catarina Membro: _____________________________________________ Profª. Drª. Marize Lopes Amorim Universidade Federal de Santa Catarina Florianópolis, SC, 18 de julho de 2014. NAMAN, M. ATIVIDADES DE LAZER DE IDOSOS CENTENÁRIOS

  

NAS DIFERENTES FASES DA VIDA. 2014.100f. Dissertação

  (Mestrado em Ciências do Movimento Humano- Área: Estudos Biocomportamentais do Movimento Humano e Linha de pesquisa Atividade Física e Saúde)

  • – Universidade do Estado de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano, Florianópolis, 2014.

RESUMO

  O objetivo desta pesquisa é analisar as atividades de lazer de idosos centenários segundo as evidências científicas e a percepção deles próprios nas diferentes fases da vida. Para contemplar o capítulo 1, que tem como objetivo verificar as evidências científicas que contemplam as atividades de lazer praticadas por idosos centenários foram consultados os bancos eletrônicos MEDLINE e CINAHL e verificados os artigos com estudos observacionais sobre o tema. Foram encontrados seis estudos, dentre os quais apenas um foi realizado com idosos centenários. Todos os artigos eram internacionais e a maioria (5) deles consistia em publicações dos últimos oito anos. Nas pesquisas, foram aplicados instrumentos com questões abertas (três artigos) para identificar as atividades de lazer praticadas pelos idosos e questionários (três artigos) com itens de frequência, duração e o local de prática de tais atividades. Metade dos artigos apresentou qualidade metodológica intermediária, considerando-se as recomendações da escala

STROBE. Para

  contemplar o capítulo 2, que tem como objetivo analisar as atividades de lazer nas diferentes fases da vida de idosos centenários foram selecionados de acordo com critérios de inclusão seis idosos centenários (102,83±1,6 anos), sendo quatro mulheres e dois homens, cinco deles viúvos. O estudo caracterizou-se como qualitativo. O instrumento utilizado foi o Protocolo de Avaliação Multidimensional do Idoso Centenário e as perguntas dos blocos 1, 2, 3, 4, 5, 7 e 8. Para análise dos dados qualitativos da entrevista, foi utilizada a análise de conteúdo temática e também a estatística descritiva. Foram definidas cinco fases da vida (infância, adolescência, vida adulta, velhice e fase atual) e definidas as categorias. Dentre as fases da vida, foram citadas 24 categorias de atividades de lazer, sendo que seis dessas categorias foram fases, foram identificadas atividades de lazer, como viagens, passeios, atividades manuais, atividades culturais, dirigir carro, baile, assistir televisão e atividades religiosas. Com a conclusão geral do estudo percebe-se a necessidade de se pesquisar, no Brasil e em outros países, sobre as atividades de lazer e idosos centenários, utilizando-se instrumentos que considerem particularidades dessa população, empregando-se qualidade metodológica mais elevada. Os centenários, atualmente, carecem de atividades de lazer, devido, muitas vezes, às suas limitações físicas, sendo que propostas no ambiente domiciliar pode contribuir para mantê-los mais ativos em seu cotidiano.

  

Palavras-chave: Idoso de 80 Anos ou mais. Atividades de lazer.

  Revisão. NAMAN, M. ATIVIDADES DE LAZER DE IDOSOS CENTENÁRIOS

  

NAS DIFERENTES FASES DA VIDA. 2014.100f. Dissertação

  (Mestrado em Ciências do Movimento Humano- Área: Estudos Biocomportamentais do Movimento Humano e Linha de pesquisa Atividade Física e Saúde) – Universidade do Estado de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano, Florianópolis, 2014.

ABSTRACT

  The objective of this research is to analyze the leisure activities of centenarians according to the scientific evidence and the perception of themselves in various stages of their lives. To verify the scientific evidence that include leisure activities practiced by centenarians were consulted electronic databases MEDLINE and CINAHL and scanned items with observational studies on the topic. Six studies, of which only one was performed with centenarians were found. All articles were international and the majority (5) of them consisted of publications of the last eight years. In surveys, instruments with open questions (three articles) were applied to identify leisure activities practiced by the centenarians and questionnaires (three articles) items with frequency, duration and place of commission of such activities. Half of the articles showed intermediate methodological quality, considering the recommendations of STROBE scale. To analyze the leisure activities in the different phases of the life of centenarians, we performed a study with six centenarians (102.83 ± 1.6 years), four women and two men, five of them widowed. The study was characterized as qualitative. The instruments used were the Multidimensional Assessment Protocol for the Senior Centenary and questions of blocks 1, 2, 3, 4, 5, 7 and 8. For qualitative analysis of interview data, the thematic content analysis and descriptive statistics were also used. Five stages of life (childhood, adolescence, adulthood, old age and current phase) were defined and defined categories. Among the stages of life, were mentioned 24 categories of leisure activities, and six of these categories were repeated, ie, were cited in more than one phase. At all stages, leisure activities like travel, tours, hands-on activities, cultural activities, carriage driving, dancing, watching television and religious activities were identified. In conclusion, with this study, there is a need for research in Brazil and other countries, on the leisure activities of elderly and population, using higher methodological quality. Centenarians currently lack of leisure, because often their physical limitations, and proposals in the home environment can help to keep them more active in their daily activities.

  Key-words: Aged, 80 and over. Leisure activities. Revision.

SUMÁRIO 1 INTRODUđấO ........................ Erro! Indicador não definido

  1.1 OBJETIVOS ...................... Erro! Indicador não definido.

  1.1.1 Objetivo geral .................. Erro! Indicador não definido.

  1.1.2 Objetivos específicos ..... Erro! Indicador não definido.

  1.2 ESTRUTURAđấO DO ESTUDOErro! Indicador não definido.

  2 MATERIAIS E MÉTODOS ....... Erro! Indicador não definido.

  2.1 CARACTERIZAđấO DO ESTUDOErro! Indicador não definido.

  2.2 PARTICIPANTES DO ESTUDOErro! Indicador não definido.

  2.3 INSTRUMENTOS DO ESTUDOErro! Indicador não definido.

  2.4 COLETA DE DADOS......... Erro! Indicador não definido.

  2.4.1 Seleção dos estudos ...... Erro! Indicador não definido.

  2.5 ASPECTOS ÉTICOS ......... Erro! Indicador não definido.

  2.6 RATAMENTO DOS DADOSErro! Indicador não definido.

  2.6.1 Tratamento de dados do objetivo 1Erro! Indicador não definido.

  2.6.2 Tratamento de dados do objetivo 2Erro! Indicador não definido.

  3 ATIVIDADES DE LAZER E CENTENÁRIOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DE LITERATURAErro! Indicador não definido.

  

3.1 INTRODUđấO .................. Erro! Indicador não definido.

  

3.2 MÉTODO .......................... Erro! Indicador não definido.

  

3.2.1 Fontes de dados e pesquisaErro! Indicador não

definido.

  

3.2.2 Seleção dos estudos ...... Erro! Indicador não definido.

  

3.2.3 Extração de dados .......... Erro! Indicador não definido.

  

3.2.4 Avaliação da qualidade metodológicaErro! Indicador

não definido.

  

3.3 RESULTADOS .................. Erro! Indicador não definido.

  

3.4 DISCUSSÃO ..................... Erro! Indicador não definido.

  

3.5 CONCLUSÃO .................... Erro! Indicador não definido.

  4 ATIVIDADES DE LAZER DE

IDOSOS CENTENÁRIOS NAS DIFERENTES FASES DA VIDA ........................................ Erro! Indicador não definido

  

4.1 INTRODUđấO .................. Erro! Indicador não definido.

  

4.2 METODOLOGIA ................ Erro! Indicador não definido.

  

4.3 RESULTADOS .................. Erro! Indicador não definido.

  

4.4 DISCUSSÃO ..................... Erro! Indicador não definido.

  

4.5 CONCLUSÃO .................... Erro! Indicador não definido.

  

5 CONCLUSÃO.......................... Erro! Indicador não definido.

  

6 REFERÊNCIAS ....................... Erro! Indicador não definido.

  

7 APÊNDICES ............................ Erro! Indicador não definido.

Novo documento

Tags

Documento similar

GESTÃO DO BIBLIOTECÁRIO NAS ATIVIDADES DE INCENTIVO A LEITURA¹
0
0
11
PRÁTICAS DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NO PROGRAMA ESPORTE E LAZER DA CIDADE E VIDA SAUDÁVEL
0
0
104
O USO DO TEMPO NAS ATIVIDADES COTIDIANAS E A QUALIDADE DE VIDA DE CRIANÇAS DE CLASSE POPULAR
0
0
162
PROPRIEDADES PSICOMÉTRICAS DE UM INSTRUMENTO PARA AVALIAR O ENVOLVIMENTO DE IDOSOS EM ATIVIDADES PRAZEROSAS
0
0
174
FELIPE MAGALHÃES BARBOSA PERFIL DE QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO NA CIDADE DE FORTALEZA
0
1
51
PROCESSOS EDUCATIVOS CONSTRUÍDOS COM PARTICIPANTES DO PROJETO VIVÊNCIAS EM ATIVIDADES DIVERSIFICADAS DE LAZER
0
0
200
CITRATO CÚPRICO COMO PROMOTOR DE CRESCIMENTO DE FRANGOS DE CORTE DIFERENTES EM FASES DE CRIAÇÃO
0
0
5
REDE SOCIAL PESSOAL, QUALIDADE DE VIDA E DEPRESSÃO EM IDOSOS
0
0
41
FRAGILIDADE E QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS EM CONTEXTO DE VULNERABILIDADE SOCIAL
0
0
9
FRAGILIDADE E QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS EM CONTEXTO DE VULNERABILIDADE SOCIAL
0
0
9
CLÁUDIO ANDRAOS INTERNAÇÃO DOMICILIÁRIA DE IDOSOS E AS IMPLICAÇÕES BIOÉTICAS NAS AUTOGESTÕES DA SAÚDE SUPLEMENTAR
0
0
142
QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS DA CIDADE DE RIO VERDE – GO TELMA PEREIRA VIEIRA SILVA
0
3
114
COMPARAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS RESIDENTES EM MEIO RURAL E URBANO
0
0
11
QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS SUBMETIDOS A UM PROGRAMA DE ENVELHECIMENTO ATIVO
0
0
196
PROJETO DE INTERVENÇÃO AMPLIANDO POSSIBILIDADES: ATIVIDADE FISICA E LAZER PARA HOMENS IDOSOS
0
0
21
Show more